Comentarios de lectores/as

Chocolate Sem Lactose: 10 Chocolates Sem Lactose

Pedro Benício Martins (2018-08-07)


Então, o cidadão fica com deficiência temporária de lactase até que estas células sejam repostas. Com o avançar da idade, existe a tendência natural à redução da produção da lactase. Esse evento é mais evidente em algumas raças como a negra (até 80% dos adultos têm deficiência) e menos comum em novas, como a branca (20 por cento dos adultos). Para Cecília Cury, uma das coordenadoras do movimento Põe no Rótulo, que defende infos mais claras nas embalagens, a medida aprovada aumenta a proteção ao consumidor. Questionados, representantes de associações que reúnem a indústria de alimentos revelam que vão executar a nova regra. Marcelo Martins, diretor-executivo da VivaLácteos (Liga da Indústria de Laticínios), diz enxergar a medida como positiva ao setor e que o alerta assim como podes ser feito antes do tempo por retratar um "diferencial de mercado".

suplementos alimentaresÉ a ação do suco pancreático( produzido por células do pâncreas), do suco entérico ou intestinal ( produzido por células do intestino) e da bile ( produzida por células do fígado) a respeito de os alimentos. O suco pancreático possui três enzimas: Amilase, Tripsina e Lipase pancreática. Ação: É parecido à suplementos alimentares Ptialina. Transforma o aminoácido em Maltose e Glicose. Função: Referência de armazenamento de energia no nosso corpo. Ingerindo estes comprimidos ou umas poucas gotas da enzima líquida no momento em que consumirem leite ou derivados são capazes de tornar estes alimentos mais toleráveis para pessoas com intolerância à lactose. Pais e cuidadores de uma moça com intolerância à lactose precisam acompanhar o plano nutricional recomendado pelo médico ou nutricionista da garota. O leite e derivados são a maior fonte de cálcio e outros nutrientes. O cálcio é primordial pro avanço e reparo de ossos em todas as idades. A escassez de ingesta de cálcio em crianças e adultos podes transportar a ossos frágeis que podem sofrer fratura mais tarde na existência, uma situação chamada de osteoporose. A quantidade de cálcio pra uma pessoa manter-se saudável vária conforme a idade. Fonte: Adaptado de Dietary Reference Intakes, 2004, Institute of Medicine, National Academy of Sciences.

Referências: Gisele Pontaroli Raymundo, professora de Nutrição da PUC / Mônica Lisboa, professora do departamento de Pediatria da USFC. O consumo de leite vem aumentando nas últimas décadas no Brasil. De 1981 até hoje, a ingestão per capita cresceu 75 por cento, chegando a 165 litros anuais, cerca de 450 ml diários, segundo dados recentes divulgados pela Associa­ção Brasileira de Produtores de Leite. Apesar dos proveitos da inclusão de produtos lácteos na dieta, o superior consumo de leite trouxe um efeito colateral inesperado: a intolerância à lactose.
Leite de vaca, queijos, manteiga, requeijão, creme de leite e demasiado derivados de leite
Leite nas refeições podes prejudicar a absorção de ferro, diz nutricionista
Lorena Castanho Chagas argumentou
Enjoos frequentes
dez de novembro de 2012 às dezoito:Quarenta e sete
Fórmulas de soja pra crianças com menos de 2 anos

A lactose, conhecida como açúcar do leite, é um dissacarídeo formado por intermédio da união de dois monossacarídeos: glicose e galactose. Este dissacarídeo é hidrolisado - hidrólise da ligação β (1→4) - pela enzima intestinal β-D-galactosidase ou lactase, liberando seus componentes monossacarídicos pra absorção pela corrente sanguínea, essa conversão deveria decorrer no intestino delgado, cujas células da parede produzem lactase. A galactose é enzimaticamente convertida (epimerizada) em glicose, que é o principal combustível metabólico de muitos tecidos. Á partir da ação enzimática os monossacarídeos glicose e sua maneira epímera dissociados entram como componentes das vias metabólicas.

Seqüenciando DNA coletado de muitos grupos étnicos africanos, a equipe da cientista encontrou uma mutação genética diferenciado da européia, e que necessita ter surgido de modo independente. Observando os genes, Tishkoff e colaboradores determinaram que a mutação para a digestão da lactose começou a apresentar-se nos europeus do norte na mesma data em que estes povos passaram a gerar gado leiteiro, há 9.000 anos. A mutação africana, distinta, se tornou comum de sete.000 a três.000 anos atrás. Evidência arqueológica liga esse tempo à disseminação da construção de gado na localidade. Intolerância à lactose é a incapacidade de digerir a lactose (açúcar do leite). A dificuldade é efeito da deficiência ou ausência de uma enzima intestinal chamada lactase. Esta enzima possibilita decompor o açúcar do leite em carboidratos mais simples, para a sua melhor absorção. Este problema ocorre em em torno de vinte e cinco por cento dos brasileiros. Deficiência primária: ocorre perda da criação da lactase como conseqüência do envelhecimento. Esse caso é mais evidente em algumas raças como a negra (até 80 por cento dos adultos têm deficiência) e menos comum em algumas, como a branca (20 por cento dos adultos).



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/