Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose

Pedro Benício Martins (2018-09-18)


VERDADE - A intolerância à lactose acontece por causa da deficiência de lactase, responsável por quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glicose e galactose, 2 tipos de açúcar que geram energia pro corpo humano. A lactose está presente em todos os alimentos derivados do leite. MITO - existem alguns queijos de fermentação longa, como o parmesão que, devido ao teu método fermentativo, toda a lactose presente é metabolizada pelo fermento. "Encontramos produtos cuja lactose é hidrolisada pela adição da enzima lactase ao longo do procedimento eficiente, como os produtos LacFree, da Verde Campo, que fornece iogurtes, queijos e requeijão sem lactose", acrescenta Priscila. Produtos sem lactose são frutos de um recurso químico que transforma a lactose em lactase.

comprimidos de lactase"Descasque mais e desembale menos! ", essa é minha dica! A proposta é uma inversão da pirâmide alimentar, por intermédio da diminuição do consumo de carboidratos e do aumento de gorduras saudáveis. Não existe uma proporção perfeito de carboidratos, gorduras e proteínas a serem consumidos. Essa definição é bastante individual. O quê e quanto comer dependerá do intuito e da indispensabilidade de cada pessoa.

Como o médico faz o diagnóstico? Freqüentemente a intolerância à lactose é sugerida pela história clínica, principalmente quando as informações são determinados e especificamente perguntados. A perda de sintomas após outras semanas de dieta livre de lactose serve como teste diagnóstico/ terapêutico. O Teste de Tolerância à Lactose é o usado no nosso meio, pois não dispomos do Teste Respiratório, tido com o mais sensível e certamente o mais descomplicado dos métodos. Entre nós, o paciente recebe para ingerir um copo d'água contendo de cinquenta a cem g de lactose e lhe é tirado sangue 4 a cinco vezes no espaço de duas horas. AMILASE SALIVAR: Bem como é secretada pelas glândulas salivares e bem como age a respeito do amido. PEPSINA: Produzida na própria parede do intestino, ela age sobre as proteínas. Seu melhor desempenho acontece em pH ácido. A pepsina é produzida numa forma inativa, o pepsinogênio, que ao entrar em contato com o HCl (ácido clorídrico) se torna ágil e vira a pepsina.

Oleaginosas: Algumas crianças desenvolvem hipersensibilidades ou alergias a oleaginosas consumidas na mãe. O grupo das oleaginosas é formado por nozes, castanhas, amêndoas, amendoim, pistache além de outros mais. Não é extremamente comum no Brasil, porém nos EUA, tais como, o amendoim é uma causa respeitável de alergia alimentar. Os primeiros meses de vida da guria são de acelerado desenvolvimento e formação de tecidos e ainda não se sabe todos os fatores que interferem positivamente e negativamente na saúde da menina.

O alimento passa a se chamar quilo. Nesta fase o alimento (quilo) já se acha em pequenas moléculas e ocorre a absorção dos nutrientes pelos capilares sanguíneos presente no intestino delgado, conduzindo-os pro restante do organismo. O resto alimentar, quer dizer, aquilo que não foi absorvido se encaminha para o cólon ascendente (intestino grosso), cólon transverso e cólon descendente, onde chega ao reto e, em seguida, ao ânus. Esse post te ajudou? Desse jeito ajude o Portal do Estudante no TOP30. Clique nesse lugar pra votar! Lá, enzimas produzidas no Pâncreas, Fígado e no respectivo Intestino, terminam o recurso enzimático e os nutrientes são preparados pra serem absorvidos pelo corpo e nutrirem as células do corpo humano. As PROTEÍNAS são digeridas até a geração de PEPTÍDIOS na TRIPISINA e QUIMIOTRIPSINA. Os POLISSACARÍDEOS, por exemplo o AMIDO, são degradados até a MALTOSE pela AMILOPEPSINA. Os ACIDOS NUCLÊICOS, por exemplo o RNA e o DNA, são digeridos em RIBONUCLEOTÍDEOS pela RNASE e DNASE. O suco intestinal ou entérico detém enzimas que digerem 2 tipos básicos de nutrientes: os carboidratos e as proteínas. A CARBOXIPEPTIDASE e AMINOPEPTIDASE transformam PEPTÍDIOS em AMINOÁCIDOS, como essa de a DIPEPTIDASE reduz DIPEPTÍDIOS em AMINOÁCIDOS. A MALTASE, SACARASE e LACTASE transformam respectivamente: MALTOSE, SACAROSE e LACTOSE em GLICOSE.

As lesões são transitórias, por esse caso. A doença celíaca e doença de Crohn também são capazes de ferir os enterócitos. Nestes casos, o dano poderá ser permanente. Esta circunstância poderá ser congênita ou se criar ao longo da existência. O primeiro, o que é único, tem um caráter hereditário com enterócitos normais. Dentro dos potinhos que enchem as gôndolas dos supermercados estão verdadeiros craques do time dos laticínios. Mas, a fim de evitar desorganização pela hora da seleção, neste instante avisamos logo: nem sequer tudo o que parece é, efetivamente, iogurte. O petit-suisse, tais como, constitui um tipo de queijo. Pra merecer a classificação, suplementos alimentares os iogurtes devem contar com as bactérias Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus, celebradas por proporcionarem certos benefícios à saúde. Assim como mostrei no meu Snap o medicamento que eu tomo no momento em que tenho os sintomas da intolerância (ocasionalmente exagero hehe). Sinto a barriga inchar bastante, fico super estufada, com várias dores. O que eu mais gosto, infelizmente é gringo bem como, e se chama Gas- X. Se alguém da família estiver indo para Gringa, pede com o objetivo de trazerem muitas caixas que vale super a pena!



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/