Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

Alícia Fernandes (2018-08-26)


alimentos funcionaisCafé com nata, A perícia de digeri-lo pela existência adulta surgiu devido a mutações nos genes que silenciam a lactase. Com a domesticação do gado, numa época em que a fome vivia à espreita, nossos antepassados portadores dessas mutações levaram a vantagem do acesso descomplicado a um alimento de grande teor calórico que lhes aumentava a chance de sucesso reprodutivo. Em alguns casos, a pessoa irá ter de de mais de 3 cápsulas da enzima por dia, em outros só metade do comprimido. Onde Localizar Comprimidos De Enzima de Lactase? Os comprimidos, cápsulas, pó e pastilhas conseguem ser localizados em farmácias e casas de manipulação. Não há inevitabilidade de receita médica para a compra, no entanto é de extrema importância se consultar com um médico especialista antes do consumo. Gestantes, lactantes e hipertensos não devem tomar enzimas de lactase, ademais, pacientes alérgicos à lactase são capazes de mostrar quadros de urticária, inchaços pela pele, dores do peito, problemas respiratórios e erupções cutâneas. É a incapacidade de digerir a lactose, resultado da deficiência ou carência da enzima intestinal chamada Lactase. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais fácil, pra sua melhor absorção. Esse dificuldade ocorre em em torno de vinte e cinco por cento dos brasileiros. Há três tipos de intolerância à lactose, que são decorrentes de diferentes processos.

MITO - A lactose é um carboidrato qualificado de nutrir, que poderá ser consumido durante toda a existência do ser humano, desde que esse não apresente intolerância à lactose. Iogurtes têm baixa lactose, deste modo são seguros para pessoas com intolerância. MITO - O único tipo de iogurte seguro pra pessoas com intolerância à lactose não os iogurtes zero lactose, como os produtos da linha lacfree, da Verde Campo. Para digerir a lactose, é necessário ter a enzima lactase. Apesar de não haver estudos que comprovem esse dispositivo, parece que ela é produzida em menores quantidades quando fica em desuso. Quando o consumo do leite e seus derivados é retomado, existe um tempo de adaptação da lactose. Você produz a enzima, no entanto não em quantidades suficientes.

Segundo ainda o Dr. Edward Howell, a ausência de enzimas na comida cozida é ainda uma das razões maiores do envelhecimento e morte precoce. É ainda a circunstância subjacente da maioria das doenças. Se o nosso corpo humano está ocupado com a digestão de alimentos funcionais cozidos e a elaboração de enzimas pra saliva, suco gástrico, suco pancreático e sucos intestinais, desse modo vai ter que minimizar a realização de enzimas pra outros propósitos. Quando isto ocorre, desse modo como pode o corpo fornecer enzimas pro trabalho do cérebro, coração, rins, músculos e os outros órgãos e tecidos. Esta falta de enzimas ocorre pela maioria da população mundial dos países civilizados que se alimenta de comida cozida. "Todo ser vivo tem milhares de enzimas acelerando reações. Por isso, as mudanças químicas nos seres vivos ocorrem em escala de tempo compatível com a vida". Os aminoácidos são substâncias que formam as proteínas depositadas nos músculos. Eles são montados por nosso corpo ou ainda podem ser consumidos em forma de cápsulas. Se você comer corretamente aminoácidos sintéticos e fizer exercícios musculares bem orientados, teu corpo humano fica modelado e ganha massa muscular, dando uma maior resistência física.

Esse tipo de intolerância ocorre quando o intestino delgado deixa de produzir a quantidade normal de lactase já que alguma doença, cirurgia ou injúria. Muitas condições que conseguem transportar a um quadro de intolerância à lactose secundária são a doença celíaca, gastroenterite e a doença de Crohn, como por exemplo. O tratamento da condição intrínseca a este tipo de intolerância poderá resolver o problema. É possível, apesar de diferente, que bebês nasçam com intolerância à lactose devido a da deficiência total de lactase no corpo humano. Essas duas substâncias serão absorvidas através do nosso corpo sem problemas e desconfortos. Quatro.000 FCC ALU (CRIANÇAS). Pra preparar um litro de leite ou derivados, adicione um sachê com dez.000 FCC ALU, agite por três minutos e deixe em repouso por em torno de uns quinze minutos em temperatura lugar. 80°C) espere esfriar ou ficar em uma temperatura que dê para ingerir com segurança. Para preparar 500mL de leite ou derivados adicione um sachê com 4.000 FCC ALU, agite por três minutos e deixe em repouso por 15 minutos em temperatura lugar.

comprimidos de lactaseSeja uma intolerância passageira, definitiva ou uma alergia, o episódio é que quem tem estes problemas terá que, invariavelmente, variar teu cardápio. Não existe cura nem remédio pra doença celíaca e a única maneira de conviver com ela é riscando em definitivo do cardápio alimentos que contenham glúten. No caso da intolerância à lactose, a retirada ou redução do leite e derivados do cardápio vai necessitar de cada caso. No Brasil, a lactase é encontrada só nas farmácias de manipulação, visto que, de acordo com a Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa), a enzima lactase é um medicamento de origem biológica. Em outros países, todavia, a enzima é considerada alimento e tem venda liberada em farmácias e supermercados. De acordo com a agência reguladora, ainda não há, no povo, interesse das corporações em desenvolver o objeto pra vendas nas farmácias. Outra escolha pra não passar mal ao comer derivados de leite são os probióticos, "as bactérias do bem", que quando tomadas continuamente são capazes de melhorar a digestão da lactose. Esses recursos são especialmente importantes para mulheres que prontamente passaram pelo período da menopausa e precisam ingerir derivados do leite pra absorverem cálcio.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/