Comentarios de lectores/as

Ingerir é Poder

"João Felipe da Rosa" (2018-08-04)


suplementos alimentaresPor que isso ocorre? A lactose é um açúcar achado no leite, produzido nas glândulas mamárias dos mamíferos. A pessoa intolerante à lactose não produz (ou produz insuficiente) a lactase, uma enzima digestiva que quebra a lactose. Desse modo, a lactose chega inteira ao intestino grosso e sofre fermentação por bactérias, o que gera gases e ácido lático, que, por tua vez, estimularão a retenção de água causando cólicas intestinais e diarreias. O intestino grosso em ceco, cólon ascendente, cólon transverso, cólon descendente e reto. Alguns órgãos são anexos ao sistema digestório. São eles: glândulas salivares, pâncreas, fígado e vesícula biliar. A digestão envolve fenômenos físicos e químicos. Os físicos são: mastigação, deglutição, peristaltismo e ação da bile. Os químicos são aqueles que envolvem ação enzimática.

A intolerância à lactose acontece como consequência de um outro problema: a deficiência de lactase. Ela ocorre quando o intestino delgado deixa de fornecer a quantidade necessária da enzima lactase, cuja atividade é quebrar as moléculas de lactose e convertê-las em glucose e galactose. A presença de lactose no corpo se fornece por meio da ingestão de leite e seus derivados. Ao longo da infância, o organismo produz muita enzima lactase, pois que o leite é a referência primária de nutrição após o nascimento. Normalmente, o organismo corta a quantidade de lactase produzida conforme a pessoa vai envelhecendo e tua dieta variando, com o acrescento de novos tipos de alimentos. Com o tempo, esse declínio na elaboração de lactase podes conduzir a um quadro de intolerância à lactose. Simmons and Scheepers, 1996. American Naturalist Vol. 148: pp. Darwin, a girafa adquire o pescoço comprido pela lei de exercício e desuso. As girafas que esticam seus pescoços geram uma prole que prontamente nasce com pescoço mais comprido e, cumulativamente, de um a outro lado das gerações, o pescoço, em média, se intensifica de tamanho. Lamarck, a girafa adquire o pescoço comprido com a sobrevivência diferencial de girafas.

A intolerância à lactose é a incapacidade do organismo de digerir o açúcar presente no leite, a lactose, causando sintomas como cólica, gases e diarreia, que surgem momentos depois da ingestão nesse alimento. Pra atestar a presença de intolerância à lactose, o diagnóstico pode ser feito através de diagnóstico de fezes, checape de sangue, teste respiratório ou biópsia do intestino. A maioria da população adulta do mundo é a deficiência de lactase, mas os povos da Europa do norte e central. Que tipos de intolerância existe? Genética, progressiva e incurável: perda progressiva de produção de lactase, e, por conseguinte, uma perda gradual da técnica de digerir em que a lactose ocorre. Várias pessoas apresentam problemas no momento em que o assunto é ingestão de leite. Algumas pessoas possuem intolerância à lactose, novas, no entanto, possuem alergia à proteína do leite. A seguir falaremos a respeito de esses dois dificuldades, muito confundidos até mesmo pelas pessoas que os possuem. → O que é a intolerância à lactose? Carlos e João são deficientes na criação de lactase e João também é deficiente na produção de insulina. João é deficiente na realização de insulina, contudo Carlos não o é. Carlos é deficiente pela criação de lactase e João é deficiente pela criação de insulina. Carlos é deficiente pela realização de lactase, entretanto João não o é. 05. (COVEST) Correlacione cada glândula endócrina ilustrada na figura com os efeitos que podem ser causados ao homem, em consequência de disfunções das mesmas. Diabetes mellitus. Observa-se glicose no sangue e pela urina. Virilização em mulheres. Observa-se acentuação de caracteres sexuais masculinos, como pelos no rosto e alteração no tom de voz.

dois colheres de sopa de azeite extra virgem Figura 7- Ultramicrofotografia do enterócito com a clássica geração em pedestal graças a infecção por cepa de Escherichia coli O111; verificar a bactéria firmemente aderida à superfície do enterócito e a completa destruição das microvilosidades. Figura oito- Paciente portador de diarréia persistente por infecção causada por Escherichia coli O111 acarretando intensas perdas hidro-eletrolíticas e intolerância alimentar múltipla, tendo inevitabilidade de ganhar nutrição parenteral total. Figura 9- O mesmo paciente da figura 8 neste instante em recuperação clínica com know-how de tolerar fórmula isenta de Lactose, posto que ainda se encontrava intolerante à Lactose.

E, mais que isso, os testes determinam o grau de intolerância e isto é primordial para saber que medidas o médico e o nutricionista vão indicar. Segundo o pediatra Claudio Len, pai de Beatriz, Fernando e Silvia, o tratamento mais usado pra crianças é tirar da dieta da criança por um período tudo o que tem lactose. No mais das vezes, basta suspender alimentos que contenham o açúcar do leite. Geralmente associa-se a intolerância a remedio anti lactose somente com o leite, porém entenda que muitos alimentos que você nem ao menos imagina, possuem lactose. Leite de vaca, queijos, manteiga, requeijão e excessivo derivados de leite. Café pois elimina a biodisponibilidade de cálcio. Pães e bolachas que não contenham leite em sua constituição. Necessitam ser incluídos pela alimentação alimentos ricos em Vitamina D (atum, castanhas, salmão) e Vitamina A (cenoura, abóbora, damasco). É vital enfatizar também que, além dos alimentos, a lactose será capaz de estar presente em muitos remédios, geralmente formulados como comprimidos. O controle da dieta pra pessoas intolerantes depende de se testar os limites que cada um suporta, utilizando a tentativa e defeito acompanhado por um profissional.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/