Comentarios de lectores/as

Pra Que As Ruas Salvem

Pedro Benício Martins (2018-08-14)


Acompanhe este post e tire todas as tuas perguntas e ainda conheça 10 chocolates sem lactose. O que é intolerância à lactose? A intolerância à lactose consiste pela incapacidade de digerir o açúcar presente no leite e derivados dele. Esse açúcar é a lactose. Este modo mal resolvido ocorre quando o organismo não produz, ou produz bastante pouco, a lactase, enzima digestiva responsável por quebrar e decompor a lactose.

comprimidos de lactaseTeste do ar expirado: mede a presença anormal de hidrogênio no ar expirado após a ingestão de lactose diluída em água. Saiba como fazer esse checape. Check-up de sangue: mede a quantidade de glicose no sangue após tomar lactose diluída em água no laboratório. Biópsia do intestino: por esse caso uma pequena demonstração do intestino é analisada no microscópio pra discernir a presença ou ausência de células específicas que determinam a intolerância à lactose. Apesar de extremamente proveitoso é menos utilizado suplementos alimentares por ser mais invasivo. De acordo com a agência, o limite está baseado em fontes técnicas e na experiência de países que adotam a rotulagem de lactose há mais tempo, como Alemanha e Hungria. O limite de cem mg é interpretado como seguro pras pessoas com intolerância à lactose. Segundo a Anvisa, a rede de laboratórios acessível no povo tem inteligência para avaliar a presença de lactose nesses níveis. Com as novas regras, o mercado brasileiro de alimentos terá três tipos de rótulos para a lactose: "zero lactose", "baixo teor", ou "contém lactose".

"Quando vamos à casa de amigos levo uma ‘marmitinha’ e esquento no micro-ondas. Nas festas dos amigos em buffet infantil também mando uma marmita especial", conta. Neste momento em restaurantes, sempre há opções como frutas, verduras e legumes, que são capazes de ser consumidos à desejo por quem tem restrição alimentar. Isto não impede que a pessoa se sinta infeliz a até "excluída" por não poder consumir de tudo. "No começo fiquei extremamente chateada e comecei a não dirigir-se a certos programas com amigos e familiares.

Enzima é a designação geral de muitas proteínas complexas, especializadas na catálise de reações biológicas - facilitam e aceleram a maior quantidade das reações bioquímicas que ocorrem no interior das células dos animais, vegetais e microrganismos. Como a catálise acontece sem intervenção de reagentes, as enzimas não se consomem ao longo do processo. Nesse lugar, os sintomas ocorrem desde o nascimento até à primeira alimentação. Se a moça é prematura, a intolerância à lactose é assim chamada de ligada ao desenvolvimento. Tua melhoria é favorável à medida que as células intestinais amadurecem. Dependendo das ocorrências, várias pessoas produzem menos lactase. Pra outros pacientes, essa produção enzimática podes estar inteiramente interrompida. Primeira análise considerável é que a intolerância à lactose não é uma doença perigosa para a saúde, contudo os sintomas podem ser muito desagradáveis.

A dieta para a intolerância à lactose baseia-se na redução do consumo ou eliminação dos alimentos que contêm lactose, como leite e seus derivados. Escoltar a dieta sem lactose faz sumir os sintomas da intolerância à lactose como diarreia ou dores abdominais. A eliminação dos alimentos com lactose da dieta é o melhor tratamento para o defeito. O exame é chatinho, vai em jejum recolher sangue, depois toma um copo de lactose pura e tira mais sangue de meia e meia hora, mais três vezes. O resultado deu uns valores quase semelhantes, pensei eu "não tenho intolerância, tinha era verme mesmo. Os números quase não mudaram! Oba". Só que para quem não tem intolerância esses números variam e extremamente! Ao oposto da doença celíaca, que é a alergia ao glúten, a intolerância à lactose poderá não causar qualquer sintoma ao paciente. Caso ele sinta desconforto e mesmo por isso continue comendo produtos com lactose, o máximo que irá ocorrer é o desconforto não atravessar. Não há cada complicação importante em continuar comendo a lactose. Existem disponíveis remédios feitos com lactase que estão indicados em certos casos. Cabe relembrar que ao impedir o leite e seus derivados carecemos estar ligados a quantidade de cálcio e vitamina D pela dieta, cabendo a indicação de um nutricionista.

Nossa genética determina qual será o nosso biotipo - se faremos o tipo mais esguio ou mais cheinho - e já nascemos com uma quantidade acordada de células de gordura. Se consumirmos mais alimentos do que o crucial, e com isso ingerirmos mais quantidade do que aquela pro qual fomos "programados", aumentamos o número de células de gordura e engordamos. Mesmo que em torno de 8 por cento da população mundial tenha olhos azuis, a mutação que deu origem a ela é incrivelmente recente pela história da nossa espécie. Ainda que todos os humanos tivessem olhos castanhos, pesquisadores conseguiram apontar a mutação que levou à coloração azul. Os especialistas conseguiram rastrear essa variante genética e notaram que ela ocorreu entre seis.000 e 10.000 anos atrás. A primeira pessoa de olhos azuis por ventura morou pela Europa, em razão de um esqueleto de 7 1 mil anos achado pela Espanha tinha essas características. Este é um excelente modelo da prosperidade dos seres humanos. Não nascemos pra comer e tolerar leite proveniente de novas espécies, porém este hábito, tão comum em outras sociedades ocidentais, mostra a mutação que sofremos. Há em torno de dez mil anos, no momento em que os europeus começaram a domesticar animais como vacas, uma mutação no gene MCM6 possibilitou que algumas pessoas continuassem produzindo a enzima lactase, permitindo-lhes consumir leite. Próximo com olhos azuis e tolerância à lactose, esta é uma das mutações genéticas mais conhecidas.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/