Comentarios de lectores/as

Governo Obriga Indústria A Avisar Presença De Lactose No Rótulo

Alícia Fernandes (2018-08-14)


suplementos alimentaresUse e abuse deles! Prepare você mesmo o molho para a tua salada e elimine aqueles industrializados. As nozes e castanhas são referências de gordura do bem e são muito bem-vindas na Dieta Low Carb. Não obstante, não devem ser consumidas em excedente, em razão de contêm um tanto de carboidrato. São elas: amêndoa, avelã, castanha-do-pará, castanha-de-caju, nozes, nozes pecan, pistache, macadâmia e baru. Os sintomas ocorrem algumas vezes de 30 minutos a dois horas após a ingestão de produtos lácteos e são frequentemente aliviados quando a ingestão de produtos lácteos é interrompida. Bebês ou crianças conseguem ter um crescimento mais lerdo ou perda de calorias. Normalmente, a perda ou a remoção de produtos lácteos da dieta melhora os sintomas da intolerância à lactose.

Isto já que alguns pequenos possuem intolerância à lactose ou APLV (Alergia à Proteína do Leite de Vaca) e as opções de Ovos de chocolate sem leite ou lactose são menos frequentes que as convencionais no comércio alimentício. A partir dessa deficiência, os menores que possuem restrição ao leite e à lactose não podem deliciar-se com todas as opções de ovos de chocolate que fazem sucesso nas prateleiras dos mercados.

Recém lançada pelo Laboratório Apsen, a enzima lactase digestiva LACTASE, prontamente está acessível no Brasil àqueles pacientes portadores de Intolerância à Lactose. A Intolerância à Lactose caracteriza-se pela incapacidade ( parcial ou total ) do indivíduo em digerir a lactose ( açúcar do leite ) graças a deficiência ou ausência da enzima intestinal chamada lactase. Esta afecção gera transtornos gastrointestinais e sistêmicos que limitam e cortam de sobremaneira a qualidade de vida destes pacientes. Uma vez diagnosticada e quantificada, o tratamento desta deficiência enzimática a toda a hora implica numa diminuição ou restrição do consumo de leite e derivados a fim de se diminuir os sintomas. Para quem não quer abrir mão dos alimentos lácteos, a opção consiste em consumir alimentos com nanico teor ou zero de lactose (leites, queijos, iogurtes) ou fazer exercício de suplementação enzimática.

O Hyperium é um medicamento indicado para o tratamento da hipertensão arterial. Esse medicamento tem que ser tomado sempre numa dose única diária de um comprimido por dia, de preferência na manhã, no começo da refeição. No caso de resultados insatisfatórios após um mês de tratamento, a posologia poderá ser aumentada para dois comprimidos por dia, em duas tomadas, 1 comprimido na manhã e outro à noite, no início das refeições. Alimente-se regularmente, durante todo o dia e em pequenas quantidades. Tenha em mente: o significativo é impossibilitar possíveis gatilhos para os sintomas da síndrome e adotar um hábitos de vida saudável, mantendo um excelente peso também. Excedente de peso e obesidade conseguem gerar prejuízos à saúde e assim como ao tratamento. A diarreia e prisão de ventre, ambos sintomas da síndrome do intestino irritável, podem conduzir a um quadro de hemorroidas. Também, se você evitar certos alimentos, pode não ter o suficiente dos nutrientes e calorias que você precisa, o que leva à desnutrição. Converse com um médico a respeito da perspectiva de tomar suplementos vitamínicos.

Eu tenho dores fortíssima pela barriga na localidade abaixo do umbigo logo em seguida comer algumas frutas, essas dores são seguidas de inchaço na barriga, constipação e modificação no modelo das fezes. Em final imagino que parece loucura, todavia vc é o quarto médico que procuro, estou ficando sem possibilidades, já que me dizem que ninguém tem problema um com frutas e que isto parece ser um tipo de gases. Em geral, está presente em todos os alimentos que levam farinha de trigo na sua constituição: macarrão, bolos, pães, massas. No entanto bem como aparece pela cerveja, no chocolate, em iogurtes e sobremesas. Ao entrar em contato com o intestino, a proteína razão uma espécie de inflamação em várias pessoas, gerando atrofia das vilosidades do intestino delgado. A intolerância a lactose é caracterizada por um distúrbio afiliado, como dissemos antecipadamente, a inexistência de realização ou baixa criação de lactase pelo intestino delgado. A pessoa sofrerá com os efeitos da lactose de acordo com a quantidade de leite ou derivados que forem ingeridos por ela. Além do mais, há níveis de intolerância a lactose: leve, moderado e delicado. E assim há pessoas que conseguem consumir certas quantidades de leite. Já a alergia ao leite consiste em uma reação do sistema imunológico ao ter contato com as proteínas do leite, podendo se revelar após ingerir uma mínima quantidade do produto. Os sintomas mais comuns de uma alergia ao leite de origem animal é irritações no intestino, pela pele e ainda no sistema respiratório. Quem desconfia ter um tipo de intolerância à lactose deve buscar um médico pra fazer uma análise clínica.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/