Comentarios de lectores/as

Como Parar De Roncar - Home

Maria Ana Clara Moreira (2018-06-28)


Algumas pessoas roncam a noite inteira; algumas só no início do sono, em fases de sono profundo, no momento em que dormem de barriga para cima, quando estão resfriadas, depois de jantares pesados ou comer bebida alcoólica. Em situações como estas, roncar pode ser considerado até normal. Contudo, o ronco sem evidência de apneia obstrutiva do sono pode ser um fator de risco pra hipertensão arterial e problemas comportamentais no decorrer do dia. Drauzio - Há diagnóstico específico para as pessoas que mexem as pernas sempre que dormem, como se estivessem chutando um centro imaginário? Mauricio Bagnato - Em geral, essas pessoas são portadoras de uma doença pouco diagnosticada, porém muito mais constante do que se imagina. Teu principal sintoma é o movimento involuntário dos participantes inferiores. Os primeiros a percebê-lo, em geral, são os que dormem ao lado do paciente. "Meu marido mexe a perna a noite inteira, ciclicamente.

bipapAlguns fatores, tais como modificações pela anatomia das vias aéreas e dos seios nasais, o consumo de álcool ou tabaco, alergias, infecções respiratórias etc., podem conduzir uma pessoa a roncar. Não obstante, a idade e o sobrepeso parecem ser os fatores de traço mais comuns para o ronco. Homens assim como costumam roncar mais que as mulheres. O ronco poderá acometer crianças, adultos e idosos, no entanto ele é bem mais comum no último grupo. Conforme envelhecemos, os tecidos da garganta e da língua tendem a permanecer mais frouxos, aumentando o grau de relaxamento dos mesmos no decorrer do sono. Desta maneira, obstruções das vias aéreas enquanto dormimos são menos difíceis de transcorrer a partir dos 40 anos. Além da idade, outro fator importante é o sobrepeso. Estudos comprovam que um aumento de só 10% no peso eleva em 6 vezes o risco do paciente montar distúrbios respiratórios durante o sono. Além do mais, por volta de dois terços das pacientes com síndrome da apneia obstrutiva do sono estão, ao menos, 20% acima do teu peso corporal impecável.

Desde que se licenciou do cargo de governador do Ceará, Cid Gomes (Pros) entrou com tudo e à tua maneira na reta conclusão da campanha. Circula de jipe com o candidato a teu subcessor, Camilo Santana (PT), faz "adesivaços" em carros nas ruas de Fortaleza e desempenha o papel de "apresentador de talk show" em comícios. O objetivo é o mesmo: todas nós desejamos ocupar um corpão e receber bem-estar. Contudo, nessa busca, algumas se perdem por pressa, ausência de indicação, ansiedade… E cometem erros que prejudicam a performance e colocam a saúde em traço. Confira os vacilos mais comuns e garanta um desempenho impecável, que, acredite, vai se traduzir em curvas incríveis. Por muito bom que pareça, tem quem suba na esteira e regule a velocidade para dez - de cara - ou vá direto aos aparelhos de musculação com carga total. Desse modo, evitava o transtorno de acordá-lo e conseguia dormir bem ou, no mínimo, melhor do que ao lado dele", diz a Fernanda. Magoado com a atuação da esposa, Cássio decidiu que ele é quem deveria dormir pela sala, uma vez que era o grande "culpado" da ocorrência. "A partir daí eu imediatamente deixei meu travesseiro e cobertores lá embaixo. Dormia na sala direto, sem nem sequer tentar subir pra cama, durante oito meses. No entanto o pior é que parecia que nossa intimidade estava diminuindo e que a quantidade e propriedade das relações sexuais bem como. E a gente só tinha um ano e meio de casados, achava isto o fim", diz Cássio.

Meu ronco impediu que eu levasse uma existência normal de um estudante universitário. Toda vez que começava a sair com uma criança minha primeira apreensão era meu ronco e, se dormíssemos juntos, ela iria rir de mim como meus colegas. Era uma experiência humilhante que eu não adoraria de viver mais uma vez. Seriam de fato os escoceses e os "chicanos" (incluindo aí os brasileiros) os bárbaros? Um novo paradigma de polícia deve ir por um maior investimento nos órgãos de polícia judiciária. Expor que o paradigma de segurança pública é fracassado e culpar o delegado de polícia é, pelo menos, irresponsável. E também ser um operador do Certo, o delegado passa por um processo exigente de seleção pra ter maturidade e agir a todo o momento no rigor da lei.

Se você ronca, definitivamente não foi o primeiro a saber. No entanto, ao contrário do que se imagina, o som decorrente da vibração dos tecidos da localidade da faringe não torna vítimas só aqueles obrigados a acostumar com o som. Fábio Lorenzetti, diretor da Agregação Brasileira de Otorrinolaringologia e Operação Cérvico-Facial concentrador simplygo (ABORLCCF). Os pesquisadores acreditam que roncar e ter depressão podem ser razão ou consequência um do outro. Ou seja, as pessoas que roncam são depressivas, ou o ronco provoca depressão. Nesse caso, a química do organismo vai se alterando no decorrer dos estágios do sono, e poderá conduzir à apneia. De outra forma, a apneia pode transportar à depressão na ausência de sono. A depressão podes ser combatida com exercícios físicos, 3 vezes por semana, sugere um estudo publicado no jornal Jama Psychiatry. "Quando ocorre, deve-se avaliar a expectativa de cirurgia". Segundo Maura, as crianças apresentam maior expectativa de roncar entre os 3 e cinco anos de idade, em razão de esta fase é o pico de desenvolvimento das glândulas faladas em um momento anterior. "É quando mais temos problemas com a chamada "carne esponjosa", após este tempo acontece um involução dessas estruturas e o ronco tende a diminuir", explica a otorrinolaringologista. O ronco não poderá ser visto como somente um barulho pela hora de dormir. Por trás, podes estar a apneia do sono, quando a respiração é interrompida e retomada muitas vezes, devido à obstrução respiratória.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/