Comentarios de lectores/as

Com Elevador Quebrado, Deficientes Usam Escada Para Chegar A Estação Do BRT

Larissa Carvalho (2018-06-04)


Elevador residencial com FUSO" objeto do Pedido de Patente de Invenção para um elevador projetado especialmente para sobrados com no máximo três pisos com a finalidade de auxiliar pessoas idosas, s pessoas que utilizam cadeira de rodas, muletas e até mesmo pessoas normais, especialmente donas de casa que no dia a dia, sobem e descem escadas infinitas vezes, chegando ao final do dia sem disposição para nada. Quem mora em um sobrado sabe bem que estou relatando.

elevadores residenciaisNo entanto, segundo Guidi, todos os veículos hoje são acessíveis (diferente de adaptado), conforme indica a legislação, com cadeiras anteriores às catracas para pessoas com deficiências reduzidas, idosos e grávidas; botões de parada de fácil acesso para cadeirantes; largura do corredor suficiente para passagem de cadeiras de rodas, e comunicação visual diferenciada.

"Muitas pessoas não conseguem vir aqui para um atendimento porque transporte não é acessivel", afirma. Segundo Camila, outra queixa é em relação aos elevadores, que na maioria das vezes estão quebrados. "É impossível a pessoa chegar em uma estação e subir uma escadaria em cadeira de rodas", completa.

Imagine a seguinte situação na Rodoviária de Rio Preto. Uma mulher com duas malas e uma criança de colo aperta botão para chamar elevador. Nada de as portas abrirem. Na parede, a resposta para a demora. Um cartaz pede que usuário procure um vigilante ou busque a chave do elevador no setor de informações, que fica no piso intermediário (da rua Pedro Amaral). Acredite, que era para ser um equipamento para facilitar a vida de gestantes, mães, idosos, e deficientes virou uma frustração.

Estações sem elevadores e com grandes escadarias fazem parte da rotina difícil enfrentada por deficientes físicos quando precisam usar os trens de São Paulo. É caso da atleta Aline Rocha, de 24 anos, que sofreu um acidente aos 15 anos e fraturou a coluna, que a deixou paraplégica.

Geralmente existem mais de 2 tipos de manutenção que podem ser contratadas para elevador residencial, então, é bom ficar atento já que alguns podem oferecer cobertura de peças, enquanto outros não, só que apesar do valor mensal ser mais alto, na hora de trocar qualquer peça, cliente não paga.

Pessoas com necessidades especiais são assim chamadas porque realmente são especiais. A discriminação negativa é sobre tudo a que prejudica determinado grupo ou cidadão pela criação de situações injustas. Pode ser encontrada em duas formas: direta ou indireta. A discriminação negativa direta é aquela exercida por meio da adoção de regras que estabelecem distinções através de proibições. É preconceito expressado por meio de normas legais ou sociais. Como exemplo poderíamos citar a colocação de uma placa em prédio residencial dizendo ser proibida a entrada de negros nos elevadores sociais. Já a discriminação indireta é aquela que se apresenta em situações aparentemente neutras, mas que notadamente remetem a desigualdades. Esta última forma é tão ou mais danosa que a primeira e é, atualmente, a mais comum em nosso país. Se no mesmo prédio citado no exemplo anterior, não existisse a aduzida placa, mas se os moradores, veladamente, se recusassem a entrar no elevador por causa da presença de um negro, ali, sim, teríamos um exemplo de discriminação indireta.

Conforme a CCR, todos os funcionários das estações estão aptos a auxiliar deficientes e passageiros com dificuldades de locomoção. Segundo a empresa, tanto as novas estações da linha 1 quanto as da linha 2 contarão com equipamentos de acessibilidade.

Com a ideia de reduzir os custos e atingir uma parcela da população que hoje não pode adquirir este tipo de equipamento, além de dar uma opção às empresas que precisam se adequar às leis de acessibilidade, elevador possui ampla aplicação, já que pode ser utilizado em instituições bancárias, residências, órgãos públicos, embarcações, comércios, indústrias, hospitais, hotéis, escolas, cinemas, teatros, campos de futebol, clínicas etc.

Unique é um elevador indicado para residências unifamiliares ou locais públicos com utilização especifica para acessibilidade. Desenvolvido com cabine de aço inox, une conforto e segurança ao design elegante e funcional. Trabalha com percurso máximo de até 12 metros (4 paradas). Consome pouca energia e está em conformidade com as exigências da NBR 12.892.

elevadores residenciaisA Associação Florianopolitana de Deficientes Físicos (Aflodef) diz que ainda há um caminho extenso para garantir direito de ir e vir, a igualdade de oportunidades e a independência do deficiente físico, a começar no transporte público, tema desta reportagem.

Ora, reservar 10% de vagas para motocicletas, 5% para bicicletas e apenas 1% para pessoas com deficiências que em tese seriam os maiores prejudicados, revela interesse da Municipalidade na aplicação do plano diretor apenas para a mobilidade pública dos veículos automotores nos grandes centros urbanos, deixando de lado aqueles que mais precisam da acessibilidade.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/