Comentarios de lectores/as

Relação Completa Dos Alimentos Na Dieta Low Carb

Alícia Fernandes (2018-08-24)


É a intolerância à lactose. Para digerir este açúcar, o corpo humano deve fornecer uma enzima chamada lactase, que divide o açúcar do leite em glicose e galactose. A incapacidade de fornecer a lactase poderá ser genética ou ocasionada por um problema intestinal que a interrompe temporariamente. De acordo com Ricardo Barbuti, gastroenterologista associado da Federação Brasileira de Gastroenterologia, a prática de gerar a lactase onde comprar é geneticamente instituída. — Quem tem a predisposição para produzir menos enzimas, pela quantidade em que o tempo passa, vai perdendo a prática de digerir a lactose. Intolerância à lactose (açúcar do leite) é a deficiência da lactase, a enzima que quebra a lactose em açúcares mais fácil para que possam ser absorvidos pelo sistema digestivo. A atividade desta enzima, presente ao nascimento, tende a apequenar em vasto parte da população a partir dos 2 anos de vida com uma diminuição progressiva, geneticamente programada, que se completa, geralmente, com a puberdade.

comprimidos de lactaseTal enzima fica na superfície da mucosa intestinal. No momento em que há deficiência da lactase, mesmo que parcial, as quantidades de lactose consumidas por meio do leite não são hidrolisadas e permanecem intactas no intestino delgado, atraindo água para a localidade e provocando dores e edemas. Isto acontece, no caso da doença inflamatória, por conta dos processos ulcerativos ou por retirada cirúrgica (ressecção) de uma porção doente do intestino que compromete a presença e a ação da enzima. Low Carb não é uma dieta. É um estilo de vida que poderá e necessita ser adotado com uma interpretação de alongado período. Quebrar os regulamentos, provavelmente, não prejudica o corpo de imediato adaptado e é extremamente saudável para a mente. Equilíbrio e ótimo senso são fundamentais! Se você deseja adotar este estilo de vida e está à busca de algumas receitas pra criar o seu cardápio, CLIQUE Aqui! Alguns alimentos que podem ser substituídos no espaço do leite são coalhadas ou iogurtes, Estes alimentos não possuem lactose e têm as mesmas propriedades do leite. Também são indicados alimentos vegetais com alto teor de cálcio. Contudo, existe a dificuldade da biodisponibilidade, sendo necessárias quantidades extremamente superiores destes alimentos : oito xícaras de espinafre equivalem, em níveis de cálcio, a uma xícara de leite. O acompanhamento, e consequente tratamento, quando imprescindível, por um pediatra é importantíssimo para restabelecer as condições de saúde da criancinha, evitando-se assim sendo mudanças no seu crescimento e desenvolvimento.

Tente ingerir queijo e iogurte, que são normalmente melhor tolerados do que o leite. Beba leite integral já que as gorduras diminuem a jornada do leite de um a outro lado dos intestinos e permitem que as enzimas lactase tenha mais tempo para quebrar o açúcar. Impossibilite leite com pouca gordura ou sem gordura, em razão de eles descem mais mais rápido pelo intestino e tendem a causar sintomas em pessoas intolerantes à lactose. Também, vários produtos de nanico teor de gordura de leite são capazes de conter leite em pó desnatado, que oferece uma dose mais elevada de lactose. Não desista dos produtos lácteos totalmente. Eles são muito nutritivos. Consumir leite em quantidades moderadas.

30 de abril de 2012 às 1:07
Quando os sintomas começaram
Quais são os sintomas
Corina Fabri Fernandes argumentou
Perder o medo da gordura natural dos alimentos (contudo não a percepção, ok?)

As opções de receitas sem glúten e sem lactose não têm se popularizado à toa. "A doença celíaca, distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, é um dos motivos que levam as pessoas a não consumirem mais a proteína do trigo. Imediatamente a intolerância à lactose é um defeito digestivo causado pela incapacidade de produzir uma quantidade suficiente da enzima lactase, necessária para digerir o carboidrato", explica a chef e nutricionista Gabi Rabelo, do Namu Cursos. A intolerância à lactose é mais comum nas populações asiática, africana, nativa norte-americana e nas populações mediterrâneas do que entre a população do norte e oeste europeu. A intolerância à lactose é muito comum em adultos e não é perigosa. Outros problemas intestinais, como a síndrome do intestino irritável, podem causar os mesmos sintomas da intolerância à lactose. A lactase é o nome usualmente utilizado para denominar a enzima β-D-galactosidase galactohidrolase. É classificada como uma hidrolase e catalisa, entre algumas, a reação de hidrólise da lactose à β-D-galactose e α-D-glicose. A molécula da lactose é complexa demais para transpor a parede do intestino, tem que sofrer a ação da enzima lactase pra ser decomposta em glicose e galactose.

Esse recurso demora em torno de 24 horas e o leite necessita ser mantido na geladeira durante este tempo. Assim como é possível usar a mesma técnica em outros produtos líquidos como creme de leite, leite condensado e achocolatados líquidos. O leite sem lactose apresenta todos os nutrientes do leite comum, contudo dá um sabor mais adocicado. Quem não quiser ter este trabalho ou não descobrir a lactase com facilidade podes comprar leite e produtos preparados com leite prontamente sem lactose. Basta perceber o rótulo dos alimentos em razão de a toda a hora que um item industrializado não tiver lactose precisa conter esta dado ou tomar comprimidos de lactase após a ingestão de alimentos que contém lactose. Depois de comer um alimento que tenha lactose, uma opção para impedir os sintomas intestinais é tomar o comprimido com lactase, pois que a enzima fará a digestão da lactose no intestino. Lá, movimentos peristálticos permitem que o bolo seja direcionado ao estômago. Tal processo mecânico permite que o alimento seja misturado aos sucos digestivos. No estômago, o suco gástrico - cheio de ácido clorídrico, pepsina, lipase e renina - fragmenta e desnatura proteínas do bolo alimentar, atua sobre isto alguns lipídios, colabora a absorção de cálcio e ferro e mata bactérias. Esse órgão é delimitado pelo esfíncter da cárdia (entre o estômago e o esôfago) e pelo esfíncter pilórico (entre o estômago e o intestino). O bolo alimentar, depois de ser misturado ao suco gástrico, nesta ocasião denominado de "quimo", segue para o intestino delgado. No intestino delgado, acontece a maior quantidade da digestão e absorção do que foi consumido. Este órgão é compartimentado em duodeno, jejuno e íleo, e o processo se inicia nessa primeira porção.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/