Comentarios de lectores/as

=> Cozinha Saudável - O Que é KEFIR

Alícia Fernandes (2018-08-03)


enzima lactase comprarEm geral, as enzimas são moléculas proteicas associadas a outra substância não-proteica, chamada de coenzima ou radical prostético. No centro da enzima há uma localidade chamada de sítio dinâmico, qualificado de se inserir nos reagentes ou substratos e tornar menos difícil a reação entre eles. Este sítio rápido é específico, funcionando como um sistema chave/fechadura. Como saber se sou intolerante à lactose? As pessoas que são muito sensíveis à lactose conseguem não ser capazes de digerir até mesmo alguns goles de leite. Dessa forma, se você é intolerante à lactose em um nível complicado, provavelmente você de imediato percebeu isso. Pra maioria das pessoas, são necessárias 12 gramas de lactose para que os sintomas comecem a mostrar-se. Os dissacarídeos da nossa alimentação pra serem absorvidos no Intestino Delgado devem de ser desdobrados em 2 monossacarídeos. A não absorção destes dissacarídeos pode gerar diarréia, dor abdominal e leva à criação de gazes no cólon. Um - A Deficiência de Lactase pode ser genética a despeito de sejam raras as crianças que nascem sem a know-how de fornecer lactase onde comprar. A Alactásia, falta total de lactase é muito rara e aparece logo no recém-nascido.

Parece um mistério pros cientistas pela baleia, como tanto alimento poderá ir por um canal tão pequeno. Não tem ideia de que a auto digestão esteve em ação. "Não. A comida cozida causa um desgaste tão grande pela nossa reserva de enzimas que não se consegue recuperar comendo também comida crua. Ela seguiu, com acompanhamento de uma nutricionista, a chamada dieta do jejum intermitente . A famosa só comia de fato no momento em que sentia fome e já descreveu que chegou a atravessar 23 horas em jejum. Ao se alimentar, consumia proteínas ou verduras e legumes. O carboidrato era liberado uma vez por semana. Dentre os sintomas causados pela intolerância à lactose podemos citar diarreia, cólicas, flatulência, barriga estufada e surgimento de gases. Normalmente a intolerância à lactose acontece em adultos e idosos, sendo raro o problema em crianças ainda pela fase de aleitamento. Desse caso, o tratamento irá depender dos níveis de tolerância à lactose, não sendo vital retirar o leite totalmente da dieta. → O que é a alergia à proteína do leite de vaca?

Você sabe a diferença entre a alergia à proteína leite e a intolerância à lactose? A intolerância à lactose é a incapacidade do corpo digerir essa substância conhecida como o "açúcar do leite", com isso ocorre uma reação exacerbada do corpo humano quando entra em contato com a lactose. Essa incapacidade de digerir a lactose se necessita a carência total ou parcial de uma enzima especializada nesta ação, a lactase, encontrada pela parede do intestino delgado. O Doutor Howell efetuou experiências em ratos em que um grupo comia carne crua e vegetais e sementes crus e o outro grupo comia o mesmo contudo cozido. Conclusão, ambos os grupos viviam praticamente o mesmo tempo o que surpreendeu o médico. Os ratos de ambos os grupos viveram em torno de três anos.

Nossa genética ordena qual será o nosso biotipo - se faremos o tipo mais esguio ou mais cheinho - e já nascemos com uma quantidade determinada de células de gordura. Se consumirmos mais alimentos do que o necessário, e com isto ingerirmos mais quantidade do que aquela pro qual fomos "programados", aumentamos o número de células de gordura e engordamos. Mesmo que cerca de oito por cento da população mundial tenha olhos azuis, a mutação que deu origem a ela é incrivelmente recente na história da nossa espécie. Apesar de que todos os humanos tivessem olhos castanhos, pesquisadores conseguiram apontar a mutação que levou à coloração azul. Os especialistas conseguiram rastrear essa variante genética e notaram que ela aconteceu entre seis.000 e 10.000 anos atrás. A primeira pessoa de olhos azuis por ventura morou na Europa, em razão de um esqueleto de 7 1 mil anos localizado na Espanha tinha essas características. Esse é um fantástico modelo da expansão dos seres humanos. Não nascemos pra ingerir e tolerar leite proveniente de algumas espécies, entretanto este vício, tão comum em muitas sociedades ocidentais, mostra a mutação que sofremos. Há cerca de 10 mil anos, no momento em que os europeus começaram a domesticar animais como vacas, uma mutação no gene MCM6 possibilitou que outras pessoas continuassem produzindo a enzima lactase, permitindo-lhes beber leite. Junto com olhos azuis e tolerância à lactose, esta é uma das mutações genéticas mais conhecidas.

Outro "erro" comum e que imediatamente vi que acontece com todo intolerante novato é correr pra soja. Prontamente falei dela também neste local por essa postagem, e gente, só parem com isto. Ela é altamente alergênica e o consumo em excedente podes causar sensibilidade. Também, a soja libera hormônios femininos, o que não é interessante pros meninos. As melhores maneiras de consumo dela são: missô, tofu, tempeh e o shoyo, pela versão macrobiótica. Espero que sim. Eu fiz bastante coisa errada logo que encontrei a intolerância e sofri as consequências. Optar pelo caminho mais curto/simples, nem sempre é o melhor. Pensar em saúde, a toda a hora em primeiro lugar! No domingo ainda estava um tanto inchada. Na segunda-feira, um pouco indisposta. E na terça-feira, finalmente bem. O resultado dessa experiência: lactase é mesmo muito bom. Todavia o sublime é ser utilizada em determinados momentos, como almoços e jantares fora da residência. É para matar aquela vontade de ingerir algo que a gente fica bastante tempo sem ingerir. No entanto é mais difícil de gerenciar quando você passa o dia todo fora comendo lactose.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/