Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose

Daniel Santos (2018-08-14)


VERDADE - A intolerância à lactose ocorre por causa da deficiência de lactase, responsável por quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glicose e galactose, 2 tipos de açúcar que geram energia para o corpo humano. A lactose está presente em todos os alimentos derivados do leite. MITO - existem alguns queijos de fermentação longa, como o parmesão que, devido ao seu recurso fermentativo, toda a lactose presente é metabolizada pelo fermento. "Encontramos produtos cuja lactose é hidrolisada por meio da adição da enzima lactase ao longo do modo eficiente, como os produtos LacFree, da Verde Campo, que oferece iogurtes, queijos e requeijão sem lactose", complementa Priscila. Produtos sem lactose são frutos de um recurso químico que transforma a lactose em lactase.

lactaseO termo "alergia ao leite" se popularizou e, na atualidade, é extremamente utilizado pra relatar possíveis causas de intolerância, provenientes de reações alérgicas ou não. "A alergia ao leite é outra coisa", ensina Tatiane. "Neste caso, o problema está relacionado a uma proteína do leite chamada caseína. Por qualquer fundamento, o organismo reconhece a caseína como um organismo inusitado que irá causar estragos e reage contra ela, causando erupções na pele, manchas vermelhas, problemas respiratórios e, às vezes, diarreia". E bem como que após meia hora, a enzima é absorvida pelo organismo, desta forma é respeitável tomar mais um se prosseguir ingerindo a lactose. Nesse lugar no Brasil, existem opções como o Lacday e o Lactosil. Eu acabo preferindo o Lactaid pois que acho mais prático, no entanto claro que quando acabam os meus comprimidos, recorro as opções nacionais! Tem muita gente que não entende disso, porém queijos e leite de ovelha e cabra não contém lactose. Por isso eu sempre dou preferência ao queijo de cabra, ou o chèvre, queijo pecorino, e bem como o feta. O Iogurte de ovelha é mais pesado, mas dá pra acostumar. Os produtos "sem lactose" do mercado, normalmente são nada mais do que produtos derivados do leite, que também possui na sua composição a enzima lactase. Ou seja, é como se você estivesse tomando um desses medicamentos que falei acima.

A imaturidade do aparelho digestório e do sistema imune, comum nesta faixa etária, são fatores primordiais pro desenvolvimento da APLV. Entretanto, mesmo pelo leite materno o recém-nascido pode entrar em contato com a proteína do leite de vaca. Dessa maneira é muito respeitável as mães prestarem atenção na sua alimentação e no surgimento de sintomas no fedelho. Os sintomas são vômitos, angústia abdominal, diarreia, flatulência, presença de sangue nas fezes e dermatites (vermelhidão na pele, aparência de "pele grossa"), podendo estimular outros processos alérgicos como asma e eczemas. O surgimento desta doença se dá não apenas na presença da proteína do leite de vaca, entretanto bem suplementos alimentares como na permeabilidade da parede intestinal além do fator genético. Porém, mais do a dúvida do corpo, a dieta pode ser uma pergunta de saúde. É sabido, por exemplo, que aqueles que sofrem com hipertensão arterial necessitam investir em um cardápio com uma quantidade pequeno de sal. O excesso de sódio faz com que o corpo retenha mais líquido e, mesmo se não houver inchaço, o volume de sangue no corpo humano será aumentado.

A secundária, por tua vez, é temporária em consequência a lesões no intestino. Se houver cura e o tratamento da lesão for feito da maneira correta, a lactase é recuperada, caso oposto a condição poderá tornar-se permanente. Sensilatte, alimento funcional que auxilia pela digestão da lactose presente nos alimentos. Os comprimidos de Sensilatte possuem tecnologia orodispersível patenteada que dissolve na boca sem a inevitabilidade de ingestão da água, o objeto conta as opções sem sabor e baunilha. A intolerância à lactose está relacionada com distúrbios gastrintestinais tais como flatulência e diarréia após o consumo de leite ou de derivados. Indivíduos que não digerem a lactose são capazes de mostrar sintomas de diarréia, intestino irritável, indigestão e azia. A enzima Lactase deve ser utilizada em pacientes com intolerância à lactose para contribuir pela ingestão de produtos lácteos. Cenoura e beterraba conseguem ser consumidas, todavia com cuidado, visto que elas possuem um teor maior de carboidratos. Visualize abaixo a respeito da restrição quanto ao consumo de tubérculos, raízes e leguminosas. Escolha temperar a tua comida com condimentos naturais, como: ervas frescas e secas, cebola, alho, cúrcuma, pimenta-do-reino, gengibre, páprica, sementes de mostarda, canela, entre outros.

Doenças de pele alegou A maioria das pessoas com intolerância à lactose poderá tolerar pequenas quantidades de lactose na dieta sem ter sintomas. Gradualmente incorporar pequenas quantidades de leite ou produtos lácteos para acudir as pessoas a se encaixar aos sintomas. Muitas vezes, as pessoas aturam melhor os alimentos lácteos comidos ao longo da hora das refeições. Caso a reação negativa seja frequente, ela recomenda que a pessoa procure um gastroenterologista. Intolerância ou alergia ? Contrário do glúten, a lactose é o açúcar do leite e não tua proteína. Logo, existe uma intolerância a ela que dificulta tua digestão. Ela acontece porque o organismo diminui a realização da enzima lactase, que quebra a lactose.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/