Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose

Alícia Fernandes (2018-08-02)


O trabalho sobre a descoberta da nova mutação será publicado no periódico Nature Genetics. Assimilação de enzima começou há sete.500 anos, mais um menos. Clientes pioneiros viviam entre os Bálcãs e o centro da Europa. A procura, publicada na revista "PLoS Computational Biology", cruzou dados genéticos e arqueológicos com novos métodos estatísticos. Antes da descoberta acreditava-se que, a partir da seleção natural, os povos do norte eram mais propensos a ser os primeiros a beber leite, pra compensar a ausência de vitamina D, que provém principalmente do sol. Segundo Thomas, a maioria dos adultos do mundo não produz lactase e, por isso, não poderá digerir a lactose do leite. A maioria dos europeus, mas, tem esta técnica visto que uma simples mutação genética. "Aparentemente, a tolerância à lactase é uma vantagem de sobrevivência", afirmou Thomas. As razões para isso são diversas, como resistir à inexistência de vitamina D, que é necessária para adicionar o cálcio.

comprimidos de lactaseA Lactase é uma enzima responsável pela hidrólise da lactose. A molécula da lactose é demasiado complexa pra atravessar a parede do intestino; deve sofrer a ação da enzima lactase o que é, para ser decomposta em glicose e galactose. Na deficiência da Lactase, a lactose não digerida passa ao intestino grosso, originando diarréia fermentativa e outros transtornos digestivos. A deficiência de Lactase ocorre com superior freqüência na raça negra, e, em pequeno escala, na raça branca. O suco entérico, produzido pela parede do intestino delgado libera maltase, lactase, sacarase e peptidase, enzimas que quebram maltose, lactose, sacarose e peptídio, respectivamente. A bile, produzida no fígado é enviada a vesícular biliar (órgão anexo), onde fica armazenada para posterior utilização. Não é uma enzima (assim sendo sua ação é considerada um procedimento físico) e tem a atividade de emulsificar gorduras, ou melhor, apagar a tensão superficial do lipídio (gordura) de modo a fragmentá-lo, facilitando, dessa maneira, a ação das lipases. Ainda no intestino delgado, acontece a quilificação, decorrente da mistura do quimo com os sucos pancreático e entérico e a bile.

Chocolate: A maioria das mães conseguem comer chocolate sem exageros, todavia precisam a toda a hora continuar ligadas pra possíveis efeitos negativos no posicionamento do bebê. O chocolate contém teobromina, substância que pode provocar irritabilidade e diarreia no bebê se quantidades elevadas forem consumidas pela mãe. Cafés, chás e refrigerantes: O café, chás, mate e refrigerante tipo cola em quantidade excessiva conseguem causar irritabilidade e modelo deficiente de sono. A intolerância à lactose é a doença bem comum, provocada pela incapacidade de digerir lactose, um açúcar localizado no leite e nos laticínios. A ausência da lactase, enzima que digere a lactose, leva ao aparecimento de sintomas gastrointestinais a toda a hora que um produto à base de leite é consumido. A intolerância à lactose não costuma ser uma doença grave, porém os seus sintomas podem ser muito incômodos. O que é intolerância à lactose. Quais são as causas de deficiência de lactase. Quais são os sintomas. Como é feito o diagnóstico.

As substâncias que normalmente estão mais relacionadas às alergias tardias são as proteínas do leite de vaca, da soja e do trigo. Além se serem de árduo digestão, elas são consumidas em excesso, pois realizam cota da composição de mais de 90% dos alimentos ultraprocessados e altamente consumidos nesse lugar. Durante o tempo que isto, novas que nos protegeriam de seus efeitos estão sendo deixadas de lado, como as vitaminas, os minerais, as fibras e os compostos bioativos presentes em frutas, verduras e legumes. Você imediatamente fez alguma dieta? Se a resposta foi "não", com certeza conhece alguém agora tenha feito. Poderá ser para entrar em maneira e cortar alguns quilinhos , conquistar um melhor efeito pela academia e ganhar mais músculos ou pra buscar mais saúde, com uma alimentação mais saudável e regrada. A dieta está sempre por ali, presente em nossas vidas.

A novidade promete ser um extenso sucesso entre os intolerantes à lactose. Chega ao mercado o Digelac, a primeira enzima lactase de geração nacional. Recebemos há alguns dias amostras do item e, desde assim, imediatamente testei o Digelac com diferentes alimentos. A principal diferença desta enzima pras parecidos é sua exposição. Ao invés de comprimidos, o Digelac é vendido em pó pra ser adicionado aos alimentos com lactose. Em nota, associações de indústrias de alimentos dizem que irão executar a nova proporção. A Abia (Liga Brasileira das Indústrias de Alimentação) diz ainda se colocar à dedicação dos órgãos responsáveis para favorecer no processo de regulamentação da lei. A VivaLácteos (Agregação Brasileira de Laticínios) bem como diz apoiar a lei e alega aguardar que a devida regulamentação "permita a inclusão no rótulo de todas os dados necessárias pro total esclarecimento do público", informou. Segundo a liga, "mesmo antes da quantidade, o setor de lácteos neste instante considerava o alerta em rótulos dos produtos desenvolvidos com 0% lactose, indicado pra intolerantes".



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/