Comentarios de lectores/as

Conheça Os Principais Vilões Da Alergia Alimentar

Samuel Nascimento (2018-05-06)


alimentos funcionaisLactrase® reduziu a aflição, a comoção de aumento do volume abdominal e escore de sintomas gerais. Dairy Ease® reduziu somente a dor. O autor conclui o post recomendando o emprego de Lactrase® como item de escolha, dentre os estudados, para melhoria sintomática de pacientes com intolerância à lactose. 1. Ramirez FC, Lee K, Graham DY. All lactase preparations are not the same: results of a prospective, randomized, placebo-controlled trial. O papel de toda enzima é extremamente específico; isso quer dizer que uma acordada enzima facilita a circunstância de uma acordada reação. Dessa maneira, como por exemplo, sempre que a enzima amilase salivar (ptialina) facilita a digestão do amido na boca, a maltase, por sua vez, catalisa a transformação da maltase em glicose. Reações químicas são capazes de suceder sem enzimas; todavia, no caso das células, essas reações seriam tão lentas, que com toda certeza seria improvável a existência sem enzimas. Diversas pessoas sentem desconforto, como diarreia e náusea, depois de consumir leite e derivados. Este incômodo pode ser sinal de um defeito extremamente comum na população: a intolerância à lactose. → O que é a intolerância à lactose? A intolerância à lactose pode ser estabelecida como uma rejeição do corpo humano ao leite e seus derivados. Ela acontece em resultância de um problema pela enzima lactase, que podes estar em uma quantidade extremamente baixa ou se apresentar de modo ineficiente. A lactase é uma enzima produzida pelo intestino delgado que decompõe o açúcar do leite nos monossacarídeos glicose e galactose.

Às vezes, uma outra doença, como um episódio agudo de diarreia infecciosa (gastroenterite) ou o desenvolvimento excessivo de bactérias normais do intestino podem, tendo como exemplo, desencadear a síndrome do intestino irritável. Várias pessoas têm sinais e sintomas da síndrome do intestino irritável de vez enquando, mas muitas são mais propensas a desenvolver a doença. Use produtos feitos com leite cozido ou aquecido por causa de se suportam melhor, visto que o recurso de aquecimento divide uma quota da lactose em glicose e galactose. Alimenta-se com alimentos à apoio de soja; são alimentos sem lactose, uma sensacional referência de cálcio e um agradável sucessor para os produtos de leite ou produtos lácteos. Atuação do nutricionista: Cardápio rico em proteína. Modelo: carne, queijo, leite, manteiga, feijão, ervilha. Ação: Transforma os lipídios em substâncias mais descomplicado: Ácidos graxos e Glicerol. Função: Normalmente, acumulam-se ante a pele, formando um depósito de energia. Atuação do Nutricionista: Cardápio abundante em lipídio. Modelo: leite, manteiga, coco, amendoim, carne, azeite. O suco entérico ou intestinal, produzido por glândulas do intestino , é o que fornece superior número de enzimas.

A suporte do leite de vaca é própria para bezerros, todavia não exatamente adequada para os homens, pelo motivo de o bezerro cresce cerca de dez vezes mais de forma acelerada que os humanos nos primeiros meses de vida. Além do mais, os anticorpos gerados pelo organismo da vaca pra defesa imunológica do bezerro tornam-se antígenos para os seres humanos e podem provocar distúrbios alérgicos de várias proporções. Os níveis de caseína contidos no leite de vaca bem como são bem diferentes dos níveis contidos no leite humano, não sendo adequados para o nosso organismo. A caseína é um dos principais componentes alérgicos presentes no leite de vaca. Ela tem a propriedade de ativar células mastóides, sendo que quando esta ativação se dá nas células mastóides presentes no intestino, acontece a liberação de histamina (resposta alérgica). Imediatamente a whey protein - conhecida como a proteína do soro do leite, constitui-se da porção aquosa do leite produzida no decorrer do recurso de fabricação do queijo, no momento em que acontece coagulação.

É ainda mais comum nos depararmos com leites e produtos lácteos ‘sem lactose’ suplementos alimentares nos supermercados e nos anúncios de televisão do Estado. Neste instante apresentaram-se assim como os remédios para intolerância à lactose, o açúcar do leite de vaca, nas farmácias e claro, nos anúncios de tv. Existe até uma linha inteira de produtos nesse tipo destinada às crianças, que acrescenta, entre outros ítens, leite condensado, adocicado de leite e achocolatado. Tenho intolerância a lactose e recebi a recomendação de comer a enzima lactase. Amaria de saber se há um limite pro consumo da enzima. Segundo Ricardo Barbuti, médico assistente do departamento de gastroenterologia do HC da USP, a intolerância acontece pela incapacidade de digerir o açúcar existente no leite e seus derivados. Os sintomas da intolerância são só digestivos, durante o tempo que os da alergia são capazes de afetar o sistema respiratório e a pele, a título de exemplo. Bebês que nasceram prematuros às vezes demoram para gerar a quantidade adequada de lactase. O grau de elaboração da enzima pelos bebês normalmente se intensifica durante o último trimestre da gravidez. É até possível os sintomas da intolerância à lactose aparecerem em crianças pequenas, todavia o mais normal é eles surgirem em crianças maiores, adolescentes e, principalmente, adultos. É diferente bebês terem intolerância, sendo mais comum apresentarem alergia à proteína do leite.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/