Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose

Alícia Cavalcanti (2018-08-22)


Esta doença não é a mesma coisa que alergia ao leite. A enzima lactase é uma enzima produzida pela parede interna do intestino delgado. Essa enzima quebra a lactose em dois açúcares fácil: glicose e galactose. Ambos os açúcares são muito rapidamente absorvidos no intestino delgado. Se alguém não tem lactase bastante, o intestino delgado só poderá digerir uma pequena quantidade de lactose. A lactose não digerida atinge o cólon onde é fermentada pela flora bacteriana. Uma deficiência de lactase é geralmente responsável pela intolerância à lactose.

alimentos funcionaisEm vista disso, ao regressar no intestino grosso a lactose não está digerida acertadamente, e aí, ao ser fermentada por bactérias acontece efeitos desagradáveis como retenção de líquidos, cólicas abdominais e diarreias. É comum confundir intolerância à lactose com alergia ao leite, porém esses 2 problemas têm distinções e desta maneira merecem tratamentos diferentes. Existe quem o ame e não o rejeite em ocasião nenhuma. Porém tem quem o odeie. O leite, considerado o alimento maravilhoso por muitos, não é suportado por considerável porção da população. Para as pessoas que sofre de intolerância à lactose, ingerir leite ou consumir seus derivados cria gases, estufa o abdome e fornece cãibras. Essa rejeição ocorre em pessoas que não produzem a enzima lactase em quantidade suficiente para digerir a lactose que consomem.

Depois da quebra da lactose em glicose e galactose, se oferece o modo de metabolização desses monossacarídeos, que envolve catálises enzimáticas que levarão, em teu término, à conversão da galactose em glicose para emprego como referência capsulas de lactase energia. A fase de metabolização da galactose é a que expõe problemas no paciente galactosêmico, em consequência a deficiências enzimáticas em muitos níveis possíveis. Fazem ao menos 4 décadas que tentamos focar em calorias, isto é, comer menos e se exercitar mais e o que conseguimos são apenas números recordes de obesidade e doenças. A gordura favorece na redução do colesterol total e da fração LDL (colesterol insatisfatório). Não é nutricionalmente ótimo e nada que tem ali trará um proveito. Os nutrientes do leite conseguem ser substituídas por outros alimentos. Tais como, carne, peixe, ovos, soja, feijão e algas marinhas fornecem proteína. Quanto às vitaminas, cálcio e sais minerais, esses conseguem ser localizados nas amêndoas, avelãs, algas, nozes, figos, tâmaras, dente de leão, agrião, soja, marisco, cevada ou trigo germinado. Certifique-se de que os alimentos e remédios que você consume não tenham ou possuam baixa quantidade de lactose. Iogurte e queijo cottage são melhor tolerados. O leite desnatado é mais destrutivo do que o leite integral.

Cada vez existem mais pessoas que localizam que sofrem de intolerância à lactose, contudo nunca fica suficientemente claro o que é a lactose e por que ocorre a intolerância à lactose. O Que É a Lactose? A lactose é um hidrato de carbono (açúcar) está presente no leite, dessa maneira, que também é conhecida com o nome de açúcar do leite. Os gases liberados neste processo causam os desconfortos digestivos. Normalmente, as dores e complicações aparecem de 30 minutos a duas horas depois da ingestão dos alimentos com lactose, porém este intervalo pode diversificar conforme a quantidade consumida e o organismo de cada pessoa. Ao perceber uma ligação dos alimentos lácteos com os desconfortos gastrointestinais é necessário buscar um médico pra atestar o diagnóstico. O recém nascido oferece diarréia crítico nas promeiras horas ou dias de existência, logo depois inciar alimentação com leite materno ou leites substitutivos. O segundo tipo é muito comum em crianças principalmente no primeiro ano de vida e acontece devido à diarréia persistente. Após resolução do quadro infeccioso , persiste uma lesão da mucosa intestinal com perda de células produtoras de lactase, e com isto o ser fica com deficiência temporária da enzima até que ocorra a cicatrização da mucosa. Crianças pequenas apresentam com frequencia dermatite amoniacal . Estatisticamente, o terceiro tipo é o mais comum pela população. Com o avançar da idade, existe a tendência natural à perda da produção da lactase.

O entendimento da infraestrutura das proteínas é fundamental pra compreender a forma como estes catalisadores realizam sua atividade catalítica e como esta se relaciona com a infraestrutura. Existe uma estreita relação entre a infraestrutura das enzimas e sua atividade catalítica. Isto é, é a estrutura protéica que ordena as interações entre a enzima (catalisador) e o substrato (reagente), que participam dessa catálise. O substrato precisa ser capaz de se ligar de modo específica à enzima que, por meio dessa interação, facilita a transformação do substrato em artefato. Outras das informações para as pessoas que tem problema com digestão de lactose seria ingerir queijo maturado: queijos que depois de montados ficam um definido período dentro de câmaras para que, dentre novas reações químicas, a lactose seja degradada pelos microorganismos. "Os queijos parmesão e suíço são exemplos de queijos maturados, apresentando muito menos lactose em comparação com um queijo Minas frescal. Há, ainda, a opção de comprar cápsulas com a enzima lactase que desde o ano anterior passaram a ser fabricadas no Brasil", conta Marcelo. Toma-se uma cápsula antes de comer um produto que contenha lactose e, assim, a enzima atua no organismo, ajudando na digestão.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/