Comentarios de lectores/as

O Que É, Com que objetivo serve, Funciona, Efeitos, Suplemento

"Isis Lopes" (2018-09-20)

En respuesta a Testes De Sistema Endócrino (1/quatro)

Toda humanidade que tem geneticamente uma intolerância, tem má absorção de lactose, no entanto isso não causa sintomas sempre. Há países, como o Japão, em que aproximadamente toda a população tem essa característica. O especialista explica que normalmente os sintomas aparecem entre meia hora e uma hora depois da ingestão do leite ou derivados, como chocolate, sorvetes, leite condensado, creme de leite, iogurte, manteiga, pudins e queijos. Barbuti ressalta contudo, que isso depende do grau de intolerância à lactose e de quanta lactose tem o alimento ingerido. — Queijos quanto mais duros, menos lactose. Um parmesão, como por exemplo, tem pouca lactose, durante o tempo que um queijo mais mole tem mais lactose.

alimentos funcionaisIntestino delgado
Capriche em outros alimentos que são referência de cálcio
Analise esta figura, em que está representada uma população de bactérias
2 fatias médias de tofu
Deficiência primária ou ontogenética
Arroz e cereais em geral
Aditivos suplementos alimentares
Leite de lactobacillus

Ainda não há um tratamento específico que vise a cura da intolerância à lactose. Perlatte é um comprimido de suplementação enzimática pronto pra consumo imediato. Essa suplementação poderá ser feita minutos antes de refeições com lactose. A suplementação enzimática é produtivo já que evita todos os desconfortos típicos da intolerância à lactose. A extenso maioria dos alimentos contém carboidratos . Bons exemplos são o pão, batatas , massas, doces, arroz, futas e vegetais. Diversos destes alimentos contém amido , que poderá ser digerido e bem como fibras que não são digeridas.O carboidratos digeridos são decompostos em moléculas menores por enzimas encontradas pela saliva, no suco pancreático e no intestino delgado.

Enzima é a designação geral de numerosas proteínas complexas, especializadas pela catálise de reações biológicas - facilitam e aceleram a maior quantidade das reações bioquímicas que ocorrem no interior das células dos animais, vegetais e microrganismos. Como a catálise acontece sem intervenção de reagentes, as enzimas não se consomem no decorrer do modo. Aqui, os sintomas ocorrem desde o nascimento até à primeira alimentação. Se a menina é prematura, a intolerância à lactose é desse jeito chamada de ligada ao desenvolvimento. Sua evolução é favorável à proporção que as células intestinais amadurecem. Dependendo das situações, muitas pessoas produzem menos lactase. Para outros pacientes, essa realização enzimática pode estar totalmente interrompida. Primeira análise significativo é que a intolerância à lactose não é uma doença perigosa para a saúde, mas os sintomas conseguem ser bastante desagradáveis.

Fiz um postagem sobre isso nesse lugar,contando como foi no momento em que eu localizei a intolerância. Hoje vejo como porção de quem eu sou. O ser humano é super adaptável, e é que show hein descobrir o que te faz mal e o que te faz bem né? Existem tantas coisas piores, que me sinto extremamente sortuda de ter somente uma pequena intolerância! A alergia tardia ao leite de vaca é a mais comum e, pelos seus sintomas aparecerem bastante tempo após o consumo do alimento, tem teu diagnóstico muito dificultado. A albumina, proteína do ovo, é utilizada em marshmallows, comidas congeladas e algumas misturas para alimentos. A clara também está entre os principais alimentos alérgenos. O glúten presente nesses alimentos poderá causar alergia a crianças portadoras de doença celíaca. O peixe estragado expõe altos teores de histamina (que razão reação alérgica intensa), mesmo antes que exista variação do sabor.

alimentos funcionaisConseqüentemente em que momento comemos farináceos (pão, bolos, etc.) estamos a suprimir o nosso tempo de existência. Existe evidências que afirmam que esta baixa de enzimas não é devida a nenhuma peculiaridade da nossa espécie. Na verdade, precisa-se ás largas quantidades de amidos cozidos que comemos. Além disso, é evidente a indicação que a alimentação cozida, por conseguinte sem enzimas auxilia pro crescimento patológico exagerado da glândula pituitária, que regula as algumas glândulas. Além do mais, há pesquisas que indicam que 100% dos indivíduos com mais de cinquenta anos que morrem de causas acidentais tem deficiências nas glândulas pituitárias.
Lípase pancreática
Presença garantida nos quiosques de praia, os frutos do mar são grandes causadores de alergia
Café com nata,
Leite de vaca tratado com lactase para crianças maiores e adultos

O que é intolerância à lactose? É a dificuldade de digerir a lactose, que é o açúcar do leite. A lactose é digerida pela enzima lactase, produzida pelo intestino. Quando a realização desta enzima é pequena, a lactose não digere bem e razão numerosos sintomas que são desconfortáveis, todavia não são graves, como os da alergia ao leite. Leite de soja e outros produtos podem ser recomendados pelo seu médico. Os pais e os responsáveis de crianças com intolerância à lactose necessitam acompanhar a dieta recomendada pelo médico ou nutricionista. Aqueles que têm os sintomas depois de modificações na dieta podem obter as gotas ou comprimidos de lactase de venda livre. Tomar os comprimidos ou novas gotas de líquido com enzimas no momento em que você bebe leite ou come produtos lácteos poderá tornar estes alimentos mais toleráveis para pessoas com intolerância à lactose. Leite e produtos lácteos são uma sério fonte de cálcio e outros nutrientes. É mutável de pessoa a pessoa e de acordo com a quantidade consumida. Deste modo, a maioria dos deficientes de lactase poderá comer o equivalente a um ou 2 copos de leite ao dia, desde que com amplos intervalos e não diariamente. Ainda que minoritários, não são raras as pessoas que, desde pequenas, evitam ou não gostam do leite, mesmo sem se darem conta que são dessa forma pelo motivo de o leite e derivados lhes faz mal.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/