Comentarios de lectores/as

Testes De Sistema Endócrino (1/4)

Pedro Benício Martins (2018-09-24)


Acompanhe esse artigo e tire todas as tuas questões e ainda conheça dez chocolates sem lactose. O que é intolerância à lactose? A intolerância à lactose consiste na incapacidade de digerir o açúcar presente no leite e derivados dele. Esse açúcar é a lactose. Esse processo mal resolvido ocorre no momento em que o organismo não produz, ou produz extremamente insuficiente, a lactase, enzima digestiva responsável por quebrar e decompor a lactose.

lactase comprarTambém, as enzimas são capazes de ser encontradas nos alimentos. As células possuem de dois mil a 3000 enzimas diferentes em cada uma. Células diferentes possuem enzimas diferentes. Como as enzimas atuam pela boca ? Quando o alimento é mastigado na boca, ele fica reduzido à menores fragmentos que se misturam com a saliva produzida pelos 3 pares de glândulas salivares (parótidas, submandibulares e sublinguais). A saliva é um líquido neutro ou ligeiramente alcalino, que contém água, muco e enzimas (amilase salivar ou ptialina). O nutricionista comemora a iniciativa. ] acertou excessivo. É preciso regulamentar o mercado com o ‘boom’ que isto ficou no Brasil. Vários produtos apresentados como 'sem lactose', têm, na verdade, a substância agora 'digerida'. Isso acontece com os leites de vaca 'sem lactose' vendidos no mercado. A adição da lactase no objeto neste momento é bastante pra resolver a dificuldade de muitos intolerantes. Não obstante, muitas pessoas com intolerância mais rígida apresentam reações mesmo a esses produtos. Teste de hidrogênio na respiração: analisa o nível de hidrogênio que é expelido na expiração depois do paciente ingerir uma dose alta de lactose. Teste de acidez nas fezes: é analisada se a lactose expelida nas fezes foi fragmentada pelo corpo humano e se há presença de ácido lático - sintoma da intolerância a lactose.

Pros intolerantes, os produtos "sem lactose" conseguem ser consumidos. Porém, suplementos alimentares é agradável ressaltar que pra fabricação desses produtos é usada a enzima lactase sintética. Nesse caso, a enzima somente quebra a lactose em açúcares simples, facilitando a sua digestão e absorção pelo intestino. Ou melhor, quantidade de açúcar existente nos alimentos não é reduzida nem sequer eliminada. Isso é possível por causa de as indústrias acrescentam a enzima lactase ao objeto. Para quem não quer abrir mão dos alimentos com lactose, a saída é uma pastilha chamada LACTAID, composto da lactase, disponível nos EUA. Ela tem que ser mastigada logo depois da ingestão dos alimentos com lactose. Seu efeito é quebrar e desdobrar a lactose permitindo que o leite seja absorvido diretamente sem os efeitos descritos anteriormente.

Este tipo de deficiência de lactase podes processar-se em qualquer idade entretanto é mais comum pela infância. Quem está em traço de intolerância à lactose? A intolerância à lactose é uma circunstância comum e que é mais possível de decorrer pela idade adulta, com superior incidência em adultos mais idosos. Muitas populações étnicas e raciais são mais afetadas que algumas, como afroamericanos, hispânicos, índios Americanos e Americanos de origem asiática. É menos comum entre Americanos descendentes do nordeste europeu. Crianças nascidas prematuramente têm maior probabilidade de terem deficiência de lactase por causa de os níveis de lactase de um moço não aumenta até o terceiro trimestre da gravidez. Quais são os sintomas de intolerância à lactose?

O termo "alergia ao leite" se popularizou e, atualmente, é extremamente utilizado pra reproduzir possíveis causas de intolerância, provenientes de reações alérgicas ou não. "A alergia ao leite é outra coisa", ensina Tatiane. "Neste caso, a dificuldade está relativo a uma proteína do leite chamada caseína. Por algum pretexto, o corpo humano reconhece a caseína como um corpo humano excêntrico que irá causar estragos e reage contra ela, causando erupções na pele, manchas vermelhas, problemas respiratórios e, às vezes, diarreia". E também que após meia hora, a enzima é absorvida pelo corpo, desse jeito é considerável tomar mais um se prosseguir ingerindo a lactose. Nesse lugar no Brasil, existem opções como o Lacday e o Lactosil. Eu acabo preferindo o Lactaid visto que acho mais prático, mas claro que quando acabam os meus comprimidos, recorro as opções nacionais! Tem muita gente que não entende disso, contudo queijos e leite de ovelha e cabra não contém lactose. Pois eu a toda a hora dou preferência ao queijo de cabra, ou o chèvre, queijo pecorino, e bem como o feta. O Iogurte de ovelha é mais pesado, mas dá pra acostumar. Os produtos "sem lactose" do mercado, geralmente são nada mais do que produtos derivados do leite, que também tem em sua composição a enzima lactase. Isto é, é como se você estivesse tomando um desses remédios que falei acima.

A experiência de produzir lactase vai-se perdendo com a idade, começando essa perda logo após a amamentação, pelos 2 anos. Esta Deficiência de Lactase genética é bastante freqüente, atingindo mais de dez por cento da população adulta portuguesa e mais de 75% de algumas etnias africanas e noventa por cento asiáticas. Esta doença é, contudo, pouco freqüente nos povos do norte da Europa. 2 - A Deficiência de Lactase poderá ser adquirida: muitas doenças (enterite viral, Doença Celíaca, Giardíase, Doença de Crohn) causam transformações da mucosa intestinal, levando a Deficiência de Lactase e conseqüente intolerância ao leite.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/