Comentarios de lectores/as

Como Arredar A Lactose Do Leite E De Outros Alimentos

"João Enzo da Cruz" (2018-07-30)


Essa incapacidade resulta da ausência de quantidade suficiente de uma enzima (lactase) no interior das dobras do intestino. Nas pessoas alérgicas, a lactose continua dentro do intestino e chega ao intestino grosso, onde é fermentada por bactérias, produzindo ácido lático e gases. Os sintomas de quem sofre com intolerância à lactose são dores abdominais, diarréia e até vômitos. Uma vez diagnosticada a alergia a lactose, o alimento deve ser eliminado da alimentação. Qualquer um vai ter que aprender com a experiência. Não esquecer que a maioria dos bolos, um pão e outros produtos contêm lactose. A lactase existe vendida em líquido ou comprimidos. Outras gotas de lactase acrescentadas a um copo de leite, eliminam em 24h, a lactose do leite em 70%. Os iogurtes e o queijo são normalmente bem tolerados. No mercado existe leite quase sem lactose, como os citados acima. Intolerância à lactose poderá aparecer em qualquer idade. Durante a amamentação, a atividade da lactase no intestino é alta, entretanto declina naturalmente após o desmame. "Quando ocorre a ausência dessa enzima, a lactose, que é uma bacana fonte de energia pros micro-organismos do cólon, é fermentada com ácido láctico, metano e gás hidrogênio. O gás produzido cria uma sensação de incômodo por distensão intestinal e flatulên¬cia. O ácido láctico produzido pelos microorganismos puxa água para o intestino, do mesmo jeito a lactose não digerida, tornando em diarreia. Pessoas com estes distúrbios são consideradas intolerantes à lactose", explica a nutricionista Kimielle Cristina Silva Consultora Técnica da Coordenação Geral de Alimentação e Nutrição do Ministério da Saúde (CGAN/DAB/SAS/MS). De acordo com a nutricionista, há três tipos de intolerância a lactose: a congênita é a mais rara, onde o bebê de imediato nasce com deficiência pela lactase, tendo diarreia quando amamentado ou ao ingerir alimentos a apoio de lactose.

alimentos funcionaisÉ a intolerância à lactose. Pra digerir esse açúcar, o corpo humano necessita produzir uma enzima chamada lactase, que divide o açúcar do leite em glicose e galactose. A incapacidade de gerar a lactase podes ser genética ou ocasionada por qualquer dificuldade intestinal que a interrompe temporariamente. De acordo com Ricardo Barbuti, gastroenterologista filiado da Federação Brasileira de Gastroenterologia, a know-how de fornecer a lactase é geneticamente acordada. — Quem tem a predisposição pra gerar menos enzimas, na medida em que o tempo passa, vai perdendo a capacidade de digerir a lactose. Intolerância à lactose (açúcar do leite) é a deficiência da lactase, a enzima que quebra a lactose em açúcares mais fácil para que possam ser absorvidos pelo sistema digestivo. A atividade dessa enzima, presente ao nascimento, tende a encurtar em amplo fração da população a partir dos dois anos de existência com uma redução progressiva, geneticamente programada, que se completa, geralmente, com a puberdade.

O modo de absorção da lactose está intimamente relacionado com a atividade da enzima lactase, que precisa estar presente naturalmente no corpo humano. A quantidade de lactose queirá causar sintomasvaria de ser para ser, dependendosobre o montante e a forma de lactose contida no alimento, bem como o grau de deficiência de lactase. · Deficiência de lactase primáriaé atribuída a relativa ou absolutaausência de lactase, quedesenvolve na infância, em diferentes idades eem diferentes grupos raciaise é a circunstância mais comum damá absorção de lactose eintolerância. Deficiência de lactase primáriaé assim como referidocomo adultos hypolactasia tipo, nonpersistence lactase,ou hereditáriadeficiência de lactase. · Deficiência de lactase secundária é resultadode lesões do intestino delgado, gastroenterite aguda, diarréia persistente, desenvolvimento exagerado do intestino delgado,quimioterapia, ou outrascausas que afetam a mucosa intestinal, e podes apresentarem qualquer idade, contudo é mais comumna infância. · Deficiência congênita de lactase é muito único; teleologicamente,crianças com deficiência congénita de lactase serianão se pode esperarpara sobreviver antes do século vinte, por ainda não existir substitutos lácteos, nutricionalmente adequados.

Essa alteração se oferece pelo evento de que existem diferentes níveis de intolerância, que variam de acordo com a quantidade de enzima lactase que ainda é produzida pelo corpo. Também é preciso conduzir em consideração que alguns alimentos possuem mais lactose do que outros. Tendo como exemplo, margarina tem bem menos, o que faz com que possa ser menos difícil de ser digerida. A estudante de Santo André Barbara Krauss, 21, percebeu que se sentia mal no momento em que tomava um copo de leite. Depois de notificar à sua nutricionista, realizou exames que detectaram intolerância à lactose em pequeno grau. "Percebemos que eu só não conseguia tomar leite, os derivados não me davam nenhum problema", conta. Pra ter certeza da intolerância e do seu grau, o mais comum é que seja alcançado o diagnóstico de tolerância à lactose. Nele, o paciente é submetido a uma dose concentrada do componente e depois é executado checape de sangue remedio para quem tem intolerância a lactose checar a quantidade de glucose na corrente sanguínea.

Respuestas

Como Fazer Uma Dieta Sem Lactose

"João Enzo da Cruz" (2018-08-04)

enzima lactase comprarSem enzimas livres, não há reação. Confira roteiros de estudo, exercícios e aulas gratuitas de Sindromes Genéticas, Tipos Sanguíneos ABO, Meiose e Mitose, DNA & RNA, Fotossíntese, Reprodução... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/