Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose E Alergia Ao Leite: Existe Diferença?

Alícia Fernandes (2018-08-07)


alimentos funcionaisA estudante de nutrição Monalisa Cavallaro, vinte e sete, sofreu durante três anos com crises de diarreia, aflição abdominal, enjoos e fragilidade antes de ter o diagnóstico que mudou radicalmente a sua rotina alimentar: sofria de intolerância à lactose. O mal, que acomete até 50% da população adulta, segundo estudos, é caracterizado na ausência da enzima lactase no organismo, responsável pela digestão da lactose, o açúcar presente no leite. A advogada Renata Martins Fialdini, passou por drama parecido, só que com tua filha, Maria Eduarda, hoje com 6 anos. Você também pode buscar produtos com lactose reduzida, cada vez mais acessíveis nas prateleiras dos supermercados nas cidades grandes. Entretanto só troque o leite da garota após conversar com o pediatra, porque na maior parte das vezes o leite com lactose reduzida não é integral, a versão recomendada pra crianças pequenas.

Essa modificação se oferece pelo acontecimento de que existem diferentes níveis de intolerância, que variam de acordo com a quantidade de enzima lactase que ainda é produzida pelo corpo. Assim como é preciso levar em consideração que alguns alimentos possuem mais lactose do que outros. Por exemplo, margarina tem bem menos, o que faz com que possa ser menos difícil de ser digerida. A estudante de Santo André Barbara Krauss, 21, percebeu que se sentia mal quando tomava um copo de leite. Após notificar à tua nutricionista, realizou exames que detectaram intolerância à lactose em pequeno grau. "Percebemos que eu só não conseguia tomar leite, os derivados não me davam nenhum problema", conta. Para ter certeza da intolerância e do teu grau, o mais comum é que possa ser efetuado o checape de tolerância à lactose. Nele, o paciente é submetido a uma dose concentrada do componente e depois é efetivado checape de sangue para ver a quantidade de glucose pela corrente sanguínea.

Um- Deficiência Congênita da Lactase: Tipo diferente, no qual algumas pessoas nascem sem a experiência de produzir a lactase. É mais comum em prematuros e, deste caso, a intolerância é infinito. 2- Diminuição Enzimática Secundária a Doenças Intestinais: caracteriza-se por uma deficiência temporária da enzima, ocorrendo geralmente no primeiro ano de existência, quando há morte das células da mucosa intestinal que produzem a remedio lactase preço. A intolerância, por esse caso, é temporária e cessa quando essas células forem repostas. Três- Deficiência Ontogenética: conhecida assim como como deficiência primária, é a mais comum e decorre da redução natural da geração de lactase. Pode acometer cada pessoa, em qualquer idade. O repercussão afirmativo em um diagnóstico pra detectar intolerância à lactose não significa que é preciso entrar em pânico e tirar completamente o leite e todos os seus derivados da dieta. Antes de tudo, é necessário relembrar que intolerância não é alergia e, sendo assim, na maioria dos casos não é necessário ser tão radical na hora de limitar a alimentação. "Tirar a lactose inteiramente poderá privar extremamente a dieta. Mesmo que tenhamos uma abundância extenso de alimentos sem a substância, ainda desse modo não justifica se não for uma intolerância de grande grau", defende Clayton Camargos, nutricionista e doutor na Universidade de Barcelona.

O gráfico mostra a alteração da concentração de glicose no sangue de três pessoas, supondo que, após a primeira quantidade, cada pessoa ingeriu uma solução de glicose. A respeito dos resultados expressos no gráfico, considere as afirmações I, II, III e IV. I. O cidadão 1 mostra funcionamento deficiente do pâncreas.
A quantidade de lactose que você irá comer
3 de julho de 2011 às vinte e três:16
Margarina (contém leite)
Cereal feito sem leite

Apesar de gostar de cozinhar, Jaqueline Furlaneto Neves teve de assimilar receitas que não possuem leite, soja, ovo e corante. "Na universidade, meus filhos tiveram muita problema pra pergunta da inclusão pelo motivo de eles tinham que consumir separados de novas crianças. Isto os afetou psicologicamente e, no começo, foi bem difícil", conta. De acordo com o nutricionista de Ribeirão Pires Gustavo Luiz, o adulto tem novas formas de encontrar os mesmos nutrientes que existem no leite. "Cálcio, a título de exemplo, existe em todos os vegetais e carnes", pontua. Porém, hoje o leite está presente na constituição de vasto porção dos alimentos, desde bolachas e bolos até os mais óbvios, como sorvetes, chocolates e milkshakes. Alguns intolerantes à lactose são capazes de ingerir um pedaço de pizza de mussarela sem sentir nenhuma mudança em seu corpo, enquanto outros são capazes de passar mal com só uma fatia de queijo no meio do lanche.

De acordo com Barbuti, as pessoas estão tendo mais acesso ao diagnóstico de intolerância à lactose. Ele conta que existe ainda um teste genético, em que os genes do paciente são estudados pra saber se existe carga pra intolerância, porém esse checape está acessível em pouquíssimos lugares no Brasil. Depois da digestão, no duodeno, os alimentos formam um líquido leitoso chamado quilo, que é absorvido pelo sangue e na linfa contida nas vilosidades intestinais do jejunoíleo. Por intermédio do sangue e da linfa, o alimento, após transformados, é conduzido pra todas as células do corpo humano. Não é verdade que a absorção dos nutrientes acontece somente no duodeno.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/