Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

Pedro Benício Martins (2018-09-24)


lactase preçoChega ao ponto de eu nao consumir o hambúrguer do Mac donalds por localizar o pao insuportavelmente doce. Muito obrigado a possível resposta! Extremamente provavelmente você é portadora de uma doença metabólica rara, chamada de Frutosemia. Sua incidência é de um:20.000 a um:Trinta.000 nascidos vivos em certas partes da Europa, e parece ser muito menos comum pela América do Norte. Esta doença é uma intolerância hereditária à frutose, açúcar localizado nas frutas; é de herança autossômica recessiva, ligado ao cromossomo 9q22. A doença é causada na falta de uma enzima no fígado, a frutose-um-fosfato aldolase. Quando alguém ingere uma fruta, a título de exemplo, não é possível metabolizar a frutose, fazendo com que o açúcar não se converta em glicose.

Todo domingo era fininha pela certa. Xingava o restaurante até a décima formação. Até deste jeito não sabia que isto era intolerância a lactose. Resolvi encaminhar-se a um gastro, achando que estava era com muito verme de tanta angústia de barriga que eu tinha. Ele me passou remédio pra vermes e assim como um diagnóstico para saber se tinha intolerância a lactose. A lactose representa cerca de cinco por cento do leite de vaca habitualmente vendido. Intolerância à lactose não é a mesma coisa que alergia ao leite. A intolerância à lactose acontece por uma falha enzimática e nada tem a visualizar os processos alérgicos de quem tem alérgia a alimentos. A lactose é um dissacarídeo, uma molécula de açúcar vasto, desenvolvida pela fusão de 2 açúcares descomplicado: a glicose e a galactose.

Deste modo é que vários dizem que a diarreia piora no momento em que se toma leite. Mas, é Importante saber que isto varia de pessoa pra pessoa, de diarreia pra diarreia. Nem sequer todas as crianças desenvolvem esta "intolerância". Devemos assim evitar oferecer leite pras crianças com diarreia? Aí é que está. Não temos que impossibilitar o leite. Que nem ao menos todas as crianças desenvolvem esta "intolerância". Mulheres grávidas ou que estão amamentando devem entre um,000 e um,300 mg de cálcio diariamente. Obter quantidades suficientes de cálcio é considerável para pessoas com intolerância à lactose no momento em que a ingesta de leite e derivados é limitada. Muitos alimentos conseguem fornecer cálcio e outros nutrientes necessários pro corpo humano. Produtos não-lácteos que tem alto teor de cálcio são o peixes com ossos macios como o salmão e sardinhas e vegetais verde-escuros como o espinafre. A tabela dois relaciona os alimentos que são boas fontes de cálcio da dieta. Fonte: Adaptado de U.S. Department of Agriculture, Agricultural Research Service. O iogurte feito com culturas de bactérias vivas e ativas é uma bacana referência de cálcio pra algumas pessoas com intolerância à lactose.

O Hyperium pode causar sonolência se a dose ingerida sobrepujar a dose terapêutica recomendada, ou seja, acima de um ou 2 comprimidos por dia ou se for membro a medicamentos que são capazes de causar uma queda da vigilância. Ao longo do tratamento a pessoa não necessita dirigir automóveis ou operar máquinas, uma vez que sua maestria e atenção são capazes de estar prejudicadas. Intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a lactose, consequência da deficiência ou falta da enzima intestinal chamada lactase. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais claro, para a sua melhor absorção. Este defeito acontece em cerca de 25% dos brasileiros. Há três tipos de intolerância à lactose, que são decorrentes de diferentes processos. Como o leite materno tem lactose, a garota é acometida logo após o nascimento.

É crucial ler os rótulos dos alimentos com finalidade de reconhecer as substâncias alergênicas. Se o alimento for retirado tem que-se procurar substituí-lo por outro fornecedor do mesmo nutriente. • Liberação não-alérgica de histamina. Neste caso, definidos componentes ou aditivos dos alimentos funcionais atuam diretamente sobre o assunto os mastócitos, levando os a libertar histamina. Seres humanos adultos não eram, originalmente, capazes de digerir lactose - o gene responsável por gerar a enzima necessária, a lactase, desativava-se a partir de uma certa idade. É preciso uma mutação genética para preservar a lactase ativa na idade adulta. Essa mutação acabou sendo favorecida nos povos do norte da Europa que domesticaram gado. Podes ser usada no recurso de leite com baixa lactose, doce de leite sem a criação de cristais, leite condensado, derivados do soro de leite,e outros objeto pra redução da lactose. Recomenda-se 10 ml pra cada 50 litros de leite. A temperatura pra aplicação da lactose é de 4°C com finalização em até 48h. Com temperaturas maiores (até 42°C) superior é a taxa de quebra e pequeno o tempo. A adição não poderá acontecer em leite com alta temperatura. O item em questão é dispensado da obrigatoriedade de registro, conforme resolução 27/2010 - ANVISA.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/