Comentarios de lectores/as

Dieta Humana Nos últimos 20 1000 Anos Trouxe Grandes Modificações Físicas

Daniel Santos (2018-08-24)


enzima lactase comprarPERLATTE de 10.000 FCC comprimidos - EUROFARMA A teoria sintética da prosperidade (neodarwinismo) utiliza as ideias de Darwin sobre o assunto evolução e, acresce a ela, os fatores evolutivos: mutação, recombinação, migração, seleção (de imediato apresentado por Darwin) e deriva genética. Propusemos muitas questões envolvendo esses assuntos. Bons estudos e sucesso nas provas! Leia os trechos seguintes, extraídos de um texto a respeito da cor de pele pela espécie humana.

SACARASE: Atua a respeito da sacarose (como o nome sugere) e a transforma em glicose e frutose. É produzida pelo intestino delgado (pelas células da parede dele) e como as enzimas do pâncreas, atua melhor quando o pH é alcalino. LACTASE: Também é produzida pelo intestino delgado e age sobre isto alactose transformando a em galactose e glicose. Há bem como enzimas que imediatamente possuem nomes "famosos" e destacados e que não seguem esta norma, como a pepsina, que age sobre as proteínas durante a digestão no estômago. Como as enzimas são bem como proteínas, fatores como o pH, a temperatura e a concentração de substrato vão influenciar no teu desempenho. As enzimas, como toda proteína, sofrem desnaturação em certas condições e param de funcionar.

Este método demora cerca de 24h e o leite deve ser mantido na geladeira durante esse período. Também é possível usar a mesma técnica em outros produtos líquidos como creme de leite, leite condensado e achocolatados líquidos. O leite sem lactose exibe todos os nutrientes do leite comum, contudo apresenta um sabor mais adocicado. Quem não quiser ter esse trabalho ou não descobrir a lactase o que é facilmente podes obter leite e produtos preparados com leite prontamente sem lactose. Basta observar o rótulo dos alimentos já que a toda a hora que um item industrializado não tiver lactose precisa conter esta dado ou tomar comprimidos de lactase após a ingestão de alimentos que contém lactose. Depois de consumir algum alimento que tenha lactose, uma opção pra impedir os sintomas intestinais é tomar o comprimido com lactase, pois a enzima fará a digestão da lactose no intestino. Lá, movimentos peristálticos permitem que o bolo seja direcionado ao estômago. Tal modo mecânico permite que o alimento seja misturado aos sucos digestivos. No estômago, o suco gástrico - cheio de ácido clorídrico, pepsina, lipase e renina - fragmenta e desnatura proteínas do bolo alimentar, atua sobre o assunto alguns lipídios, auxilia a absorção de cálcio e ferro e mata bactérias. Este órgão é delimitado pelo esfíncter da cárdia (entre o estômago e o esôfago) e pelo esfíncter pilórico (entre o estômago e o intestino). O bolo alimentar, depois de ser misturado ao suco gástrico, neste instante denominado de "quimo", segue para o intestino delgado. No intestino delgado, ocorre a maioria da digestão e absorção do que foi consumido. Esse órgão é compartimentado em duodeno, jejuno e íleo, e o procedimento se inicia nesta primeira porção.

Muitas pessoas com filhos intolerantes á lactose acreditam que a dieta de exclusão do leite de vaca deva ser total, quando é assim sendo apenas em termos. Pessoas intolerantes são capazes de ingerir alimentos probióticos que possuem LV entre os ingredientes, como iogurte ou kefir, e assim como certos queijos que perdem lactose no decorrer da geração, desde que em pequena quantidade. Ovos mexidos,

A intolerância à lactose corresponde à geração insuficiente ou nula de lactase, enzima essencial no recurso digestivo da lactose. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais descomplicado pra sua melhor absorção. A lactose é o açúcar do leite, um dissacarídeo que com a ação da enzima lactase, transforma-se em 2 monossacarídeos: glicose e galactose. Esses carboidratos acessível, depois de formados, são com facilidade absorvidos pelo organismo. Não obstante, a inexistência ou deficiência na produção da lactase faz com que a lactose chegue até o intestino grosso sem ser absorvida pelo organismo. Ela é fermentada por bactérias causando gases e sintomas peculiares de indigestão. A intolerância à lactose é um ótimo exemplo. A lactose é um açúcar (dissacarídeo) encontrado no leite, do mesmo modo que a frutose é o açúcar da fruta, e a sacarose é o açúcar da cana. Para ser absorvida pelo intestino, a lactose deve ser quebrada em porções pequenos por meio da ação de uma enzima chamada lactase.

Seqüenciando DNA coletado de muitos grupos étnicos africanos, a equipe da cientista encontrou uma mutação genética diferente da européia, e que deve ter surgido de modo independente. Lendo os genes, Tishkoff e colaboradores determinaram que a mutação pra digestão da lactose começou a apresentar-se nos europeus do norte pela mesma época em que esses povos passaram a fazer gado leiteiro, há 9.000 anos. A mutação africana, distinta, se tornou comum de 7.000 a 3.000 anos atrás. Evidência arqueológica liga esse tempo à disseminação da construção de gado na localidade. Intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a lactose (açúcar do leite). A dificuldade é efeito da deficiência ou carência de uma enzima intestinal chamada lactase. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais acessível, para a tua melhor absorção. Este problema ocorre em por volta de 25% dos brasileiros. Deficiência primária: ocorre diminuição da criação da lactase como conseqüência do envelhecimento. Este fato é mais evidente em outras raças como a negra (até 80% dos adultos têm deficiência) e menos comum em outras, como a branca (20 por cento dos adultos).



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/