Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

Alícia Fernandes (2018-08-07)


capsulas de lactaseTrigo, aveia, cevada e centeio
30 de maio de 2013 às doze:Vinte e quatro
Deficiência primária ou ontogenética
Iogurte e queijo cottage são melhor tolerados
Intuição de inchaço na barriga
Juliana comentou

A diminuição de sintomas depois de muitas semanas de dieta livre de lactose serve como teste diagnóstico/ terapêutico. Há escolha de defeito nos diabéticos, entre outros. A circunstância de diarreia, ainda no laboratório e ou nas primeiras horas a acompanhar, reforça a conclusão de diagnóstico afirmativo pra intolerância à lactose. O médico podes receitar enzimas lactase, e complexos vitamínicos dado que a inexistência de leite na dieta podes transportar a uma deficiência de cálcio, vitamina D, riboflavina e proteína. A diminuição ou a remoção de produtos lácteos da dieta evolução os sintomas da intolerância à lactose.

Na realidade, em muitas enzimas, os aminoácidos restantes constituem-se em sítios regulatórios, de interação com novas moléculas (protéicas ou não) ou canais de aproximação dos substratos ao sítio rápido da enzima. A integridade da molécula enzimática é assim necessária à atividade catalítica. Os alimentos passam por transformações, transformando- os em substâncias mais fácil, que serão absorvidas pelo sangue e na linfa e distribuídas pra todo o corpo humano. A suspeita de intolerância à lactose surge com os sinais e sintomas e para favorecer no diagnóstico temos 2 testes. O primeiro é o teste de tolerância à lactose, no qual é dado ao paciente um líquido com uma quantidade instituída de lactose e a acompanhar é capacidade a glicemia. O acrescento da glicemia a partir de certos níveis sugere que a lactose foi digerida pela lactase com consequente liberação e absorção da glicose (que entra pela constituição da lactose). Como o amido danificado tem alta competência de puxar água, no momento em que a amilase atua sobre ele, ocorrem alterações pela extensibilidade e na know-how de retenção de água da massa. São enzimas presentes em pequena quantidade no trigo, mais incalculáveis nos produtos maltados, para panificação utilizam-se aquelas obtidas de fontes bacterianas ou fúngicas. As proteases degradam proteínas complexas em compostos mais simples. Na massa do pão, atuam a respeito de as ligações peptídicas do glúten, quebrando-as, atuando de forma desigual ao empenho mecânico e agentes redutores. De forma geral, as proteases atuam no pão de forma a aprimorar a extensibilidade e a textura da massa, além de eliminar o tempo de mistura da massa em até 1/3 em estabelecidas ocorrências.

A lactose, assim como este outros compostos bioquímicos, como aminoácidos, proteínas e peptídeos, no momento em que submetida a um tratamento térmico (cozimento) passa por um método químico denominado de reação de Maillard. A reação de Maillard foi descrita na primeira vez no ano de 1912 pelo químico francês Louis-Camille Maillard. Nessa reação, compostos que possuem grupo amina (peptídeos, aminoácidos e proteínas) interagem com agentes redutores (como a lactase) na presença de calor, formando polímeros denominados de melanoidinas, os quais conferem ao item um aspecto escuro. Quando este tipo de iogurte entra no intestino, as culturas de bactérias convertem a lactose a ácido láctico, sendo assim, o iogurte pode ser bem tolerado devido ao seu insuficiente tema em lactose do que os iogurtes sem culturas vivas. Iogurtes congelados não contêm culturas de bactérias, deste jeito eles podem não ser bem tolerados. O cálcio é absorvido e usado no corpo só no momento em que a quantidade suficiente de vitamina D está presente. Várias pessoas com intolerância à lactose conseguem não ter obtido a quantidade sufiente de vitamina D. Esta provém de referências alimentares como o ovo, fígado, leite fortificado com vitamina D e iogurte.

De acordo com Barbuti, as pessoas estão tendo mais acesso ao diagnóstico de intolerância à lactose. Ele conta que existe ainda um teste genético, em que os genes do paciente são estudados pra saber se existe carga para a intolerância, porém esse check-up está acessível em pouquíssimos lugares no Brasil. Após a digestão, no duodeno, os alimentos funcionais formam um líquido leitoso chamado quilo, que é absorvido pelo sangue e na linfa contida nas vilosidades intestinais do jejunoíleo. Através do sangue e da linfa, o alimento, depois de transformados, é conduzido para todas as células do corpo humano. Não é verdade que a absorção dos nutrientes ocorre só no duodeno.

alimentos funcionaisFunção: São responsáveis por nosso desenvolvimento e na substituição daquilo que nosso corpo humano perde. Atuação do Nutricionista: Cardápio repleto de proteína. Modelo: carne, queijo, leite, manteiga, feijão, ervilha. Após a ação dessas substâncias e dos movimentos peristálticos do estômago, o bolo alimentar transforma-se num líquido viscoso chamado quimo, que é lançado no intestino delgado. Esse suplemento pode ser consumido pós-treino, o que corta os sintomas de fadiga e colabora na recuperação de lesões, pelo motivo de favorece assim como pra prevenir processos inflamatórios e degenerativos. As enzimas digestivas podem auxiliar como anti-inflamatório, em vista disso, podes ser muito benéficas pra tratamentos de artrite e pra saúde de um modo geral. É significativo avaliar se você é intolerante a Lactose ou não. Nos casos confirmados, indica-se o consumo do Lactaid. O Beano é indicado pra casos de inchaços e para a redução de gases e desconfortos abdominais. Essas enzimas digestivas conseguem diminuir os inchaços ocasionados na ingestão de feijão e vegetais crucíferos. Ele favorece com suplementação de 5 enzimas digestivas distintas, a amilase, protease, lactase, lipase e a bromelina.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/