Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose

Pedro Benício Martins (2018-07-01)


alimentos funcionaisPorém, britânicos dizem que o número 81,3 cm pra mulheres e 94 cm para homens prontamente acende o sinal de alerta e, nessa faixa, já há riscos pra saúde. Em alguns casos, como ressalta a nutricionista comportamental Patrícia Cruz, a pessoa até está obesa, entretanto é saudável. Contudo nem ao menos assim o exagero de peso precisa ser rejeitado.

Mulheres grávidas ou em fase de amamentação assim como devem acompanhar orientação médica antes de iniciar o uso desses suplementos. Quantas cápsulas devo usar? É considerável ressaltar, todavia, que se há uma demora entre a ingestão de um alimento lácteo e outro, é primordial precaver-se fazendo exercício da enzima de novo. Isso talvez pode acontecer em festas, a título de exemplo, onde existe um grande intervalo entre a entrada e a sobremesa. Em que momento devo tomar a enzima lactase? A recomendação dos fabricantes é que você faça uso da enzima no momento em que você irá começar a ingerir um alimento com lactose. E se a enzima não fizer efeito? Vale ressaltar que no momento em que se trata de uma alergia a medicamento é necessário a todo o momento alertar o médico, mesmo que você esteja tratando de outro problema. E jamais se automedicar. A alergia alimentar é uma reação causada por um aparelho do sistema imunológico, ou seja, do sistema de defesa do organismo que o defende de forma errada e circunstância uma doença. De imediato a intolerância alimentar caracteriza-se pelas reações não causadas por mecanismos imunológicos e dependem das propriedades farmacológicas do alimento ou das características do paciente. Tendo como exemplo, quem tem intolerância à lactose exibe na realidade uma reação ao açúcar do leite por ausência da enzima lactase no corpo.

Esses sintomas podem ser em tal grau de alergia quanto de intolerância? Voce encontra que realmente compensa fazer os exames que detectam alergia e intolerância alimentar? Realmente os seus sintomas poder estar relacionados a ambos os mecanismos: alérgicos e intolerâncias. Desta forma, se for possível, acho bem sensacional você fazer esses exames. Agora entrei em contato com o laboratório citado para conhecer mais os exames que eles executam. Tal atividade é realizada por uma enzima chamada lactase. A deficiência de lactase leva à má digestão (2065) do açúcar do leite e tua conseqüente intolerância. A intolerância, desta forma, se resume pela incapacidade do corpo humano em digerir a lactose , diz em outras expressões. Quem sofre da intolerância passa por transtornos como diarréia, flatulência excessiva, cólicas e acréscimo do volume abdominal, ao consumir leite e seus derivados.

Em qualidade de tua natureza protéica, as enzimas desnaturam-se e inativam-se acima de 60o C ou em presença de meios extremamente ácidos ou bastante alcalinos. O nome aplicado às enzimas deriva do nome do substrato sobre o qual elas atuam, a que se acrescenta a terminação "ase". Desse modo, as carboidrases atuam sobre isto os hidratos de carbono ou carboidratos, as fosfatases sobre isso os fosfatos etc. Há ainda nomes definidos pela tradição, como a pepsina, a tripsina ou a pancreatina. Nos dois primeiros grupos se localiza a metade das 1 mil e poucas enzimas que se conhecem. O estudo da natureza das enzimas e de tua atuação teve extenso utilidade pela medicina: instituídos tratamentos se baseiam na inibição das enzimas que acompanham as bactérias, com o que se detém a ação infecciosa destas. Isso ocorre graças a uma incapacidade que essas pessoas têm de digerir a lactose, o açúcar do leite. Pra digerir esse açúcar, o corpo tem que fornecer uma enzima chamada lactase, que divide o açúcar do leite em glicose e galactose. A incapacidade de produzir a lactase poderá ser genética ou ocasionada por um problema intestinal que a interrompe temporariamente.

As opções de receitas sem glúten e sem lactose não têm se popularizado à toa. "A doença celíaca, distúrbio autoimune inflamatório do intestino delgado, é um dos motivos que levam as pessoas a não consumirem mais a proteína do trigo. Prontamente a intolerância à lactose é um defeito digestivo causado na incapacidade de fornecer uma quantidade bastante da enzima lactase, necessária pra digerir o carboidrato", explica a chef e nutricionista Gabi Rabelo, do Namu Cursos. A intolerância à lactose é mais comum nas populações asiática, africana, nativa norte-americana e nas populações mediterrâneas do que entre a população do norte e oeste europeu. A intolerância à lactose é muito comum em adultos e não é perigosa. Outras dificuldades intestinais, como a síndrome do intestino irritável, conseguem causar os mesmos sintomas da intolerância à lactose. A lactase é o nome usualmente utilizado pra denominar a enzima β-D-galactosidase galactohidrolase. É classificada como uma hidrolase e catalisa, alimentos funcionais entre outras, a reação de hidrólise da lactose à β-D-galactose e α-D-glicose. A molécula da lactose é complexa além da medida pra transpassar a parede do intestino, deve sofrer a ação da enzima lactase pra ser decomposta em glicose e galactose.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/