Comentarios de lectores/as

Comunidade Virtual Doenças Inflamatórias Intestinais (DII)

Alícia Fernandes (2018-10-11)


suplementos alimentaresSeu valor biológico está relacionado com a elaboração de energia, sendo considerado um nutriente básico, de vasto importância pela alimentação do ser humano. Podemos classificá-los em função de seu tamanho molecular, dos mais descomplicado denominados de monossacarídeos aos de maior tamanho denominados de polissacarídeos. Os monossacarídeos de superior abundância, são constituídos de 6 carbonos (hexoses) os quais queremos relevar a glicose, galactose e frutose. A partir dos monossacarídeos, formam-se mais duas classes de carboidratos uma primeira denominada de oligossacarídeos (constituídos de 2 até vinte monossacarídeos interligados) nos quais estão contidos: sacarose (açúcar de cana), lactose, maltose, trealose (dissacarídeos) rafinose (trissacarídeso) e estaquiose (tetrassacarídeo).

Pra arredar a lactose do leite e de outros alimentos funcionais é necessário juntar ao leite um artefato específico que se compra na farmácia chamado lactase. A intolerância à lactose é quando o organismo não consegue digerir a lactose presente no leite, causando sintomas como cólica abdominal, gases e diarreias, que surgem momentos ou horas após a ingestão do leite ou de produtos que contenham leite. Saiba Como saber se é intolerância à lactose. A pessoa deve seguir a indicação do rótulo do artefato comprado pela farmácia, mas normalmente são necessárias somente novas gotas pra cada litro de leite.

Intolerância à lactose é o nome que se dá à incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Ela ocorre no momento em que o corpo humano não produz, ou produz em quantidade insuficiente, uma enzima digestiva chamada lactase, que quebra e decompõe a lactose, quer dizer, o açúcar do leite. Como consequência, essa substância chega ao intestino grosso inalterada. Ali, ela se acumula e é fermentada por bactérias que fabricam ácido lático e gases, promovem maior retenção de água e o aparecimento de diarreias e cólicas. É significativo afirmar a diferença entre alergia ao leite e intolerância à lactose. A alergia é uma reação imunológica adversa às proteínas do leite, que se manifesta após a ingestão de uma porção, por pequeno que seja, de leite ou derivados.

Testes de DNA antigos destacam que essa tolerância à lactose é recente. Há vinte 1 mil anos, esta maestria só existia entre bebês e crianças pequenas. Hoje, 33% da população mundial consegue digerir bem o leite. Esta mudança evolutiva sugere que consumir o leite diretamente ao invés ter que fermentá-lo para fazer iogurte ou queijo seria uma vantagem. Collin P Reunala T, Pukkia E, et al - Celiac disease- associated disorders and survival. Diarréia osmótica - O que é? Doença de Crohn - O que é? Enteropatia por glúten - Quais os sintomas? Enteropatia por glúten - Como cuidar? Diarréia - Quais os tipos? Doença de Crohn - Como se exibe?

A intensidade dos sintomas varia de acordo com a ocasião, todavia eles costumam ser amenos. Caso perceba os sintomas acima e suspeite que eles estejam ligados à ingestão de lactose, procure um médico e explique a ocorrência. A consulta costuma ser rápida, deste modo é sério que você agilize e leve os seus sintomas anotados, pra descrevê-los ao médico. Como as enzimas agem? Elas controlam numerosas funções vitais incluindo os processos metabólicos que convertem nutrientes em energia e em novos utensílios pras células, além de acelerar a reação dos processos bioquímicos, resultando-os mais eficazes. As enzimas se conectam às substâncias reagentes e enfraquecem certas ligações químicas, de modo que menos energia (de ativação) é necessária pra que as reações ocorram. Se as enzimas estivessem ausentes, as reações químicas seriam lentas excessivo pra doar suporte à vida. Uma mesa farta de café da manhã com pão de queijo, iogurte e leite com café podes ter significado de, para alguns, só uma maneira de começar o dia. Para outros, o cardápio, que é teoricamente comum e inofensivo, resulta em grandes desconfortos nas horas que se seguirão. Náusea, vômito, dores abdominais, gases e diarreias após ingerir leite e seus derivados são alguns dos sintomas de quem sofre com intolerância à lactose. A deficiência da enzima lactase é o que faz o organismo ser incapaz de digerir o açúcar achado no leite, a lactose. "É normal que o organismo irá parando de fornecer a enzima ao longo da vida, isto porque o leite deixa de ser considerável para o corpo humano." Ainda segundo a médica, o leite é necessário pela infância. "Somos os únicos mamíferos que continuam a consumir leite após crescer", acrescenta.

Atividade da lactase é alta em crianças jovens e elimina à medida que elimina a quantidade de leite ingerida com alimentos. Muitas pessoas conseguem ter taxas extremamente baixas de lactase e, entretanto, por razões desconhecidas, não apresentam sintomas. Quem está em risco de ter intolerância à lactose? A maioria dos adultos no norte da Europa e América do Norte anexam adequadamente lactose.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/