Comentarios de lectores/as

Inchaço, Gases E Cólica: Descubra Se Você Tem Intolerância à Lactose E Como Cuidar

Daniel Santos (2018-07-30)


Queremos relatar que a lactase é a melhor possibilidade pra um bom grupo de pacientes com intolerância a lactose. Cada pessoa, de qualquer idade, que sofra de intolerância à lactose pode se ajudar com a lactase. Forma diferente de aliviar os sintomas da intolerância é ingerir leite com baixa lactose ou que tenha a lactase adicionada ao respectivo leite.

suplementos alimentaresQual é o problema do sódio? Existem 3 tipos de intolerância à lactose, sendo a congênita, de origem genética, a mais rara. A intolerância primária é resultado do procedimento de envelhecimento. O corpo humano produz muita lactase onde comprar no decorrer da infância, por conta da amamentação. Todavia, conforme o ser humano cresce e passa a diversificar tua dieta, o organismo corta a realização da enzima.

Ainda não há um tratamento específico que vise a cura da intolerância à lactose. Perlatte é um comprimido de suplementação enzimática pronto para consumo imediato. Essa suplementação pode ser feita minutos antes de refeições com lactose. A suplementação enzimática é eficiente por causa de impossibilita todos os desconfortos característicos da intolerância à lactose. A enorme maioria dos alimentos contém carboidratos . Bons exemplos são o pão, batatas , massas, doces, arroz, futas e vegetais. Muitos destes alimentos contém amido , que poderá ser digerido e assim como fibras que não são digeridas.O carboidratos digeridos são decompostos em moléculas pequenos por enzimas encontradas na saliva, no suco pancreático e no intestino delgado.

SACARASE: Atua sobre a sacarose (como o nome sugere) e a transforma em glicose e frutose. É produzida pelo intestino delgado (pelas células da parede dele) e como as enzimas do pâncreas, atua melhor quando o pH é alcalino. LACTASE: Bem como é produzida pelo intestino delgado e age sobre alactose transformando a em galactose e glicose. Há bem como enzimas que já possuem nomes "famosos" e consagrados e que não seguem esta determinação, como a pepsina, que age sobre isso as proteínas durante a digestão no estômago. Como as enzimas são bem como proteínas, fatores como o pH, a temperatura e a concentração de substrato irão influenciar no seu funcionamento. As enzimas, como toda proteína, sofrem desnaturação em certas condições e param de funcionar.

A dieta pra intolerância à lactose baseia-se na redução do consumo ou eliminação dos alimentos que contêm lactose, como leite e seus derivados. Seguir a dieta sem lactose faz sumir os sintomas da intolerância à lactose como diarreia ou dores abdominais. A exclusão dos alimentos com lactose da dieta é o melhor tratamento pra o defeito. O check-up é chatinho, vai em jejum tirar sangue, depois toma um copo de lactose pura e tira mais sangue de meia e meia hora, mais 3 vezes. O efeito deu uns valores quase semelhantes, pensei eu "não possuo intolerância, tinha era verme mesmo. Os números quase não mudaram! Oba". Só que para quem não tem intolerância estes números variam e bastante! Ao contrário da doença celíaca, que é a alergia ao glúten, a intolerância à lactose podes não causar qualquer sintoma ao paciente. Caso ele sinta incômodo e mesmo então mantenha comendo produtos com lactose, o máximo que irá suceder é o incômodo não passar. Não há qualquer complicação dramático em continuar comendo a lactose. Existem acessíveis medicamentos feitos com lactase que estão indicados em certos casos. Cabe lembrar que ao impossibilitar o leite e seus derivados precisamos estar ligados a quantidade de cálcio e vitamina D pela dieta, cabendo a indicação de um nutricionista.

Caso seu médico decida cortar os derivados de leite da alimentação da guria, é preciso continuar de olho para ver se ela está recebendo todos os nutrientes de que deve. O cálcio, tendo como exemplo, podes ser obtido em verduras e em produtos industrializados enriquecidos com a substância, como cereais. Outros nutrientes geralmente fornecidos pelo leite são as vitaminas A e D, a riboflavina e o fósforo. Pode ser imprescindível consultar um nutricionista para ajustar a alimentação. Você agora necessita ter percebido que o nome da maioria das enzimas termina com o sufixo "ase". Em geral, o nome de uma enzima é dado acrescentando esse sufixo ao nome do substrato com o qual reagem. Como por exemplo: a amilase, que age a respeito do amido e a lactase que atua sobre a lactose.

Todavia, a nutricionista Paula Zauli alerta que é respeitável ver de novo a alimentação com o acompanhamento de um profissional, por causa de o excedente do comprimido podes carregar dificuldades. De acordo com Zauli, o emprego assíduo das capsulas de lactase pode irritar as mucosas do trato digestivo. Os sintomas desta irritação podem comparecer de ocorrências constrangedoras, como arrotos, a dores abdominais, perda de apetite e náuseas. É determinar a concentração de açúcar (glicose) antes e depois de consumir um líquido que contém lactose. Se a concentração de glicose sobe acima de um correto nível, não sofrem de intolerância à lactose. Ele consiste em beber um líquido que contém lactose, e depois investigar a presença de hidrogênio no ar expirado (o que você exalar), que está presente somente se a lactose é fermentado. Queijo fresco

Respuestas

Intolerância à Lactose Ou Alergia à Proteína Do Leite?

Daniel Santos (2018-07-31)

Produtos lácteos sem lactose ou com miúdo teor de lactose estão disponíveis nos supermercados, são iguais aos de leite normal, no entanto foi adicionada a enzima lactase. O leite sem lactose... Leer más

Listagem Completa Dos Alimentos Na Dieta Low Carb

Daniel Santos (2018-09-11)

alimentos funcionaisHá adultos em que algum momento da existência, ao comer uma quantidade maior de lactose diante à tua deficiência ou falta de lactase, apresentarão sintomas de Intolerância à Lactose. Quais... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/