Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose E Alergia Ao Leite: Existe Diferença?

Pedro Benício Martins (2018-08-02)


alimentos funcionaisA nutricionista responsável pelo Ambulatório de Nutrição do Complexo Hospitalar Edmundo Vasconcelos, Kátia Terumi M. R. Ushiama, esclarece a respeito o defeito e alerta que o diagnóstico não precisa ser sinônimo de desespero. O tratamento inicial é a retirada total da lactose da dieta para eliminar o desconforto, como gases e inchaço abdominal. No entanto, depois de liberação médica, é possível tentar a reintrodução de alguns derivados do leite, como queijos e iogurtes, de modo gradativa pra verificar a tolerância do paciente. Alguns derivados contêm menos lactose e podem ser tolerados, desta forma é preciso reintroduzi-los aos poucos, pra detectar o grau de intolerância de cada pessoa. Depois, no momento em que já estiver acostumado a essa nova quantidade, passará a ingerir meio. O mesmo raciocínio é seguido por diversos profissionais na pergunta dos refrigerantes. Quem é bebe todos os dias, raramente conseguirá parar de vez de um dia para o outro. Pois, faz uma redução gradual, até exceder o "vício". Pro tratamento de pacientes com intolerância à lactose, existe alguma fórmula de lactase superior? Foi localizado um único estudo que comparou diferentes preparações orais de lactase pro emprego em pacientes adultos com intolerância à lactose. As preparações estudadas foram: Lactaid®, Lactrase® e Dairy Ease®. Só Lactaid® reduziu a excreção de hidrogênio expirado (indicativo de evolução da digestão da lactose), sem, no entanto ter qualquer efeito a respeito da diminuição dos sintomas. Lactrase® and Dairy Ease® tiveram interferência sobre o assunto os sintomas, mesmo sem terem reduzido a excreção de hidrogênio expirado.

Intolerância à lactose é a incapacidade parcial ou completa de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Esse problema acontece quando o corpo humano deixa de fornecer, ou produz em quantidade insuficiente, a lactase - enzima digestiva que decompõe a lactose. Chegando inalterada ao intestino, a lactose se acumula, sendo fermentada por bactérias que causam retenção de líquidos, distensão abdominal, flatulências, náuseas, assaduras, cólicas e diarreias. Estes sintomas variam segundo a superior ou pequeno quantidade de leite e derivados consumidos. Em casos mais enérgicos acontece a perda de calorias. No momento em que as pessoas pensam a respeito de intolerância à lactose, quem sabe imaginem uma desprovido alma que come o teu cereal seco ou alguém que só poderá enxergar pra uma vasilha de macarrão com queijo, entretanto não degustar essa delícia. De acordo com os cientistas, há uma sensacional oportunidade de que você possa ser intolerante à lactose em algum grau. Os Institutos Nacionais de Saúde estimam que em torno de 65% dos seres humanos tem dificuldade em digerir laticínios, ou seja, você poderá ser intolerante à lactose sem nem saber.

Indivíduos que em determinado momento da existência passam a ingerir uma quantidade mais elevada de lactose ( ex: pessoas com osteoporose ) podem vir a construir a intolerância ao leite e seus derivados devido à criação insuficiente de lactase. Como é diagnosticada a intolerância à Lactose? Teste de intolerância à lactose ( TTL ): mede a know-how que o ser precisa de digerir a lactose. O que é a Lactase? A Lactase é uma enzima responsável pela hidrólise da lactose. A molécula da lactose é demasiado complexa pra transpassar a parede do intestino; deve sofrer a ação da enzima Lactase, para ser decomposta em glicose e galactose. Pela deficiência da Lactase, a lactose não digerida passa ao intestino grosso, originando diarréia fermentativa e outros transtornos digestivos.

Doenças de pele comentou A maioria das pessoas com intolerância à lactose pode tolerar pequenas quantidades de lactose na dieta sem ter sintomas. Gradualmente agrupar pequenas quantidades de leite ou produtos lácteos para socorrer as pessoas a se encaixar aos sintomas. Várias vezes, as pessoas aturam melhor os alimentos lácteos comidos ao longo da hora das refeições. Caso a reação negativa seja constante, ela recomenda que a pessoa procure um gastroenterologista. Intolerância ou alergia ? Diferente do glúten, a lactose é o açúcar do leite e não sua proteína. Logo, existe uma intolerância a ela que dificulta sua digestão. Ela ocorre já que o corpo humano diminui a criação da enzima lactase, que quebra a lactose.

Elas são: Erepsina, Lipase entérica, Invertina, Lactase e Maltase. Ação: Transforma as proteínas decompostas no estômago em substâncias mais descomplicado: aminoácidos. Função: São responsáveis pelo nosso avanço e pela substituição daquilo que nosso corpo perde. Atuação do Nutricionista: Cardápio cheio de proteína. Exemplo: carne, queijo, leite, manteiga, feijão, ervilha. Ação: Transforma os lipídios em substâncias mais acessível: Ácidos graxos e Glicerol. Atividade: Normalmente, acumulam-se sob a pele, formando um depósito de energia. Hoje neste momento esta mais comum a alergia e intolerância a alguns alimentos, é bastante relevante perceber e saber como os alimentos são capazes de interferir na nossa alimentação. O que é intolerância à lactose? É a deficiência da lactase, enzima causador da digestão desse açúcar (sim, a lactose é um açúcar!). Devido à essa deficiência, a lactose, não que e lactase digerida, se acumula em quantidades excessivas no intestino, causando a diarreia tais como. Os sintomas geralmente aparecem depois de 30 minutos após o consumo do alimento com lactose, mas poderá demorar até duas horas, dependendo de outros alimentos e atividades realizadas. Percebe-se que os sintomas são iguais com outras intolerância ou doenças, desse modo é importante a consulta do profissional caso os sintomas persistem.

Respuestas

Enzimas, Proteínas, Função, Tipos, O Que São Enzimas

Pedro Benício Martins (2018-08-05)

Em muitas épocas do ano, o tempo seco e a baixa umidade do ar, características do clima de Campo Extenso, são capazes de se transformar em um gigantesco problema para a maioria das pessoas.... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/