Comentarios de lectores/as

11 Benefícios Do ômega 3

"Davi Fogaça" (2018-06-07)


Estudos novas demonstraram que essa gordura benéfica poderá, inclusive, reduzir ou dessa maneira inibir o recurso de metástase de tumores para outros tecidos corporais, como acontece de forma frequente e indesejado no câncer de mama. Além do mais, o ômega 3 ajuda a reduzir a atividade de hormônios que favorecem o surgimento do cancro de mama e tua proliferação para outros órgãos por intermédio da circulação sanguínea.

capsula omega 3Figura quatro - Comparação da carne de espécies de peixes consumidas no Brasil, com relação à disponibilidade de ácidos graxos n-3 HUFA, especificamente o ácido eicosapentaenóico (EPA) e docosahexaenóico (DHA). DHA no total dos ácidos graxos da carne do peixe. Os peixes de água adocicado cultivados com ração sem adição de óleo de peixe marinho, como a tilápia e o pangasius na tabela, apresentam até um baixo teor de ômega-3 pela carne. Este óleo, que vem da semente do algodão, é um poderoso antioxidante, repleto de vitamina E. Ao oposto dos outros óleos vegetais, ele mantém suas propriedades mesmo depois do aquecimento e, desta maneira, é extremamente usado em frituras. É bastante utilizado na indústria de alimentos, para o preparo de óleos e molhos para saladas, maioneses e marinados. Sensacional referência de ferro: o mineral, presente em extenso quantidade na chia, é muito bem absorvido nesse alimento. Ele é o principal nutriente na formação dos glóbulos vermelhos, que transportam o oxigênio através do nosso corpo humano. A diminuição desses glóbulos e da oxigenação levam à anemia, fadiga e cansaço, aumenta os riscos de infecções e também se relaciona a uma queda na imunidade. Os especialistas dizem que não há uma quantidade diária estabelecida para o consumo da chia.

Além do mais, tuas propriedades anti-inflamatórias também são poderosas e, desta maneira, têm sido estudadas pro tratamento de acne, eczema, úlceras e algumas dermatites, e até como anti-idade. Conheça outros privilégios do figo. E também deixar as comidas saborosas, o manjericão é uma erva que poderá aperfeiçoar até a nossa saúde. Os ácidos graxos ômega-3 são incrivelmente relevantes pra sua saúde. Pesquisas revelam que eles fazem poderosos proveitos pro seu corpo, inclusive pro cérebro. Dessa forma, é essencial que você consuma alimentos ricos neste nutriente. Por esta postagem eu vou chegar quais são os principais benefícios do ômega-3. Não deixe de ler e criar este artigo. O que é Ômega-três? Ômega-três é abreviação de ácidos graxos omega 3 comprar-3. Não queremos produzi-los por conta própria, dessa maneira precisamos obtê-los por intermédio da dieta. Ácidos graxos ômega-3 são poliinsaturados, o que significa que eles têm muitas ligações duplas pela estrutura química. Os três tipos mais respeitáveis são: ALA (ácido alfa-linolênico), DHA (ácido docosahexaenóico) e EPA (ácido eicosapentaenóico). Além do mais, a melancia contém magnésio, nutriente respeitável destinado a pessoas com dores de cabeça e deficiência deste mineral. Os ovos são alimentos ricos em vitaminas do complexo B, fundamentais pro metabolismo cerebral, como ressalta Lenina. Duas vitaminas desse complexo em especial podem socorrer nas dores de cabeça: "Uma é a vitamina B2, que participa da produção de energia nas células, o que pode proteger nos neurônios ligados às dores de cabeça", explica Clarissa Fujiwara.

A truta salmão fornece mais desse nutriente - são cinquenta e sete UI, enquanto o salmão tem 40 UI. Entre as principais funções dessa vitamina no corpo, estão a ação protetora dos olhos, da pele, mucosas e da competência funcional dos órgãos de reprodução. O nutriente também possui papel de defesa contra as infecções. Pro caso de pessoas que não incluem peixe em pela dieta, a OMS recomenda o acréscimo no consumo de alimentos ricos em ALA. Esse, como mencionado previamente, ao ser ingerido, pode se transformar em EPA e DHA. Existe também a alternativa de integrar à dieta o consumo de algas marinhas, tipicamente usadas na culinária oriental, que, como os peixes marinhos, assim como são referências de EPA e DHA. Essas recomendações não contemplam os casos específicos de pessoas que são orientadas a suplementar o ômega 3 por intermédio do consumo de cápsulas de óleo de peixe, ou extrato de algas marinhas como mencionado acima. Consumir peixes de água fria, como o salmão e a sardinha, duas ou 3 vezes pela semana e adicionar oleaginosas, como a nozes, nos lanches entre as principais refeições são ótimas opções. A suplementação com o ácido graxo só é orientada caso a grávida não possa ingerir os alimentos ricos no nutriente. Mas, é necessário extremamente cuidado e indicação de um profissional da área de saúde ao comer esses suplementos.

Em lojas de produtos naturais você podes obter a versão do ômega 3 concentrado em cápsulas. O valor pode diversificar de uma marca pra outra, dessa maneira quanto a composição e quantidade a ser consumida são informadas na bula. Segundo a Comunidade Americana do Coração a quantidade melhor é de 4 gramas por dia. Mas, há controvérsias. Alguns estudos neste instante demonstram que esse número poderá conduzir a criar dificuldades de saúde. Sendo assim, alguns especialistas preferem guiar só três gramas por dia. Os alimentos mais ricos em ômega 3 são os peixes que vivem em águas frias. Ocorre que, animais que vivem em ambientes extremamente frios tendem a acumular gordura monoinsaturada e poli-insaturada no seu interior em maior proporção.



.......................................................................................................................................................................................................

Contacto

Teléfono: (+598) 2359 5478
Fax: (+598) 2354 2052
Correo-e:agrocien@fagro.edu.uy
http://www.fagro.edu.uy/agrociencia/