Comentarios de lectores/as

Protegendo Seus Quadrinhos

"Vitória Duarte" (2018-06-19)


Sempre procurei inserir algo de quadrinhos aqui na Collectors Room, e agora isso ficará ainda mais forte através da coluna Minha Estante, onde entrevistaremos colecionadores de quadrinhos e mostraremos os seus incríveis acervos, na linha do que já feito no Minha Coleção com os colecionadores de discos.

estante para vinilColeciono fora das embalagens (loose) pois gosto de tocar e ver de perto os detalhes (talvez minha profissão influencie nisso rsrs). Para manter a coleção organizada e protegida da ação do tempo e das mãos de crianças (tenho um filho de 6 anos e uma filha de 2 anos) e de curiosos eu optei por armazená-los em expositores de parede (de 50 a 120 nichos) tentando separar por temas. Meu filho João Pedro também já iniciou sua coleção, as miniaturas mais legais a gente separa no expositor no quarto dele e outras viram brinquedos que logo ficam detonados, afinal ele é uma criança. Isabel tem sua Kombi rosa desde antes de nascer, porém a miniatura já está bem castigada por suas brincadeiras.

A narrativa de Gaiman é fluida e envolvente em todas as suas histórias. Somando isso com os quadrinhos de Russell, tudo fica ainda mais rápido e imersivo. Comecei a leitura com intuito de ler apenas um capítulo, mas quando percebi já estava querendo saber que aconteceria.

Eu sou obcecado por organização, então eu gosto de fazer com que a minha coleção tenha um estilo de nomenclatura de arquivos que seja unificado, sequencial e de fácil acesso. Quando os seus quadrinhos vêm de tudo quanto é lugar, isso pode ser um pouco difícil. Alguns programas permitem que você atribua metadados aos seus seus arqivos de quadrinhos, assim como iTunes faz com as suas músicas para organizá-las, mas meu método favorito ainda é de organizá-las usando os nomes de arquivos e uma arquitetura de pastas que faça sentido.

Sem contar outros cômodos da casa, como quarto das crianças ou até mesmo banheiro, que ficam muito mais elegantes com uso de uma estante para miniaturas de carros artesanal, que vai se adaptar bem em cada cantinho, além de nos deixar muito mais felizes por ter contribuído de forma fantástica na decoração.

custo para adquirir um desses vai depender da região onde você esta residindo, na internet as estantes são oferecidas por preços bem competitivos, mas valor do frete pode torná-las caras. Encomendar em sua região pode ser uma boa, no entanto, os preços cobrados pelo fabricante local pode deixá-las mais desinteressantes do que comprar via rede mundial de computadores. Aproveitar equipamentos existentes em casa podem minimizar os custos, por fim fazer um ambiente amplo totalmente dedicado fica muito legal como no caso do Billy Karam (imagem acima), mas deve ser feito com muito planejamento, pois em caso de desistência da coleção no futuro poderá complicar uso do mesmo para outras finalidades.

A Estante para Carrinhos em miniaturas tipo Hot Wheels é ideal para quem gosta de expor suas coleções e também mesmo organizar os brinquedos dos filhos. Produzido com madeira MDF, alta resistência e durabilidade, e acabamento em Laca, resistente a riscos e ao desgaste natural, alta qualidade que agrega valor ao móvel, um produto para decorar ambiente com modernidade e mudar conceito visual do seu lar. A estante suporta até 3kgs.

A coleção de quadrinhos é uma de minhas imensas felicidades, mas, como quase tudo de bom na vida, dá um trabalho danado. que causa boa parte deste trabalho é a variação do formato de publicações no nosso mercado: tenho formatinhos, formato americano, aquele adotado pela HQM pra publicar TWD, álbum, formato que a Pixel apostou um tempo atrás, formato que a Devir adota… Por isso, compro plásticos grandes e os adapto" ao tamanho da hq com fita adesiva. Também as guardo em armários de aço, tipo aqueles que nós encontra em repartições públicas. Duram um bom tempo, são mais leves e fáceis de limpar. E bem mais em conta que armários de madeira. E compro aquelas pedras anti-mofo e traças.

Houve tempos no qual coleção era coisa dos extremos da vida: ou matéria de crianças com seus bonés, álbuns de figurinhas e bolinhas de gude; ou distração de aposentados atrás de relíquias como moedas antigas e, ápice dos ápices, selos, muitos selos. Desde há muito tempo eu tinha desejo de comprar uma cristaleira. Ao pesar as questões levantadas acima sobre segurança, proteção e extensão das coleções eu logo decidi por essa opção. Eu vinha expondo as peças em uma estante aberta que logo se mostrou inadequada devido ao grande acúmulo de poeira sobre as figuras. Isso fez com que eu as guardasse e partisse à procura de uma cristaleira. Após rodar várias lojas em São Paulo (capital) pude perceber que os preços variavam grandemente e não eram tão atrativos. Depois de muito procurar decidi por um modelo que agregasse preço, estilo e proteção. Alguns critérios eram imprescindíveis para mim, dentre eles a possibilidade de se enxergar as peças de vários ângulos, ou seja, seria necessário a presença de vidros anteriores, laterais e se possível posteriores. Percebi, no entanto que a presença de "vidro" encarecia grandemente a cristaleira. Sendo assim tive que ajustar esse meu desejo ao preço.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/