Comentarios de lectores/as

Espaço De Saúde Do Aparelho Digestivo

Alícia Fernandes (2018-08-15)

En respuesta a Chocolate Sem Lactose: Dez Chocolates Sem Lactose

Este tipo de deficiência de lactase pode decorrer em qualquer idade porém é mais comum na infância. Quem está em risco de intolerância à lactose? A intolerância à lactose é uma condição comum e que é mais provável de desenrolar-se pela idade adulta, com superior incidência em adultos mais idosos. Novas populações étnicas e raciais são mais afetadas que outras, como afroamericanos, hispânicos, índios Americanos e Americanos comprimidos de lactase origem asiática. É menos comum entre Americanos descendentes do nordeste europeu. Crianças nascidas prematuramente têm superior probabilidade de terem deficiência de lactase visto que os níveis de lactase de um pirralho não se intensifica até o terceiro trimestre da gravidez. Quais são os sintomas de intolerância à lactose?

suplementos alimentaresSorvete à apoio de leite costuma causar sintomas mais fortes. E há pessoas mais sensíveis, que de imediato se sentem mal só com um pouquinho de leite ou derivados. Se teu filho mostra sinais de incômodo a toda a hora depois de mamar, converse com o pediatra e levante a teoria da intolerância. Existe um jeito de diagnosticar com certeza a intolerância à lactose?

Perder o pânico da gordura natural dos alimentos (entretanto não a informação, ok?) As enzimas são um tipo de proteína e elas são específicas, ou melhor, cada enzima age sobre o assunto a respeito de uma acordada substância. Algumas enzimas são produzidas em maneira inativa (como se estivessem embaladas). Ao entrar em contato com substâncias específicas (como outros sucos digestivos ou, no caso do estômago, o ácido clorídrico), a enzimas se torna ativa (sai da embalagem) e começa a trabalhar.

É um tipo de alergia? Alguns concluem que são alérgicos ao leite devido às reações que têm depois de ingerirem algum laticínio. Logo qual é o diagnóstico? Segundo alguns alergistas, as verdadeiras alergias a alimentos são raras, afetando apenas entre um por cento e 2 por cento da população em geral. Essa estimativa aumenta um tanto quando se trata de crianças, no entanto não chega a 8%. A despeito de os sintomas da alergia e da intolerância à lactose sejam parelhos, há diferenças entre eles. Os sintomas de alergia alimentar aparecem quando teu sistema imunológico se defende — produzindo histamina — contra uma questão que você comeu ou bebeu. Alguns sintomas são inchaço dos lábios ou da língua, urticárias ou asma.

Basta bater ou adicionar, e pronto! Para ser absorvida pelo intestino, a lactose necessita ser quebrada em porções pequenos através da ação de uma enzima chamada lactase. Tal enzima fica pela superfície da mucosa intestinal. No momento em que há deficiência da lactase, mesmo que parcial, as quantidades de lactose consumidas pelo leite não são hidrolisadas e permanecem intactas no intestino delgado, atraindo água pra região e provocando dores e edemas. A lactose não absorvida passa, então, para o intestino grosso. Ali é metabolizada pelas bactérias (fermentação), atraindo ainda mais água. O efeito são mais dores, edemas, flatulência e diarréia, além de a digestão e a absorção de outros nu- trientes ficarem comprometidas. O tratamento pra o problema consiste em determinar a ingestão de lactose ao limite de tolerância do paciente. Quem poderá ingerir o iogurte feito com kefir de leite? Só as pessoas que são intolerantes a lactose. Alérgicos nunca precisam consumir nada que venha do leite, incluindo o kefir de leite. Aos alérgicos, o kefir indicado é o kefir de água ou tibico. Ao fermentar no leite, o kefir de leite consome a lactose e libera neste iogurte a lactase. Isso é proveitoso aos intolerantes, pois que essa lactase contida no iogurte de kefir irá proteger teu organismo a digerir qualquer resquício de lactose restante no iogurte.

Na indústria láctea a lactose provém energia para bactérias acido láticas (a qual denominamos de fermento lático ou cultivo lático). O papel destas bactérias está intimamente relativo com a inevitabilidade de geração de ácido lático que por conseguinte atua de várias formas no sucesso de um artefato lático. Tais como, pela fabricação de queijos existe a inevitabilidade de abaixamento do pH, forçando a desmineralização do leite até que o mesmo coagule (quer dizer uma metodologia pra coagulação de leite pra fabricação de queijos que veremos mais adiante). Na verdade, a lactose não é retirada do leite. O pesquisador do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT) Luiz Carlos Gonçalves Costa Júnior revela que um procedimento químico transforma a lactose em outra coisa. A indústria adiciona à bebida uma enzima denominada lactase (ou beta-D-galactosidase), que, em três ou quatro horas, quebra a lactose a partir da ação da solução em 2 componentes: glicose e galactose. O pesquisador destaca que a lactose é um açúcar característico e mais abundante do leite, substância que provoca intolerância em novas pessoas. "As pessoas que têm intolerância à lactose possuem baixa ou nenhuma criação desta enzima em seus organismos, impedindo desta maneira essa quebra da lactose após a ingestão de produtos lácteos.

Respuestas

Mal-estar Num Copo De Leite

Alícia Fernandes (2018-09-12)

Numa célula a manutenção da existência depende da ocorrência de reações químicas variadas. Dessa forma, periodicamente recentes proteínas são construídas; açúcares, como a glicose, são... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/