Comentarios de lectores/as

Dr. Paulo Maciel

Pedro Benício Martins (2018-07-30)

En respuesta a Como Fazer Uma Dieta Sem Lactose

Muco nas fezes Estes exames conseguem ser solicitados pelo clínico geral ou alergologista em caso de suspeita de intolerância à lactose ou quando o teste da exclusão alimentar deixa algumas questões. É muito importante diagnosticar e tratar a intolerância à lactose, porque esta é uma circunstância que provoca sintomas desagradáveis e afeta a absorção de nutrientes consideráveis para o corpo. Outras glândulas que revestem o intestino segregam as enzimas sacarase (transforma sucrose em glicose e frutose), maltase, lactase (transforma lactose em glicose e galactose), lipase, amilase e erepsina que em divisão formam o suco intestinal. A ausência ou baixa atividade da lactase podes causar muitos graus de intolerância ao leite. Como os nutrientes são absorvidos ? Pela membrana mucosa do intestino delgado ficam algumas reentrâncias e dobras chamadas villi que aumentam a superfície de absorção em mais de 600 vezes o que seria se o intestino fosse um claro cilindro.

suplementos alimentaresOcorre o processo de quimificação, no qual a mistura do suco gástrico com o bolo alimentar maneira o quimo, uma pasta ácida. O estômago retém um muco que protege a parede estomacal da ação corrosiva do suco gástrico. O rompimento dessa camada protetora poderá gerar gastrite e úlcera. Os recém-nascidos possuem uma enzima, renina, cuja atividade é a de coagular o leite e, consequentemente, mantê-lo por mais tempo no estômago, favorecendo a atuação da pepsina. Adultos liberam quantidade insignificante de renina. A digestão é o procedimento de transformação de macromoléculas (moléculas grandes) em micromoléculas (pequenas) a começar por hidólise (quebra) enzimática, tornando possível a absorção de nutrientes na célula. O tubo digestivo é composto por boca, faringe, esôfago, estômago, intestino delgado, intestino grosso, reto e ânus. O intestino delgado se divide em duodeno, jejuno e íleo.

As pessoas que sofrem com a doença celíaca têm uma reação imunológica à ingestão do glúten, uma proteína do trigo, cevada e centeio. A prevalência da doença celíaca, contudo, não parece estar aumentando nem sequer diminuindo nos últimos milênios. Outros exemplos de prosperidade pela dieta são extremamente misteriosos. A amilase salivar é a enzima causador da digestão dos carboidratos. Historicamente, pessoas do oeste da Eurásia e da Mesoamérica têm mais cópias do gene responsável por sua geração. Isso significa que essas pessoas foram selecionadas pra diferir carboidratos melhor? "Isso é convincente e podes ser verdade. Porém a biologia é complicada e não sabemos com certeza como isto dá certo e qual a gravidade disso", diz Hawks. As crianças que nasceram de gestação a termo normalmente não esclarecem sinais de intolerância à lactose até completarem ao menos 3 anos de idade. A intolerância à lactose poderá começar em diferentes momentos da vida. Em indivíduos brancos, ela geralmente afeta crianças acima dos cinco anos de idade. Em afro-americanos, a intolerância à lactose frequentemente ocorre em volta dos 2 anos de idade. Talvez necessite permanecer um tempo sem a lactose pra poder regular seu organismo, no entanto novas exceções não irão te fazer mal. Não se esqueça de buscar um nutricionista funcional pra adequar melhor a sua alimentação. Você faz emprego de produtos sem lactose? Detém qualquer tipo de intolerância ou alergia? Compartilhe tua vivência conosco!

Estes sintomas variam de pessoa pra pessoa, sendo mais leves ou mais intensos dependendo do grau de intolerância. Muitas pessoas imediatamente têm há anos e descobrem "normal" os desconfortos. Em que momento elas ficarem em torno de três dias sem ingerir a lactose vão perceber a diferença e entender que aquele sintoma de flatulência e/ou diarreia não é normal. O que é alergia à proteína do leite? A caseína é a proteína do leite e poderá agredir bastante o corpo. O sistema imunológico age contra essa proteína, gerando uma alergia. Além do incômodo gástrico, existem outros sintomas como a variação na concentração e pela memória, enorme produção de muco nos seios da face, ansiedade, além de outros mais. No momento em que se alteram os hábitos alimentares pro modelo adulto, a flora muda, uma vez que a dieta tem uma marcada ação a respeito da composição relativa da flora intestinal e fecal. Uma alimentação rica em proteína animal produz putrefações intestinais; altera-se a flora bacteriana normal, aparecendo uma quantidade excessiva de germes da putrefação.

medicamento intolerancia a lactose maioria das enzimas constitui-se de uma proteína e de um componente chamado co-fator, que poderá estar ausente. Suprimido o co-fator, a proteína perde sua atividade e recebe o nome de apoenzima. O co-fator poderá ser um metal (tendo como exemplo, ferro, cobre ou magnésio), uma molécula orgânica de tamanho médio chamada grupo protético, ou um tipo especial de molécula que atua como substrato e se entende como co-enzima. Este co-fator facilita a função catalítica da enzima, como é o caso dos metais ou grupos prostéticos, ou participa da própria reação catalisada, ação típica das co-enzimas. As moléculas existentes nas células constituem compostos com grande grau de firmeza, determinado pela magnitude da energia armazenada nas ligações entre os átomos que as compõem.

Respuestas

Cerca de 40 por cento Da População Brasileira Têm Intolerância à Lactose

Pedro Benício Martins (2018-07-31)

suplementos alimentaresOs efeitos da intolerância se concentram, de fato, no sistema digestivo. As bactérias da flora intestinal até podem devorar outras das moléculas do açúcar natural do leite, mesmo elas... Leer más

Enzimas, Proteínas, Atividade, Tipos, O Que São Enzimas

Pedro Benício Martins (2018-08-02)

... Leer más

Adultos Assim como Têm Intolerância Ao Leite De Vaca

Pedro Benício Martins (2018-08-04)

... Leer más

Espaço De Saúde Do Aparelho Digestivo

Pedro Benício Martins (2018-08-22)

... Leer más

Mitos E Realidades A respeito de Os Produtos Sem Lactose

Pedro Benício Martins (2018-09-22)

... Leer más



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/