Comentarios de lectores/as

Gastroenterologia Pediátrica E Nutrição: Intolerância à Lactose: Mitos E Realidade (4)

Pedro Benício Martins (2018-08-04)


lactaseEsta situação é mais corriqueira do que parece. Ao ingerir estabelecido alimento, sintomas desagradáveis como diarreia, coceira, tosse e chiado no peito começam a aparecer. Esses são os principais efeitos da alergia. A médica alerta que não é possível rotular o tipo de alimento e sintoma alérgico causado, já que variam muito pra cada paciente. De acordo com Melissa Carpi, engenheira de alimentos da Jasmine Alimentos, as pessoas frequentemente apresentam mais de uma dessas manifestações ou as mesmas vão se alternando. Tendo como exemplo, na infância o principal sintoma é a diarreia; na adolescência, rinite; e no adulto, coceira na pele. A primeira quantidade terapêutica é entrar a um diagnóstico claro. Intolerância à lactose não induz o vômito em crianças. Isto podes ser um sintoma de uma alergia ao leite de vaca. Quais são os sintomas da intolerância à lactose? Os sintomas de intolerância à lactose conseguem ser leves ou graves, dependendo da quantidade de lactase produzida. Os sintomas geralmente começam trinta minutos a dois horas depois de ingerir ou consumir produtos lácteos. Existe algumas complicação da intolerância à lactose?

Cerca de 2/três da população mundial, segundo dados da População Brasileira de Alimentação e Nutrição, retém deficiência da enzima lactase. É ela a responsável pela quebra do açúcar lactose, presente em laticínios. Sem a lactase, um copo de leite se torna um problemão. Este açúcar se acumula no intestino, o que significa moradia, comida e roupa lavada para bactérias, que se multiplicam, causando dificuldades como gases e diarreia. MITO - Devido às tecnologias atuais, o teor de proteínas do soro (Whey protein) não tem conexão ao teor de lactose no item. Se na embalagem do produto que contém Whey Protein contiver o dado "zero lactose", o item será seguro para o ser com intolerância. Todo mundo tem um incômodo com produtos com lactose. Certas manifestações podem dedurar este problema. Eis um dos principais desafios para conferir se a lactose é a causadora dos incômodos: as sensações desagradáveis são capazes de ser confundidas com sinais de novas doenças gastrointestinais. Dor, flatulências e barriga inchada exercem divisão do quadro. A diarreia também. Isto já que, pela falta da enzima lactase, a lactose não é digerida e atrai água para o intestino, causando o desarranjo.

Diarreias causadas por gastroenterite viral Se tiver náusea, cólica, inchaço, gases ou diarréia depois de ingerir leite ou derivados de leite, talvez você tenha intolerância à lactose, que é uma reação ao consumo de laticínios. O Instituto Nacional de Diabetes e de Doenças Digestivas e dos Rins relata que “entre trinta milhões e 50 milhões de norte-americanos têm intolerância à lactose”. Segundo o livro The Sensitive Gut (O Sensível Aparelho Digestivo), publicado pela Universidade de Medicina de Harvard, estima-se que “até 70% da população mundial tem algum tipo de defeito com a lactose”. Um deles é avaliar como os nossos genes se "comportam" em relação aos nutrientes que obtemos na alimentação. Pela ciência, as evidências a respeito as interações entre frase gênica e dieta são conhecidas pelos exemplos clássicos da intolerância à lactose e da fenilcetonúria, duas condições clínicas relacionadas a manejos alimentares específicos. No primeiro caso, foram descritas mutações no gene da lactase, a enzima de hidrolisa o açúcar presente no leite e derivados (lactose) em glicose e galactose. No caso da fenilcetonúria, a deficiência genética da enzima fenilalanina-hidroxilase é responsável por transformações mentais e convulsões.

Intolerância à lactose é a incapacidade total ou parcial pra digerir a lactose, um açúcar achado no leite e derivados. Ela é causada por uma deficiência da enzima lactase, a qual é produzida pelas células fracos do intestino delgado. Nem todas as pessoas com deficiência de lactase têm sintomas digestivos, entretanto aqueles que os sentem podem ter a intolerância à lactose. A maioria das pessoas com intolerância à lactose são capazes de tolerar alguma quantidade de lactose na sua dieta. As pessoas com intolerância à lactose podem notar incômodo após consumir leite e derivados. Ainda, a presença adicional de Goma Guar aumentou a firmeza da enzima durante armazenamento a 4°C e no tratamento de congelamento seguido de degelo. Em todos os casos, a análise da microestrutura das gotas foi feita pela Linha de Claridade SAXS2, de Espalhamento de Raios X a Baixos Ângulos, do LNLS. Referência: Maria Victoria Traffano Schiffo, Tatiana Rocío Aguirre Calvo, Marta Castro-Giraldez, Pedro Jose Fito, and Patricio R. Santagapita, Alginate beads containing lactase: stability and microstructure.

Bem como dá bons resultados em alergias de pele e nas moléstias femininas do nanico ventre. O kefir previne putrefações intestinais, contribui à depuração do corpo humano, normaliza a pressão nas artérias e auxílio no combate a obesidade. A VANTAGEM DO KEFIR comprimidos de lactase ÁGUA - quando comparado ao de leite, é que pode tomar-se em enorme quantidade. Tem que-se beber diariamente, visto que não altera a digestão e passa de forma acelerada ao sangue. Quando se tem afecções crônicas, tem que-se tomar amplo quantidade pela manhã, ao meio dia e pela noite (um/2 litro cada vez). De todo modo, não desejamos opinar ao kefir como um remédio universal e nem de efeito imediato; é um Enorme AUXÍLIO Para o Corpo humano POR Teu EFEITO DESINTOXICANTE, regenerador da flora intestinal benéfica e estimulador das defesas naturais. Porém no momento em que existe doença, sempre se precisa dirigir-se ao médico. O fungo se multiplica dobrando de volume em três a quatro semanas. Dessa maneira, dividimos e passamos adiante.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/