Comentarios de lectores/as

Saúde Digestiva E Bem-Estar

Pedro Benício Martins (2018-10-10)


Diarreias causadas por gastroenterite viral Se tiver náusea, cólica, inchaço, gases ou diarréia depois de comer leite ou derivados de leite, talvez você tenha intolerância à lactose, que é uma reação ao consumo de laticínios. O Instituto Nacional de Diabetes e de Doenças Digestivas e dos Rins relata que “entre 30 milhões e 50 milhões de norte-americanos têm intolerância à lactose”. De acordo com o livro The Sensitive Gut (O Sensível Aparelho Digestivo), publicado pela Universidade de Medicina de Harvard, estima-se que “até 70% da população mundial tem algum tipo de problema com a lactose”. Um deles é avaliar como os nossos genes se "comportam" em ligação aos nutrientes que obtemos pela alimentação. Na ciência, as evidências sobre isso as interações entre sentença gênica e dieta são conhecidas pelos exemplos clássicos da intolerância à lactose e da fenilcetonúria, duas condições clínicas relacionadas a manejos suplementos alimentares específicos. No primeiro caso, foram descritas mutações no gene da lactase, a enzima de hidrolisa o açúcar presente no leite e derivados (lactose) em glicose e galactose. No caso da fenilcetonúria, a deficiência genética da enzima fenilalanina-hidroxilase é responsável por transformações mentais e convulsões.

alimentos funcionaisNa pele dos peixes e de outras espécies marinhas que a baleia come existe uma enzima, chamado catepsina, que decompõe o peixe uma vez falecido, na verdade esta enzima está presente em quase todas as criaturas. Após o alimento da baleia tornar-se liquefeito a si respectivo, passa por um menor canal pro segundo estômago da baleia. Prontamente na intolerância, os sinais surgem de acordo com a quantia consumida e nesse caso, o paciente poderá tomar, a título de exemplo, leite com redução de lactose. Se ocorrerem sintomas como os descritos é sério buscar socorro e diagnosticar rapidamente para que se inicie o tratamento justo, porque na intolerância é necessário suprimir ou ingerir baixa quantidade de alimentos que contenham lactose.

Podemos manifestar que a lactase é a melhor alternativa pra um agradável grupo de pacientes com intolerância a lactose. Cada pessoa, de qualquer idade, que sofra de intolerância à lactose podes se beneficiar com a lactase. Outra forma de aliviar os sintomas da intolerância é ingerir leite com baixa lactose ou que tenha a lactase adicionada ao próprio leite.

Hoje é possível descobrir incalculáveis produtos zero lactose no mercado. Quais suas vantagens e quem pode consumi-los? A lactose é o principal açúcar encontrado no leite e seus derivados e, para ser digerida, deve da presença da enzima lactase. Um menino normalmente apresenta vasto quantidade desta enzima no intestino pra ajudá-lo na digestão do leite materno, entretanto ela é comumente reduzida após o desmame, o que podes dificultar a digestão da lactose com o avanço da idade. Para as pessoas que com baixa elaboração de enzima lactase possam usufruir dos privilégios dos produtos lácteos, a indústria tem feito cada vez mais produtos pela versão zero lactose.

É uma substância molecular, pois é montada por ligações do tipo covalente. A presença do polímero melanoidina elimina o valor nutricional, em virtude da polimerização (união de moléculas que origina uma maior), de várias substâncias (lactose, aminoácidos, peptídeos e proteínas) e ainda apresenta ao item um porte escuro. Por que a lactose é considerável para o organismo humano? O primeiro é oferecido pelo SUS grátis. O paciente recebe uma dose de lactose em jejum e, depois de umas horas, colhe amostras de sangue para medir os níveis de glicose, que permanecem inalterados nos portadores do distúrbio. O segundo considera o grau de hidrogênio eliminado na expiração após o paciente ter ingerido doses altas de lactose e o terceiro leva em conta a observação do nível de acidez no check-up de fezes. A intolerância à lactose não é uma doença. É uma carência do corpo humano que podes ser controlada com dieta e medicamentos. No começo, a proposta é suspender a ingestão de leite e derivados da dieta a final de alavancar o alívio dos sintomas.

Legumes Vermelhos - São cheios de betacaroteno, benéfico pro guri ao longo da amamentação. Nozes e Castanhas - Fontes de Magnésio e ácidos graxos. Aveia - Fonte de ferro, cálcio e fibras conseguem atuar em benefício da amamentação. Lentilhas - Poderá aprimorar o abastecimento do leite. Assim como é rica em ferro e fibras. Água, sucos naturais e água de coco fornecem a hidratação fundamental pra fazer com que o corpo humano tenha matéria prima para acrescentar o leite materno pras mamadas. "A ingestão de líquidos principalmente nos primeiros dias pós-parto é a melhor receita pra que o leite materno apareça logo. Ao entrar no intestino delgado, 3 secreções atuam a respeito do quimo. São elas: suco pancreático, suco entérico e a bile. O suco pancreático é produzido pelo pâncreas, órgão anexo ao sistema digestório. Atua na transformação de amido em maltose, por intermédio da amilase, o que evidencia que o intestino delgado fornece um meio neutro. Produz pepsina e modifica o DNA e RNA do alimento.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/