Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

Alícia Fernandes (2018-09-13)


enzima lactase comprarEste problema quase a todo o momento é hereditário. As reações alérgicas podem realizar-se agora após a ingestão do agente alérgeno, ou são capazes de ser retardadas e levar dias pra aparecerem (o que em geral dificulta a identificação do agente agressor). Grupo dos pães, massas e cereais: Notar se pela constituição dos pães e massas não incluam leite e seus derivados. A vaca era da raça gir leiteiro, que, segundo Aníbal Vercesi, pesquisador do Instituto de Zootecnia de São Paulo, pode gerar leite sem ou com pouca proteína betacaseína tipo A1 (olhe infográfico). Isto tornaria o líquido mais saudável, ou seja, com menos oportunidades de causar problemas suplementos alimentares. Ele diz que uma parceria com a Unicamp acabou de ser fechada pra realização de mais estudos a respeito de os efeitos desse leite na saúde.

Depois da mastigação, o alimento é deglutido. Pela faringe, no esôfago, no estômago e nos intestinos ele é impelido pelos movimentos peristálticos, cuja ação é involuntária, controlada pelo sistema nervoso autônomo. Ao atravessar em órgãos como a boca, o estômago e o intestino, os alimentos sofrem ações químicas dos sucos digestivos. Podemos dividir o recurso químico da digestão em etapas que ocorrem em órgãos imensos com nomes diferentes: insalivação (ocorre pela boca), quimificação (acontece no estômago) e quilificação (acontece no intestino). Ação do sistema nervoso autônomo parassimpático, estimulando a secreção de saliva. I. A adaptação às oscilações diárias da concentração de nutrientes evidencia as mudanças pelas quais os seres humanos ajustam teu metabolismo a diferentes condições. II. Após uma refeição, o excedente de glicose é mantido na circulação, por decorrência, o fígado responde diminuindo a liberação de insulina, ao passo que o pâncreas se intensifica a concentração de glucagon.

Seqüenciando DNA coletado de imensos grupos étnicos africanos, a equipe da cientista encontrou uma mutação genética desigual da européia, e que tem que ter surgido de modo independente. Investigando os genes, Tishkoff e colaboradores determinaram que a mutação para a digestão da lactose começou a aparecer nos europeus do norte pela mesma época em que estes povos passaram a fazer gado leiteiro, há nove.000 anos. A mutação africana, distinta, ficou comum de sete.000 a 3.000 anos atrás. Evidência arqueológica liga este período à disseminação da constituição de gado na localidade. Intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a lactose (açúcar do leite). O problema é repercussão da deficiência ou inexistência de uma enzima intestinal chamada lactase. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais descomplicado, para a tua melhor absorção. Este defeito ocorre em por volta de 25 por cento dos brasileiros. Deficiência primária: acontece redução da geração da lactase como conseqüência do envelhecimento. Este evento é mais evidente em algumas raças como a negra (até 80 por cento dos adultos têm deficiência) e menos comum em algumas, como a branca (20% dos adultos).

Segundo ainda o Dr. Edward Howell, a ausência de enzimas na comida cozida é ainda uma das razões maiores do envelhecimento e morte precoce. É ainda a causa subjacente da maior parte das doenças. Se o nosso organismo está ocupado com a digestão de alimentos cozidos e a geração de enzimas pra saliva, suco gástrico, suco pancreático e sucos intestinais, então precisará reduzir a criação de enzimas para outros propósitos. No momento em que isto ocorre, assim sendo como pode o organismo gerar enzimas pro trabalho do cérebro, coração, rins, músculos e os outros órgãos e tecidos. Esta ausência de enzimas acontece na maioria da população mundial dos países civilizados que se alimenta de comida cozida. "Todo ser vivo tem milhares de enzimas acelerando reações. Dessa forma, as mudanças químicas nos seres vivos ocorrem em escala de tempo compatível com a vida". Os aminoácidos são substâncias que formam as proteínas depositadas nos músculos. Eles são criados pelo nosso corpo ou ainda podem ser consumidos em forma de cápsulas. Se você ingerir corretamente aminoácidos sintéticos e fizer exercícios musculares bem orientados, teu corpo humano fica modelado e ganha músculo, dando uma superior resistência física.

Pela indústria láctea a lactose provém energia para bactérias acido láticas (a qual denominamos de fermento lático ou cultivo lático). O papel destas bactérias está intimamente relacionado com a inevitabilidade de criação de ácido lático que por conseguinte atua de imensas maneiras no sucesso de um produto lático. A título de exemplo, na fabricação de queijos existe a indispensabilidade de abaixamento do pH, forçando a desmineralização do leite até que o mesmo coagule (quer dizer uma metodologia pra coagulação de leite pra fabricação de queijos que veremos mais adiante). Na realidade, a lactose não é retirada do leite. O pesquisador do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT) Luiz Carlos Gonçalves Costa Júnior revela que um método químico transforma a lactose em outra coisa. A indústria acrescenta à bebida uma enzima denominada lactase (ou beta-D-galactosidase), que, em três ou 4 horas, quebra a lactose a partir da ação da solução em 2 componentes: glicose e galactose. O pesquisador destaca que a lactose é um açúcar característico e mais abundante do leite, substância que provoca intolerância em várias pessoas. "As pessoas que têm intolerância à lactose possuem baixa ou nenhuma produção dessa enzima em seus organismos, impedindo então essa quebra da lactose após a ingestão de produtos lácteos.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/