Comentarios de lectores/as

Intolerância à Lactose Ou Alergia à Proteína Do Leite?

Alícia Fernandes (2018-08-07)

En respuesta a Lactaid, Meu Santo Amigo!

suplementos alimentaresComer em exagero alimentos que contenham glúten pode levar a inflamações no intestino
Flatulência (gases)
Helena Coutinho disse
Molho de queijo
Leite de cabra
Exagero de gases ou flatulência
Diarreias causadas por gastroenterite viral
Queijos processados e naturais

Pela deficiência da lactase, a lactose não absorvida sofre fermentação na flora bacteriana presente pela claridade intestinal. A fermentação da lactose forma o gás hidrogênio, que se espalha pela corrente sanguínea e logo depois, nos alvéolos, podendo ser detectado pelo ar expirado. Assim sendo, as crianças com intolerância à lactose apresentam concentrações mais elevadas de hidrogênio no ar expirado após ingestão de lactose, permitindo o diagnóstico pelo teste do hidrogênio expirado. A concentração de hidrogênio expirado pode ser facilmente mensurada com a utilização de um equipamento manual de teste respiratório.

Até desse instante as enzimas da comida não param até que o grau ácido se torne proibitivo. Como se pode comprovar as enzimasconseguem suportar ambientes bem mais vezes ácidos do que neutros. Diversos animais tem até o que se podes chamar de compartimentos de pré digestão enzimática onde a comida se digere a si própria. É o caso de certos macacos e roedores com as suas bolsas nas bochechas, os buchos de várias espécies de pássaros, e os primeiros estômagos de golfinhos, baleias, etc.. No momento em que os pássaros comem sementes ou grãos de cereais, estes ficam no bucho entre oito a 12 horas. A tireoide encontra-se no pescoço, estando apoiada sobre o assunto as cartilagens da laringe e da traqueia; ela produz o hormônio adrenocorticotrófico (ACTH), o hormônio estimulante da tireoide (TSH) e o hormônio do crescimento (GH). A ocitocina é secretada em quantidades moderadas durante toda a gravidez, diminuindo os seus níveis nas últimas semanas e cessando durante o parto, promovendo sendo assim a contração do útero. 14. (UFTM) Durante a amamentação, outras glândulas participam pra que haja a realização e secreção do leite materno.

A intolerância à lactose é desigual de tem alergia ao leite. A alergia é uma reação imunológica às proteínas do leite e não do açúcar. "Como é um quadro alérgico, as manifestações são capazes de acontecer no intestino, pela pele e até no sistema respiratório com sintomas como tosse, chiados e bronquite", explica a nutróloga Dra Andreia Guarnieri. Esses exames de Nutrigenômica foram aprovados pela Sociedade Médica, aumentando a tua confiabilidade e trazendo respaldo pra teu uso clínico", observa o nutrólogo Maximo Asinelli. Entre as vantagens dos testes genéticos é a confirmação das suspeitas clínicas, a exatidão e a rapidez do diagnóstico, a eficiência do tratamento e a compreensão sistêmica de tudo o que acontece no corpo humano.

A deficiência de lactase pode ser primária, ou melhor, o sujeito imediatamente nasce com propensão a tê-la; ou secundária, quando a intolerância à lactose é adquirida ao longo da vida, em consequência a qualquer defeito intestinal. A quantidade de lactase produzida no intestino delgado costuma ser elevada ao longo dos primeiros anos de vida, mas vai reduzindo-se conforme a dieta se torna mais variada, menos dependente de leite e derivados. Em outras etnias, como os asiáticos, uma leve a moderada intolerância à lactose costuma surgir a partir dos 5 anos de idade. Em afrodescendentes e latinos, a diminuição nos níveis de lactase costuma surgir em volta dos 10 anos. O diagnóstico da intolerância à lactose é normalmente feito clinicamente, fundamentado só na história clínica e nos sintomas do paciente. Improvavelmente são necessários exames laboratoriais. Em geral, eliminamos somente pequenas quantidades de hidrogênio pelos pulmões. Prontamente os pacientes com intolerância à lactose produzem grandes quantidades de hidrogênio no cólon, sendo parte nesse gás reabsorvido pro sangue e eliminado pelos pulmões pela respiração. Esse teste, sendo assim, consiste pela pesquisa de hidrogênio no ar expirado após o consumo de remedio anti lactose. Após a ingestão de lactose, medimos a glicose no sangue para saber se houve elevação dos seus níveis. Em pessoas sadias, a lactose é quebrada em glicose e galactose, sendo reabsorvida pelo intestino e lançada na corrente sanguínea. Nos pacientes com deficiência de lactase, a lactose não é digerida e a glicose contida nela não é absorvida.

A esse respeito, analise as assertivas e marque as corretas. I. A hipófise tem origem embrionária dupla: uma parcela tem origem nervosa (hipófise posterior) e outra ectodérmica (hipófise anterior) e expõe um íntimo relacionamento com o hipotálamo. II. A medula da glândula suprarrenal tem origem no neuroectoderma e esta exibe neurônios pósganglioanares simpáticos e produzem as catecolaminas. III. Em casos de queda da pressão arterial, a ativação do sistema renina-angiotensina estimula a liberação de aldosterona pelo córtex da suprarrenal e desta maneira promove a reabsorção de sódio nos túbulos renais. IV. O pâncreas é uma glândula mista, secretando hormônios que são lançados diretamente na corrente circulatória e no suco pancreático que percorre um trajeto até desembocar no duodeno. No universo da alimentação com saúde, o glúten e a lactose são os vilões da vez. A maioria das pessoas que resolve por uma rotina sem os 2 ingredientes garante que conseguiu reduzir medidas, sentiu-se menos inchada e com intestino funcionando melhor. Então, é verdade que a "dieta" tem êxito? O glúten é uma proteína presente no trigo, centeio, cevada, malte. Nas receitas, ele é o responsável por dar elasticidade às massas.

Respuestas

Espaço De Saúde Do Aparelho Digestivo

Alícia Fernandes (2018-08-07)

... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/