Comentarios de lectores/as

Lista Completa Dos Alimentos Na Dieta Low Carb

Alícia Fernandes (2018-08-23)


A cada geração morre um grande número de indivíduos, sendo que muitos deles não deixarão descendentes. Os organismos atuais surgiram em resultância de alterações sucessivas de modos primitivas e o desaparecimento de uma espécie acontece em consequência de sua transformação em outra. Os indivíduos mais adaptados sobrevivem e tendem a propagar as características que estão relacionadas com essa maior adaptação. O trecho citado foi transcrito da obra Filosofia Zoológica de um famoso cientista evolucionista. Assinale a escolha que contém, respectivamente, a idéia transmitida pelo texto e o nome do seu autor. Similarmente, o defeito pode advir de lesões intestinais crônicas como nas doenças deCrohn e de Whipple, doença celíaca, giardíase, AIDS, desnutrição e também pelas retiradas cirúrgicas de longos trechos do intestino (síndrome do intestino curto). A deficiência congênita é comum emprematuros nascidos com menos de 30 semanas de gravidez. Nos recém-nascidos de gestações completas, os casos são raros e de feitio hereditário. A concentração da lactase nas células intestinaisé farta ao nascermos e vai decrescendo com a idade. Nos EUA, um a cada 4 ou cinco adultos pode sofrer de algum grau de intolerância ao leite.

suplementos alimentaresAs opções de receitas sem glúten e sem suplementos alimentares lactose não têm se popularizado à toa. "A doença celíaca, distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, é um dos motivos que levam as pessoas a não consumirem mais a proteína do trigo. Neste momento a intolerância à lactose é um defeito digestivo causado na incapacidade de produzir uma quantidade bastante da enzima lactase, necessária para digerir o carboidrato", explica a chef e nutricionista Gabi Rabelo, do Namu Cursos. A intolerância à lactose é mais comum nas populações asiática, africana, nativa norte-americana e nas populações mediterrâneas do que entre a população do norte e oeste europeu. A intolerância à lactose é muito comum em adultos e não é perigosa. Outros problemas intestinais, como a síndrome do intestino irritável, podem causar os mesmos sintomas da intolerância à lactose. A lactase é o nome usualmente utilizado pra denominar a enzima β-D-galactosidase galactohidrolase. É classificada como uma hidrolase e catalisa, entre algumas, a reação de hidrólise da lactose à β-D-galactose e α-D-glicose. A molécula da lactose é complexa excessivo para transpor a parede do intestino, tem que sofrer a ação da enzima lactase para ser decomposta em glicose e galactose.

Os sintomas da intolerância à lactose são freqüentemente confundidos com os sintomas da síndrome do intestino irritável (SII). Pessoas com a síndrome do intestino irritávelnão são intolerantes à lactose, mas tendem a ter dificuldade para digerir gorduras. Se você encontra que podes ser intolerante à lactose, consulte o seu médico ou tem os sintomas de intolerância à Lactose ou SII consulte teu médico. A enzima lactase quebra o açúcar do leite (lactose). Enzimas de lactase são encontrados no muco do intestino delgado. Falamos de um tipo de açúcar exclusivo do leite — leite produzido por qualquer mamífero, diga-se de passagem. A lactose é a responsável por aquele gostinho levemente adocicado da bebida. Quando a gente toma um copo de leite ou come um dos seus derivados, como queijo, essa molécula vira energia para abastecer nossas células. Só que, a final de ser devidamente aproveitada, a lactose deve ser quebrada em novas duas partículas pequenos: a galactose e a glicose.

Este consequência é confirmado por um médico depois de entrevista com o paciente. É possível que o profissional de saúde prescreva um teste que se consiste em impossibilitar produtos lácteos durante duas semanas, com ingestão depois de este tempo. Se os sinais retornarem, é viável que possa ser deficiência de lactase. Nos dias de hoje o teste do hidrogênio expirado, teste de lactose de carbono-treze, endoscopia, biópsia, exames de sangue, fezes e respiração bem como são técnicas usadas em hospitais pra diagnosticar a intolerância à lactose. A maior complicação é a perda de água em consequência a diarreia e esta pode ser fatal, especialmente pra crianças pequenas. Como o leite e produtos lácteos fornecem uma enorme quantidade de proteína e cálcio, pessoas que se privam estão expostas às consequências da hipocalcemia, como retardo do desenvolvimento e osteoporose. Os sintomas da intolerância à lactose se concentram no sistema digestório e melhoram com a interrupção do consumo de produtos lácteos. Eles costumam surgir minutos ou horas depois da ingestão de leite in natura, de seus derivados (queijos, manteiga, creme de leite, leite condensado, requeijão, etc.) ou de alimentos que contêm leite em sua constituição (sorvetes, cremes, mingaus, pudins, bolos, etc.).

Cinco anos atrás, foi identificada uma mutação genética que regula a sentença de lactase, causador da interessante digestão de leite em adultos finlandeses e outros europeus do norte. Curiosamente, a mesma mutação aparecia em freqüência bem pequeno em povos com dietas ricas em laticínios, como os do Oriente Médio e do sul da Europa, e estava ausente pela maioria das populações africanas que se dedicam ao pastoreio. Nos dias de hoje, um grupo liderado por Sarah Tishkoff, da Instituição de Maryland, colheu demonstrações de sangue de 470 habitantes da Tanzânia, Quênia e Sudão, pertencentes a 43 grupos étnicos distintos, pra estudar os genes responsáveis pela expressão de lactase.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/