Comentarios de lectores/as

Conheça Os Principais Vilões Da Alergia Alimentar

Alícia Fernandes (2018-09-23)


Nos dias de hoje existem testes de diagnóstico biomolecular que utilizam saliva ou amostra de sangue capilar do paciente para diagnosticar - ou suprimir do rol de escolhas - inúmeros distúrbios ligados a Nutrigenômica ou a erros metabólicos. "São cerca de 40 testes. O sistema é acessível, rapidamente, seguro e pouco invasivo, por causa de a coleta do equipamento biológico não requer esforços do paciente nem do profissional. Todo o sabor da tradição mineira em transformar leite nos melhores queijos, está acessível sob a chancela da marca mineira Fromelle! É uma sensacional companhia para uma cerveja gelada, uma cachacinha de minas ou vinho tinto mais encorpado. Maravilhoso pra ser utilizado derretido no pão francês, degustado com uma goiabada cascão ou simplesmente "puro", que deve ser tua primeira experiência de sabor ao degustá-lo. Um queijo calculado pra deter um sabor suave como as ricas paisagens das montanhas de Minas! O Queijo Minas Fromelle Sem Lactose é ofertado ao mercado consumidor devidamente curado, não havendo necessidade de curá-lo em moradia.

suplementos alimentaresAs opções de receitas sem glúten e sem lactose não têm se popularizado à toa. "A doença celíaca, distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, é um dos motivos que levam as pessoas a não consumirem mais a proteína do trigo. Já a intolerância à lactose é um defeito digestivo causado na incapacidade de gerar uma quantidade bastante da enzima lactase, necessária para digerir o carboidrato", explica a chef e nutricionista Gabi Rabelo, do Namu Cursos. A intolerância à lactose é mais comum nas populações asiática, africana, nativa norte-americana e nas populações mediterrâneas do que entre a população do norte e oeste europeu. A intolerância à lactose é muito comum em adultos e não é perigosa. Outras dificuldades intestinais, como a síndrome do intestino irritável, podem causar os mesmos sintomas da intolerância à lactose. A lactase é o nome usualmente utilizado para denominar a enzima β-D-galactosidase galactohidrolase. É classificada como uma hidrolase e catalisa, entre algumas, a reação de hidrólise da lactose à β-D-galactose e α-D-glicose. A molécula da lactose é complexa excessivo pra transpassar a parede do intestino, deve sofrer a ação da enzima lactase pra ser decomposta em glicose e galactose.

As bactérias presentes em suas fórmulas produzem lactase bastante para a digestão da lactose . Os iogurtes, então, são algumas ótimas opções para que pessoas não podes descrever com o leite no cardápio e não quer abrir mão de seus nutrientes. Vale reparar pra preparações à apoio de leite, como bolos, pudins, cremes e bolachas. O problema gera uma série de outros, como diarreia, anemia, perda de calorias, osteoporose, inchaço, fadiga, aftas e até erupções na pele que coçam satisfatório (dermatite herpetiforme). Este quadro sinaliza que a pessoa é celíaca, isto é, tem uma doença autoimune que faz o corpo reagir no momento em que entra em contato com o glúten. Laticínios: Os produtos feitos por intermédio do leite contêm lactose, tais como iogurte, creme de leite, sorvete, maionese, bebidas (mistas) de leite, creme de queijo, queijos em geral e queijo cottage. Iogurte pode ser uma legal opção para ingestão de cálcio, uma vez que culturas intestinais ativas metabolizam a lactose, facilitando a digestão. Pães e massas: alimentos ricos em amido (pães, biscoitos, panquecas, bolos e outros idênticos) costumam usar leite em pó ou produtos lácteos na preparação. Doces: sorvetes e bolos de sorvete, frozen, chocolate ao leite, pudins, cremes e sobremesas que fazem uso leite condensado possuem lactose.

Por que isso acontece? A lactose é um açúcar localizado no leite, produzido nas glândulas mamárias dos mamíferos. A pessoa intolerante à lactose não produz (ou produz insuficiente) a lactase, uma enzima digestiva que quebra a lactose. Por isso, a lactose chega inteira ao intestino grosso e sofre fermentação por bactérias, o que gera gases e ácido lático, que, por tua vez, estimularão a retenção de água causando cólicas intestinais e diarreias. O intestino grosso em ceco, cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente e reto. Alguns órgãos são anexos ao sistema digestório. São eles: glândulas salivares, pâncreas, fígado e vesícula biliar. A digestão envolve fenômenos físicos e químicos. Os físicos são: mastigação, deglutição, peristaltismo e ação da bile. Os químicos são aqueles que envolvem ação enzimática.

O glutamato monossódico poderá causar uma doença conhecida como a síndrome do restaurante chinês, que resulta em angústia no peito, palpitações e fragilidade. • Os alimentos que atuam diretamente nos mastócitos e provocam libertação de histamina são: chocolate, tomates, espinafres, morangos, ovos, peixe, mariscos, ananás e especiarias (canela). • Os alimentos funcionais que contêm histamina e outros mediadores causadores de sintomas são: chocolate, tomates, espinafres, morangos, mariscos, ruibarbo, queijo, arenque, bananas, cavala, bacalhau, pimenta, nozes, vinho, couve fermentada e atum.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/