Comentarios de lectores/as

Anvisa Define Regras Pra Rotulagem De Alimentos Com Lactose

Alícia Fernandes (2018-08-04)


Você domina a diferença entre a alergia à proteína leite e a intolerância à lactose? A intolerância à lactose é a incapacidade do corpo humano digerir essa substância conhecida como o "açúcar do leite", com isto acontece uma reação exacerbada do corpo quando entra em contato com a lactose. Essa incapacidade de digerir a lactose se necessita a inexistência total ou parcial de uma enzima especializada nesta ação, a onde comprar lactase, encontrada na parede do intestino delgado. O Doutor Howell efetuou experiências em ratos em que um grupo comia carne crua e vegetais e sementes crus e o outro grupo comia o mesmo mas cozido. Conclusão, ambos os grupos viviam quase o mesmo tempo o que surpreendeu o médico. Os ratos de ambos os grupos viveram em torno de 3 anos.

suplementos alimentaresNo caso de alimentos com quantidade de lactose abaixo de cem mg/100g, deve vir escrito no rótulo "Zero Lactose, Isento de Lactose, 0% Lactose, Sem Lactose ou Não Contém Lactose". No caso de alimentos com 100mg até 1g/100g ou ml, deve vir escrito "Baixo Teor de Lactose ou Baixo em Lactose". Nos alimentos com lactose em quantidade similar ou acima de 100mg/100g ou ml, tem que vir no rótulo "Contém Lactose".

O que Causa a Intolerância? Deficiência primária: ocorre diminuição da elaboração da lactase como conseqüência do envelhecimento. Não existe nenhum tratamento que aumente a geração de lactase, contudo os sintomas são capazes de ser controlados a começar por dieta. O que se poderá fazer é suprimir a quantidade de lactose ingerida no dia. Não há necessidade de suprimir completamente, basta que a quantidade consumidas ao dia seja reduzida. A fermentação da lactose pelas bactérias produz ácidos, o que torna as fezes mais ácidas e pode causar irritação (assaduras) pela localidade anal. A gravidade dos sintomas de intolerância à lactose varia de pessoa para pessoa. Esta variabilidade depende da quantidade de lactose presente pela dieta e do grau de insuficiência da enzima lactase de cada cidadão. Pequenas quantidades de lactose conseguem causar fortes sintomas em pessoas com deficiência grave de lactase, contudo apenas leves ou nenhum sintoma em pessoas com deficiência leve a moderada. Há bem como casos de pessoas com dietas e níveis semelhantes de lactase que apresentam graus de sintomas distintos. A explicação pra isto não é clara, entretanto podes estar relacionada com o tipo e a quantidade de bactérias intestinais presentes em cada um.

Os queijos frescos bem como passam por essa fermentação, todavia, poderá-se localizar neles, resíduos de lactose ainda não fermentada. "A partir do instante em que instituídos queijos irão maturando, essa lactose vai desaparecendo, como é o caso de queijo parmesão e outros que são consumidos após quinze a 20 dias depois da fabricação. Nos produtos em que não há fermentação, como doce de leite, leite condensado e sorvete, mesmo que o produto atinja tua validade, ainda tem lactose e podes apresentar dificuldades aos intolerantes", salienta. Uma das principais diferenças entre o leite sem lactose e o comum está no sabor. Isso acontece no momento em que a enzima lactase, causador da quebra da lactose, está ausente ou deficiente no corpo humano. Quando isso ocorre, a lactose não consegue ser digerida, causando uma série de complicações e sintomas. A digestão desse açúcar acontece no intestino delgado, no entanto, pela falta ou deficiência da enzima, a lactose chega intacta ao intestino e acaba servindo de alimento para as bactérias ali presentes. Dentre os sintomas mais comuns estão: dores e desconfortos abdominais, diarreias, náuseas, inchaço, gases e cólicas.

Deixa eu explicar para os que não conhecem: a intolerância é causada na não geração da enzima Lactase através do nosso corpo humano, que é responsável por quebrar a lactose presente no leite e seus derivados. A lactase industrializada é uma pastilha que deve ser consumida juntamente com o alimento com lactose. Ela age como se o organismo tivesse produzido a enzima e o repercussão é: pra aquele momento, é como se eu não fosse intolerante!

Desenvolvimento da gastroparesia. Esse é um mal é diagnosticado no momento em que os nervos do estômago não funcionam acertadamente. Pessoas que têm dificuldades de estômago são capazes de mostrar náuseas ao tomar o vinagre de maçã. Grandes doses de vinagre de maçã ou um consumo por um extenso tempo podes resultar pela queda dos níveis de potássio no sangue, comprometendo a tua saúde óssea. Como não se compreende exatamente o que leva à síndrome do intestino irritável, o objetivo do tratamento é aliviar os sintomas e aperfeiçoar a característica de vida do paciente. Ele poderá ser feito pelo uso de remédios específicos pra síndrome. Transformações no hábitos de vida do paciente realizam porção do tratamento.

Nossa genética institui qual será o nosso biotipo - se faremos o tipo mais esguio ou mais cheinho - e prontamente nascemos com uma quantidade instituída de células de gordura. Se consumirmos mais alimentos do que o indispensável, e com isso ingerirmos mais quantidade do que aquela para o qual fomos "programados", aumentamos o número de células de gordura e engordamos. Mesmo que por volta de 8% da população mundial tenha olhos azuis, a mutação que deu origem a ela é incrivelmente recente na história da nossa espécie. A despeito de todos os humanos tivessem olhos castanhos, pesquisadores conseguiram apontar a mutação que levou à coloração azul. Os especialistas conseguiram rastrear essa variante genética e notaram que ela ocorreu entre seis.000 e 10.000 anos atrás. A primeira pessoa de olhos azuis possivelmente morou na Europa, por causa de um esqueleto de sete 1 mil anos encontrado na Espanha tinha essas características. Este é um muito bom exemplo da expansão dos seres humanos. Não nascemos pra ingerir e tolerar leite proveniente de outras espécies, contudo este costume, tão comum em muitas sociedades ocidentais, mostra a mutação que sofremos. Há por volta de 10 mil anos, quando os europeus começaram a domesticar animais como vacas, uma mutação no gene MCM6 possibilitou que muitas pessoas continuassem produzindo a enzima lactase, permitindo-lhes consumir leite. Próximo com olhos azuis e tolerância à lactose, esta é uma das mutações genéticas mais conhecidas.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/