Comentarios de lectores/as

Dica: Intolerância A Lactose

Alícia Fernandes (2018-09-25)


Pessoas do sexo feminino. Ter um dificuldade de saúde mental, como ansiedade, depressão, transtorno de personalidade e traumas. Os sinais e sintomas da síndrome do intestino irritável são capazes de variar bastante de pessoa para pessoa e são, várias vezes, similares aos sintomas de novas doenças. A síndrome do intestino irritável é uma doença crônica na maioria dos casos, no entanto há momentos em que os sintomas manifestados são piores e momentos em que eles são melhores. Podendo, inclusive, ter fases inteiramente assintomáticas. Os sintomas da síndrome do intestino irritável podes ser facilmente confundidos com os sinais de algumas doenças gastrointestinais. Mas, se você os sentir, mesmo que de vez enquando, todavia ainda com certa periodicidade, procure socorro médica. Sem tratamento, a síndrome poderá causar dificuldades mais graves à saúde. O médico podes, ainda, auxílio-lo a procurar escolhas pra aliviar os sintomas no tempo em que o diagnóstico não é finalizado e o tratamento, se imprescindível, não é iniciado. Acompanhamento médico pode amparar também a impossibilitar futuras complicações. Estar preparado para a consulta pode facilitar o diagnóstico e otimizar o tempo.

suplementos alimentaresEstes sintomas variam de pessoa pra pessoa, sendo mais leves ou mais intensos dependendo do grau de intolerância. Outras pessoas agora têm há anos e acham "normal" os desconfortos. Em que momento elas ficarem em torno de 3 dias sem ingerir a lactose irão perceber a diferença e apreender que aquele sintoma de flatulência e/ou diarreia não é normal. O que é alergia à proteína do leite? A caseína é a proteína do leite e podes agredir muito o corpo humano. O sistema imunológico age contra essa proteína, gerando uma alergia. Além do desconforto gástrico, existem outros sintomas como a mudança na concentração e pela memória, extenso geração de muco nos seios da face, tristeza, entre outros. Quando se alteram os hábitos alimentares para o padrão adulto, a flora muda, em razão de a dieta tem uma marcada influência a respeito da constituição relativa da flora intestinal e fecal. Uma alimentação rica em proteína animal produz putrefações intestinais; altera-se a flora bacteriana normal, aparecendo uma quantidade excessiva de germes da putrefação.

É preciso a mesma atenção com as carnes industrializadas, porque elas conseguem conter leite em pó como agente ligante. É interessante saber embora o cozimento dos alimentos não altera a presença ou os teores de lactose. As comidas típicas judaicas (Kosher foods) não contêm leite. Elas são identificadas com um rótulo satisfatório confiável, uma vez que as leis judaicas proíbem que esses 2 alimentos sejam consumidos em uma mesma refeição. Esta diminuição ocorre porque a natureza entende que os mamíferos só devem do leite na fase da amamentação e depois dos 3 anos esse consumo não seria mais imprescindível, desse jeito, também não precisaríamos fornecer substâncias para digeri-lo. Mesmo deste modo, conseguimos tolerar uma quantidade pequena de lactose, se consumida esporadicamente. A dificuldade é que os brasileiros têm consumido com frequência e em excesso todo tipo de leite e seus derivados.

Em geral, as enzimas são moléculas proteicas associadas a outra substância não-proteica, chamada de coenzima ou radical prostético. No centro da enzima há uma localidade chamada de sítio ligeiro, qualificado de se inserir nos reagentes ou substratos e tornar mais fácil a reação entre eles. Esse sítio ativo é específico, funcionando como um sistema chave/fechadura. Como saber se sou intolerante à lactose? As pessoas que são muito sensíveis à lactose podem não ser capazes de digerir até já alguns goles de leite. Portanto, se você é intolerante à lactose em um grau importante, possivelmente você já percebeu isto. Para a maioria das pessoas, são necessárias doze gramas de lactose para que os sintomas comecem a mostrar-se. Os dissacarídeos da nossa alimentação pra serem absorvidos no Intestino Delgado precisam de ser desdobrados em 2 monossacarídeos. A não absorção destes dissacarídeos poderá gerar diarréia, dor abdominal e leva à geração de gazes no cólon. Um - A Deficiência de Lactase poderá ser genética ainda que sejam raras as crianças que nascem sem a know-how de produzir lactase. A Alactásia, ausência total de lactase é extremamente rara e aparece logo no recém-nascido.

Imediatamente as alergias causam sintomas sistêmicos ou generalizados. A segunda observação é que oitenta por cento das alergias suplementos alimentares são causadas por IgG, imunoglobulina que não é testada no Brasil. A terceira questão é quanto à constituição de alguns dos produtos que você citou, que pudessem ter alguma coisa em comum pra causar as alergias. Leite, queijo, iogurte e manteiga são alimentos facilmente encontrados na mesa dos brasileiros, entretanto para cerca de quarenta por cento da população são capazes de transportar náuseas, diarreia, excesso de gases, dor de estômago, entre outros incômodos. Isso ocorre graças a uma incapacidade que essas pessoas têm de digerir lactose, o açúcar do leite. É a intolerância à lactose. Comer leite orgânico na gravidez prejudica Q.I.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/