Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

"João Davi Lucas Duarte" (2018-10-25)

En respuesta a Vilões" Do Momento, Glúten E Lactose São capazes de Causar Intolerâncias Se Consumidos Em Exagero

comprar lactaseChocolate: A maioria das mães podem comer chocolate sem excessos, mas devem sempre continuar atentas pra possíveis efeitos negativos no comportamento do moço. O chocolate contém teobromina, substância que poderá promover irritabilidade e diarreia no moço se quantidades elevadas forem consumidas na mãe. Cafés, chás e refrigerantes: O café, chás, mate e refrigerante tipo cola em quantidade excessiva podem causar irritabilidade e modelo deficiente de sono. A intolerância à lactose é a doença bem comum, provocada pela incapacidade de digerir lactose, um açúcar encontrado no leite e nos laticínios. A inexistência da lactase, enzima que digere a lactose, leva ao aparecimento de sintomas gastrointestinais sempre que um objeto à apoio de leite é consumido. A intolerância à lactose não costuma ser uma doença complicado, todavia os seus sintomas conseguem ser muito incômodos. O que é intolerância à lactose. Quais são as causas de deficiência de lactase. Quais são os sintomas. Como é feito o diagnóstico.

Uma equipe internacional de cientistas descobriu que outras populações da África Oriental desenvolveram, em tempos relativamente novas, a mutação genética que permite a adultos digerir a lactose, o principal açúcar do leite. O estudo, encabeçado por Sarah Tishkoff, da Faculdade de Maryland, mostra que a mutação ocorreu de forma independente da que deu aos europeus a mesma perícia, e surgiu quando alguns africanos passaram a fazer gado. A descoberta não mostra apenas que cultura e genética evoluem juntas, reitera Tishkoff, contudo també, é "uma das marcas genéticas mais impressionantes de seleção natural de imediato observadas em humanos".

A renina produz a coagulação das proteínas do leite permitindo que elas fiquem mais tempo no estômago pra que a sua digestão seja mais completa. O ácido clorídrico assegura um pH em redor de 2,0; que é um valor excelente pra atividade da pepsina. Além do mais, tem ação germicida, reduzindo a fermentação bacteriana. O intestino delgado está separado do estômago por uma válvula de infraestrutura muscular denominada piloro. Tua primeira porção, de cerca de l5 cm de comprimento, é o duodeno, seguindo-se ao jejuno-íleo que se comunica com o intestino grosso. Vou gostar te olhar por lá! Este post foi produzido com a colaboração do Dr. Marcelo F. Denaro, médico estudioso em Dieta Low Carb. Clique neste local pra conhecê-lo! O assunto deste blog é fornecido só para fins de educação e dica e não substitui a consulta a um médico, nutricionista ou outro profissional da área para aconselhamento, diagnóstico e tratamento. Os dados neste local apresentadas não necessitam ser utilizadas em substituição ao aconselhamento profissional e nem sequer como base para autodiagnóstico.

Na indústria láctea a lactose provém energia para bactérias acido láticas (a qual denominamos de fermento lático ou cultivo lático). O papel destas bactérias está intimamente relacionado com a indispensabilidade de realização de ácido lático que por conseguinte atua de numerosas formas no sucesso de um artefato lático. Como por exemplo, na fabricação de queijos existe a necessidade de abaixamento do pH, forçando a desmineralização do leite até que o mesmo coagule (quer dizer uma metodologia pra coagulação de leite pra fabricação de queijos que veremos mais adiante). Na realidade, a lactose não é retirada do leite. O pesquisador do Instituto de Laticínios Cândido Tostes (ILCT) Luiz Carlos Gonçalves Costa Júnior revela que um procedimento químico transforma a lactose em outra coisa. A indústria adiciona à bebida uma enzima denominada lactase (ou beta-D-galactosidase), que, em três ou 4 horas, quebra a lactose por intermédio da ação da solução em 2 componentes: glicose e galactose. O pesquisador destaca que a lactose é um açúcar característico e mais abundante do leite, substância que provoca intolerância em novas pessoas. "As pessoas que têm intolerância à lactose possuem baixa ou nenhuma geração desta enzima em seus organismos, impedindo dessa forma essa quebra da lactose após a ingestão de produtos lácteos.

Isso talvez pode ter significado de um monte de coisas. A um grau de base, a intolerância à lactose é a incapacidade para digerir a lactose, o açúcar encontrado nos produtos lácteos. Quando você é uma guria, seu corpo produz um exagero uma enzima chamada lactase, que é responsável por quebrar a lactose. A maioria dos pacientes que só tem intolerância a lactose, não tem evidências de desnutrição, nem sequer mesmo superior perda de gordura. Quando isto acontece, poderá existir a associação da intolerância com outras doenças gastrointestinais. Frequentemente a intolerância à lactose é sugerida pela história clínica, principalmente quando os dados são estabelecidos e particularmente perguntados. Tem, contudo contém bem como a L. lactis e algumas bactérias capazes de quebrar as moléculas de caseína no trato digestivo. Além de portar a lactase comprar, amilase, catalase, lactoperoxidase, lipase e fosfatase, enzimas que digerem a lactose e outros carboidratos do leite. Ou melhor, o leite cru, e também nutritivo, possuiria todos os "antídotos" que combatem as alergias, contudo que são eliminados no processo de pasteurização. No decorrer da pasteurização, o leito é elevado a uma temperatura de até 75ºC pra derrubar seus microrganismos patogênicos. No entanto o procedimento também desativaria os componentes benéficos. A "Real Milk" ressalta que o leite cru é inteiramente seguro se produzido em condições sanitárias adequadas.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/