Comentarios de lectores/as

Pra Que As Ruas Salvem

Pedro Benício Martins (2018-08-22)


Eu tenho dores fortíssima na barriga pela localidade abaixo do umbigo posteriormente comer várias frutas, essas dores são seguidas de inchaço pela barriga, constipação e transformação no formato das fezes. Em final sei que parece loucura, mas vc é o quarto médico que procuro, estou ficando sem possibilidades, uma vez que me dizem que ninguém tem defeito algum com frutas e que isso parece ser um tipo de gases. Em geral, está presente em todos os alimentos que levam farinha de trigo em sua constituição: macarrão, bolos, pães, massas. Todavia bem como aparece na cerveja, no chocolate, em iogurtes e sobremesas. Ao entrar em contato com o intestino, a proteína causa uma espécie de inflamação em várias pessoas, gerando atrofia das vilosidades do intestino delgado. A intolerância a lactose é caracterizada por um distúrbio filiado, como dissemos anteriormente, a falta de produção ou baixa realização de lactase gotas pelo intestino delgado. A pessoa sofrerá com os efeitos da lactose de acordo com a quantidade de leite ou derivados que forem ingeridos por ela. Além do mais, há níveis de intolerância a lactose: suave, moderado e dramático. E desse modo há pessoas que são capazes de consumir certas quantidades de leite. Neste momento a alergia ao leite consiste numa reação do sistema imunológico ao ter contato com as proteínas do leite, podendo se revelar depois de ingerir uma mínima quantidade do item. Os sintomas mais comuns de uma alergia ao leite de origem animal é irritações no intestino, na pele e ainda no sistema respiratório. Quem desconfia ter qualquer tipo de intolerância à lactose precisa buscar um médico pra fazer uma observação clínica.

alimentos funcionaisO leite e derivadossão frequentemente adicionados a alimentos processados - alimentos que foram alterados para prolongar seu período de validade. Observar os ingredientes nos rótulos dos alimentos é benéfico pra encontrar possíveis fontes de lactose em produtos alimentares. Se alguma dessas palavras estão listadas no rótulo, o artefato contém lactose: lactose, leite coalhada, soro de leite, leite em pó seco, sub-produtos de leite desnatado. A lactose assim como é utilizada em alguns medicamentos, incluindo pilulas anticoncepcionais, remédios de exercício liberal com aueles para tratar a acidez e gás do estômago. Esses medicamentos a maior parte das vezes causam sintomas em pessoas com intolerância acentuada à lactose.

Desta forma, este artigo é para ajudar nisto. Prazeroso, a primeira coisa que todo mundo tem que captar é: intolerância a lactose não é similar a alergia à proteína do leite de vaca. Dessa maneira, tenha total consciência de que, se você é alérgico, os ditos"sem lactose" não servem para ti. Dica da leitora: Macarrão pra Yakissoba (aqueles instantâneos). Ela comeu e passou bastante mal, foi investigar os ingredientes e contém leite. O estômago, por meio das glândulas gástricas, libera o suco gástrico que é constituído por água, ácido clorídrico (a 0,5% de concentração), mucos, pelas enzimas pepsina (diversas proteases) e, nos bebês, a renina. O estômago assim sendo se contrai ritmicamente (movimentos peristálticos), o que permite a mistura do bolo alimentar com o suco gástrico. Lília comentou

Contudo, britânicos dizem que o número oitenta e um,3 cm para mulheres e 94 cm pra homens imediatamente acende o sinal de alerta e, nessa faixa, agora há riscos para a saúde. Em alguns casos, como ressalta a nutricionista comportamental Patrícia Cruz, a pessoa até está obesa, porém é saudável. Contudo nem sequer então o excedente de peso precisa ser rejeitado.

Essa alteração se apresenta pelo caso de que existem diferentes níveis de intolerância, que variam de acordo com a quantidade de enzima lactase que ainda é produzida pelo organismo. Assim como é necessário transportar em consideração que alguns alimentos possuem mais lactose do que outros. Como por exemplo, margarina tem bem menos, o que faz com que possa ser mais fácil de ser digerida. A estudante de Santo André Barbara Krauss, vinte e um, percebeu que se sentia mal quando tomava um copo de leite. Depois de notificar à tua nutricionista, realizou exames que detectaram intolerância à lactose em nanico nível. "Percebemos que eu só não conseguia tomar leite, os derivados não me davam nenhum problema", conta. Para ter certeza da intolerância e do teu grau, o mais comum é que seja desempenhado o check-up de tolerância à lactose. Nele, o paciente é submetido a uma dose concentrada do componente e depois é desempenhado diagnóstico de sangue para investigar a quantidade de glucose na corrente sanguínea.

Alimentos congelados de batata com leite ou lactose O presidente interino, Michel Temer (PMDB), sancionou uma lei que obriga as indústrias de alimentos a informarem, no rótulo das embalagens, a presença de lactose na constituição do item. Segundo o texto aprovado, rótulos cujo teor original de lactose tenha sido alterado precisam informar o teor ainda remanescente. A proposta de obrigar os fabricantes a informar sobre a presença de lactose -que é um açúcar do leite- neste momento tramitava havia três anos no Congresso, onde foi aprovada em junho desse ano. Os outros nutrientes do leite, como proteínas, vitaminas e minerais, são importantes em todas as fases da existência. Por isso, a Organização Mundial de Saúde (OMS) recomenda três porções por dia de lácteos, por causa de este alimento é considerado completo por conter proteínas, fósforo, potássio e zinco, e também vitaminas A, D, B2 e B12. Outro prazeroso pretexto para consumir leite é que previne doenças do coração, diabetes e controla grau de colesterol no sangue. A nutricionista Bianca Naves, do NutriOffice, diz que os intolerantes à lactose conseguem optar por bebidas que sejam fortificadas com cálcio, para assegurar o consumo adequado.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/